Em Foco

Você está em: Home, Em Foco, PROMAI: há 15 anos ajudando a gerar vidas

Outubro de 2013

PROMAI: há 15 anos ajudando a gerar vidas

Há uma década e meia era criado em Passos um projeto que transformaria completamente o modo como gestantes e bebês eram cuidados. O Promai surge como uma forma de tratamento integral no momento mais especial da vida.

Parte da equipe de profissionais voluntários do Promai.
Parte da equipe de profissionais voluntários do Promai.

Há exatos 15 anos surgia um programa com um objetivo nobre: cuidar da saúde materna, pré-natal e de bebês em Passos e região. Trata-se do Promai, Programa Materno-Infantil da Santa Casa de Passos.

A Dra. Maria Paula Moraes Vasconcelos é médica ginecologista e obstetra e coordenadora do Promai. Ela conta que o projeto acontece hoje em quatro módulos, sendo eles: 1º - pré-natal, parto e pós-parto; 2º - incentivo ao aleitamento materno; 3º - saúde da criança; e 4º - saúde da mulher, com o Buscando Vidas.

O módulo pré-natal, parto e pós-parto trabalha com dois públicos: grávidas em grupo de risco e adolescentes grávidas. Dra. Maria Paula conta que o que diferencia este trabalho de outros é o atendimento multiprofissional que as gestantes recebem, nas áreas de psicologia, serviço social, nutrição, fisioterapia, e terapia ocupacional. O Promai também realiza palestras sobre cuidados durante a gravidez e com o bebê nas salas de espera, sendo estas palestras voltadas para as participantes do programa e para pacientes que têm plano de saúde. O incentivo ao parto normal também faz parte do programa, visto que este apresenta um melhor resultado.

Ainda no módulo pré-natal, parto e pós-parto, está em funcionamento desde 2012 a Casa da Gestante, um lugar onde as mães que vêm de fora podem ficar enquanto seus bebês estão na UTI neonatal. É um lugar aconchegante, confortável, para que as mulheres possam se sentir em casa durante este período. O trabalho de base do Promai com as gestantes tem a intenção de evitar complicações, tanto na gestação, como no parto e pós-parto.“As gestantes que chegam na data do parto, e o parto está um pouco atrasado, são atendidas dentro da maternidade para tranquilizar estas pacientes, para evitar um resultado que não seja tão bom para este neném”, explica Dra. Maria Paula.

No período após o parto encaminhamos as adolescentes e puérperas que tenham fatores de risco para o planejamento familiar, além de desenvolver um trabalho de conscientização dos adolescentes nas escolas em relação à prevenção das doenças sexualmente transmissíveis e gravidez.

A Dra. Maria Paula Moraes Vasconcelos é médica ginecologista e obstetra e coordenadora do Promai.
A Dra. Maria Paula Moraes Vasconcelos é médica ginecologista e obstetra e coordenadora do Promai.

No segundo módulo, incentivo ao aleitamento materno, é trabalhado muito a mudança de cultura. Há anos é realizado um concurso de frases e cartazes entre crianças de colégios públicos e privados de Passos e região. Anualmente, os alunos desenvolvem a frase ou o cartaz sobre o tema aleitamento materno, ocorrendo premiações. Esta proposta visa corrigir desde a infância a ideia muito difundida, porém errada, de que mamadeira é melhor do que o leite materno.

Também em relação ao aleitamento, para as mães que têm dificuldade em amamentar, existe uma enfermeira responsável em auxiliá-las no Promai, dando apoio e esclarecendo algumas questões sobre amamentação. Estão em prática no Promai o método canguru, em que
a criança que precisa estar no hospital para ganhar peso fica aconchegada ao corpo da mãe, e a implantação do banco de leite, visto que o Promai faz a coleta de leite, e o banco deve ser implantado em breve.

Em relação à saúde da criança, o público é um pouco diferente; são crianças da região que nasceram prematuras ou que tiveram alguma complicação durante o nascimento. Estas crianças serão acompanhadas até os dois anos de idade por uma equipe multiprofissional de fonoaudiólogo, nutricionista, serviço social, psicólogo, pediatra, além de dentista, que acompanhará a criança até os cinco anos de idade.

Por fim, no módulo saúde da mulher, o Promai tem o projeto Buscando Vidas, que trabalha com o câncer de mama. São mais de 40 mil mulheres acima de 40 anos cadastradas, e o projeto estimula a realização de mamografias. Caso haja alguma alteração no resultado, essa mulher receberá o diagnóstico em 30 dias, para tratamento o mais rápido possível. Existe também um grupo de apoio, chamado Damas, que funciona como uma terapia de grupo para mulheres com câncer.

O Promai atua não somente em Passos, mas em 26 cidades da microrregião, em Minas Gerais. O projeto surgiu pela necessidade de apoio às mães e crianças, como uma ação social do hospital na construção do espaço materno-infantil.

Para comemorar os 15 anos do Promai, será realizado em novembro um baile de debutante com as crianças que nasceram em 1998, ano de surgimento do Promai, e foram atendidos pelo mesmo. Serão convidados os parceiros do projeto, conhecidos como Amigos do Promai.

A Dra. Maria Paula diz que o que mais lhe encantou no projeto foi o trabalho multiprofissional, raramente encontrado em outros programas de saúde. Segundo ela, é emocionante participar deste momento tão especial na vida das mães e das crianças. “Fazer um trabalho quando você tem obrigação de fazê-lo é uma coisa. Mas aqui no Promai o trabalho tem um significado muito especial, as pessoas realmente se importam com o resultado. É o que se pode chamar de humanização”, ressalta.

Juliana Corrêa

© Copyright 2013 Foco Magazine

by Mediaplus