Em Foco

Você está em: Home, Em Foco, Os 25 anos da CASA DA CULTURA

Dezembro de 2013

Os 25 anos da CASA DA CULTURA

Inaugurada no dia 30 de dezembro de 1.988, a Casa da Cultura está completando 25 anos. O local é muito mais que uma Biblioteca, já que também abriga o acervo do artista plástico Wagner de Castro, a Secretaria de Educação, entre outros projetos.

Prédio da Casa da Cultura de Passos.
Prédio da Casa da Cultura de Passos.

A Casa da Cultura está comemorando 25 anos de existência em 2.013 e já pode ser considerada um símbolo da história contemporânea do município, além de abrigar importantes acervos de autores que representam boa parte da produção cultural de Passos. Responsável pela construção da Casa da Cultura durante o período em que foi prefeito (1.983 – 1.988), o professor Cóssimo Baltazar de Freitas, que dá nome ao prédio, explica que a ideia de construir uma biblioteca surgiu na década de 1.970, quando era vice-prefeito de José Figueiredo. Cóssimo lembra que a biblioteca municipal era na parte térrea da prefeitura, onde atualmente funciona o departamento de rendas, e que era um local inapropriado para uma biblioteca, com o perfil nada elogiável de um “depósito de livros”.

“Foi daí que surgiu uma nova ideia: a de construir um local que abrigasse de forma abrangente o acervo da Cultura Passense. Nessa ocasião, o professor Wagner de Castro queria doar a sua obra para Franca, sua cidade natal, ou para Passos, desde que, quem a recebesse se comprometesse a fazer dela um ponto de referência cultural. Isso chegou até mim através do Dr. João Domingos de Moraes, e foi então que nós decidimos construir a Casa da Cultura, com o objetivo de abrigar uma biblioteca e a exposição permanente das obras do professor Wagner de Castro”, afirma.

Professor Chiquito, prefeito Cóssimo e professor Wagner de Castro no momento de inauguração da Casa da Cultura em 1988.
Professor Chiquito, prefeito Cóssimo e professor Wagner de Castro no momento de inauguração da Casa da Cultura em 1988.

Cóssimo lembra da doação feita por Wagner de Castro, através de documentação escrita, na qual ele pedia ao município que se comprometesse a preservar sua obra e fazer dela uma referência para a cultura local. “Esse foi um dos grandes orgulhos que tive enquanto prefeito, homenagear tanto o professor Wagner, através do espaço artístico que leva seu nome, como o professor Francisco Soares de Melo, o popular Chiquito, que dá nome a biblioteca”, salienta.

Tradição e dinâmica da Casa da Cultura

Ao longo desses 25 anos, vários projetos culturais de grande significância para a cidade foram desenvolvidos tendo a Casa da Cultura como referência. A alternância de prefeitos, acompanhada das respectivas trocas no comando da Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer (Secel), fizeram com que muitos desses projetos fossem interrompidos ou mudados para outros locais, como a Sala do Conto e a Videoteca Itamar Bonfim, que atualmente estão no Palácio da Cultura (antigo fórum). Um dos projetos que não foram adiante foi o da criação de uma Escola de Música, que daria condições para a formação da Orquestra Sinfônica de Passos.

Época da construção do prédio - fase de demolição da antiga rodoviária que deu lugar à Casa da Cultura.
Época da construção do prédio - fase de demolição da antiga rodoviária que deu lugar à Casa da Cultura.

Para a Professora Maria Jabace Reis, que foi diretora do Departamento de Cultura entre os anos de 1.993 e 1.996, a Casa da Cultura deveria ser um ponto estratégico para a cultura local. “É um espaço aberto à comunidade passense, e como um espaço da cultura, todos devem ter acesso a ela. Foi isso que aconteceu nos primeiros anos, o local destinado à cultura foi palco de muitos eventos, exposições, oficinas de arte. Ali era um local de efervescência da cultura de Passos, ela acontecia ou dentro da Casa da Cultura ou na Praça do Rosário”, afirma Maria. A professora lembrou de diversos projetos que foram realizados durante a sua passagem pelo Departamento de Cultura, entre eles o PROLER (Programa Nacional de Incentivo a Leitura), que foi realizado em parceria com a Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro, e que mobilizou professores e alunos da rede municipal e estadual de ensino, tanto de Passos como da região, com palestras e oficinas literárias, que aconteceram na Casa da Cultura, Teatro Rotary e na Estação Cultura.

Professora Maria Jabace Reis - Ex-diretora do Departamento de Cultura.
Professora Maria Jabace Reis - Ex-diretora do Departamento de Cultura.

Maria Jabace faz questão de citar o falecido ator Gustavo José Lemos, o arquiteto Cesar Tadeu Elias e o historiador Antonio Grilo como algumas das pessoas que contribuíram para a fomentação da cultura de Passos durante esse período, além da sintonia com a então secretária de Educação Orlanda do Nascimento Andrade e com os diretores Amália Gorzato (Educação) e Marco Túlio Costa (Esporte). A professora acredita que para que a cultura tenha êxito não é preciso apenas dinheiro, mas, ”principalmente, boa vontade e criatividade por parte dos gestores públicos”. Em relação à Casa da Cultura, Maria Jabace diz que atualmente o local já não tem mais o mesmo foco de antes, e que o ponto da cultura acabou sendo transferido para o antigo fórum.

O cinegrafista Itamar Bonfim, assim como Wagner de Castro, também doou o seu acervo de vídeos para a Casa da Cultura. Logo nos primeiros anos, esse acervo foi muito utilizado tanto por alunos como por professores, que o utilizavam para pesquisas, com sessões diárias de filmes, sendo que à tarde o espaço era reservado para crianças e à noite para adultos. Itamar diz que se sente honrado pela Casa da Cultura ter abrigado a videoteca que leva o seu nome durante tantos anos, e que o espaço representa muito para a cidade de Passos. “No momento nós estamos revitalizando o acervo, passando as imagens de VHS para DVD”, explica Itamar, que tem registrado o dia da inauguração da Casa da Cultura, bem como diversas exposições que aconteceram no local ao longo desses 25 anos.

Prof. Wagner de Castro durante uma vernissage.
Prof. Wagner de Castro durante uma vernissage.

A dinâmica cultural e sua casa nos dias de hoje

Segundo informações do Departamento de Cultura da SECEL, a Casa da Cultura dispõe de um Anfiteatro que atende a eventos culturais, como vernissages, exposições, lançamentos de livros, saraus, entre outros, como também eventos da Educação. Como a Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, SECEL, está instalada atualmente na Casa da Cultura, acontecem mensalmente capacitações para educadores e equipe pedagógica da rede municipal, e a partir dessas capacitações e encontros saem para as escolas os projetos e trabalhos a serem desenvolvidos durante todo o ano letivo, sempre na busca do aperfeiçoamento e da melhor qualidade possível no ensino, alcançando assim o objetivo principal que é o aprendizado, formação e crescimento do aluno. Atualmente a Biblioteca Pública Municipal possui 7.408 leitores inscritos e ativos com média mensal de 2.408 empréstimos, e média diária de 80 empréstimos.

“A Casa da Cultura representa para nossa cidade um local de referência para a busca da informação, leitura, conhecimento da história e da cultura de nossa cidade e de nosso povo, é um verdadeiro arquivo público que recebe diariamente alunos, educadores, e enfim acolhe a todo cidadão que pretende aprofundar-se no saber. Na Casa também está localizada a Biblioteca Municipal Professor Francisco Soares de Melo, o Ateliê Marieta Cintra e um precioso acervo das obras do nosso mestre e artista plástico Professor Wagner de Castro, espaço artístico tombado, onde diariamente recebe visitas dos passenses e de toda região. É também na Casa da Cultura que funciona atualmente a Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, sendo Departamento Administrativo e Pedagógico, o Telecentro, onde há internet disponível diariamente para pesquisas e trabalhos, sendo que qualquer cidadão pode usufruir do local, e o Clube do Xadrez que também recebe estudantes e pessoas de todas as faixas etárias”, afirma Taciana Lopes Baptista, Diretora do Departamento de Cultura.

A Secretaria de Educação, junto ao Departamento de Cultura, prepararam um calendário para todo o mês de dezembro durante as Comemorações Natalinas, e em especial no dia 29 de dezembro do corrente ano, a Casa da Cultura completará 25 anos, e para esta data, segundo Taciana, “estamos planejando uma homenagem à Casa, e como forma de homenageá-la estamos articulando para reunir pessoas que fizeram e fazem parte dessa história, que trabalharam e deram sua contribuição para que pudéssemos ter um local tão acolhedor e especial como é a Casa da Cultura. Todos esses eventos serão devidamente divulgados. Portanto, estejam atentos à programação e participem.”

Renato Rodrigues Delfraro

© Copyright 2013 Foco Magazine

by Mediaplus