Encontro de talentos

Você está em: Home, Encontro de talentos, 20 ANOS de contos e histórias

Agosto de 2013

20 ANOS de contos e histórias

Há 20 anos surgia em Passos a Sala do Conto, um espaço divertido dedicado à arte de contar histórias e transmitir valores às crianças da cidade, idealizado pela comunicóloga Regina Piotto.

20 ANOS de contos e histórias.

Um espaço mágico, que combina aprendizado, valores e diversão, onde você pode ir para qualquer lugar do mundo e viver aventuras sem sair do lugar. Sim, este lugar existe e fica em Passos. Trata-se da Sala do Conto, espaço criado e dirigido há exatos 20 anos por Regina Piotto. 

A Sala do Conto foi criada em agosto de 1993 e, desde então, reúne crianças das escolas da cidade em um momento de leitura e arte. De acordo com Regina, “o objetivo principal é despertar o prazer pela leitura, instruindo, educando e divertindo”. A cada ano é trabalhado uma história diferente, e nesses 20 anos, Regina teve a oportunidade de apresentar às crianças contos franceses, italianos e alemães, como Pinóquio, Cinderela, A Bela Adormecida e Chapeuzinho Vermelho. Passou pela China, com a história A Semente da Verdade, e pela Grécia com as fábulas de Esopo. Dentro da literatura brasileira, a Sala do Conto foi prestigiada com quatro histórias de Monteiro Lobato, os gibis de Maurício de Souza, Arlete Porto, duas histórias de Iara Oliveira, três de Marco Túlio Costa, os contos modernos de Wallace Leal Rodrigues, o historiador Antônio Teodoro Grilo, além de Agulha e Linha, do escritor Machado de Assis. Este ano, a história trabalhada é de Regina Coeli Renno, com seu livro História de Amor.

No ano de 2007, Regina Piotto narra a história de Chapeuzinho Vermelho.
No ano de 2007, Regina Piotto narra a história de Chapeuzinho Vermelho.

Sentados no chão em uma sala multicolorida com objetos artísticos, as crianças ouvem muito mais do que histórias. Uma das maiores preocupações de Regina é transmitir aos pequenos o gosto pela leitura e valores que eles poderão carregar até a vida adulta. Os livros não são simplesmente lidos, mas interpretados de forma a tornar a história bastante divertida, e de cada história são tiradas lições de moral e de vida (na história da Cinderela, por exemplo, eram tratados temas como humildade, vaidade, orgulho e egoísmo, e nos livros de Iara Oliveira, falava-se da prevenção e conscientização das drogas). 

Regina conta que o retorno de seu trabalho acontece de diferentes formas. Primeiramente, pela satisfação pessoal por conseguir unir em seu trabalho duas coisas da qual gosta muito, que são livros e crianças. Em segundo lugar, o retorno vem através de cartas que as crianças enviam à Sala do Conto, com mensagens de agradecimento e relatando como foi boa a experiência. Por fim, Regina relata o retorno que recebe ao passar por uma criança e esta fazer o “código secreto”; todo ano, de acordo com a história, Regina cria um código e ensina às crianças após a leitura, ficando combinado que, todas as vezes que aquela criança passar por Regina na rua, ela lhe fará o código, e Regina saberá que a criança esteve presente na Sala do Conto naquele ano.

Com duas décadas de história, Regina prepara para o aniversário do ano que vem o lançamento de um livro sobre a Sala do Conto. Os professores interessados em levar seus alunos ao projeto devem ligar para o Departamento de Cultura (3522-7050) e entrar em contato diretamente com a Regina Piotto para agendar um horário. A Sala do Conto funciona no Palácio da Cultura, na praça Geraldo da Silva Maia 175, todos os dias da semana.

Sala do Conto em 2003, ano em que as crianças ouviram a história Bitoca e Rafael.

© Copyright 2013 Foco Magazine

by Mediaplus