Turismo

Você está em: Home, Turismo, Croácia: Um misto de diversão, natureza e tradição

Novembro de 2013

Croácia: Um misto de diversão, natureza e tradição

Belas praias, arquitetura antiga, excelente vida noturna, parques e cavernas deslumbrantes e uma das águas mais cristalinas do mundo. Tudo isso está em um único país, à disposição para proporcionar o que pode ser as melhores férias da sua vida.

Croácia

 

Quando se pensa em Croácia, pouca coisa costuma vir na mente das pessoas. Sabemos que fica na Europa, mas muito pouco sabemos sobre sua cultura e seus lugares turísticos, talvez por não estar entre os destinos mais comuns nas agências de viagens. O estudante de direito belo-horizontino Rodrigo Alvim, 24, viajante por excelência, quebrou alguns paradigmas e se aventurou por estas terras desconhecidas.

Rodrigo e um amigo fizeram, por conta própria, um tour por vários paí­ses da Europa, começando pela Alemanha, passando pela Bélgica, Hungria, Budapeste, Eslovênia e Itália, ficando pouco tempo (As vezes apenas um dia) em cada país. Eles alugaram um carro na Eslovênia e seguiram para a Croácia, rumo a uma cidade chamada Dubrovnik, no extremo sul do paí­s. Rodrigo a descreve como uma cidade antiga e conservada, com muitas subidas e centro sensacional, que fica dentro das muralhas da antiga fortaleza real. Lá dentro estão a vida da cidade, com muitas lojas, restaurantes, bares, até uma boate que funciona dentro de um castelo. Eles pegavam um barco para alguma praia próxima, onde as águas eram extremamente frias, pior do que qualquer cachoeira que você já viu, brinca Rodrigo.

Dicas de passeios.

Após cinco dias em Dubrovnik, Rodrigo e seu amigo partiram em direção ao norte do país, ficando um dia em uma cidade chamada Split, mas como a cidade não os agradou, eles partiram para Hvar no dia seguinte, de barco. Hvar é também uma cidade antiga, mas conservada, com um centro muito bonito, embora seja pequena e í­ngreme. O hostel (Albergue) que Rodrigo se hospedou pertence a uma brasileira e, em sua opinião, foi o melhor local que ficou durante a viagem. A cidade tem muitos jovens, inclusive brasileiros, e uma vida noturna agitada. Rodrigo e seu amigo conheceram alguns brasileiros, e se juntaram para fazer um passeio de barco. Eles foram em duas cavernas, a Greencave, tem um buraco no teto por onde passa a luz que deixa a água esverdeada, e a Bluecave, que Rodrigo descreve como um dos lugares mais bonitos que já viu na vida. Os rapazes terminaram o dia na tranquila praia de Palmijana. Não satisfeitos, eles voltaram no dia seguinte, desta vez alugando um barco que eles mesmos pudessem dirigir. Uma boa opção para quem gosta de escolher o próprio roteiro e pagar menos, embora tenha sido cansativo guiar o barco.

Zadar foi a última cidade visitada por Rodrigo. As principais atrações turísticas da cidade são a Saudação ao Sol e o Órgão do Mar. A Saudação ao Sol é um lugar com telas de led no chão, deixando tudo colorido de madrugada e de manhã, e fica muita gente por lá esperando para ver o sol nascer.

O Órgão do Mar é uma série de canos perto do mar, que quando as ondas batem, jogam o ar pra cima, que sai por eles produzindo sons, igual um Órgão de igreja, muito diferente e vale a pena ver. Próximos a Zadar, estão o parque natural Plitvice, com cascatas, lagos, trilhas, passeios de barco e trem, e a praia Zrce Beach, ideal para quem gosta de baladas, com várias casas noturnas de frente para o mar.

Rodrigo recomenda a viagem, inclusive, o mesmo roteiro que ele fez, de carro. A viagem de carro tem um visual espetacular, passando por praias maravilhosas e muitas cidadezinhas bonitas. Como a estrada é muito alta, a vista fica muito legal. No caminho para Dubrovnik, os turistas são obrigados a cruzar a Bósnia por um perí­odo de 20 minutos, o que garante um carimbo a mais no passaporte, brinca.

As cidades mesclam a arquitetura antiga com o elevado número de pessoas jovens. Rodrigo considerou a Croácia muito parecida com o Brasil em alguns aspectos, como a simpatia e fácil socialização com as pessoas, a comida local muito parecida, com muita pizza e frutos do mar. Quanto à lí­ngua, não saber o croata não foi nenhum problema, já que a população local fala inglês fluente, e muita gente, especialmente em Hvar, fala português. Os 14 dias no país deixaram em Rodrigo um gosto de quero mais: Fomos embora da Croácia com certeza de que ainda vamos voltar.

Juliana Corrêa

Se você quer visitar a Croácia.
Parte rural da cidade de Zadar, ao norte da Croácia.

© Copyright 2013 Foco Magazine

by Mediaplus