Moda

Voc está em: Home, Moda, Moda e Sustentabilidade

Outubro de 2014

Moda e Sustentabilidade

Acessórios sustentáveis confeccionados a partir de papel. A estilista e modelo passense Renata Ramiro tem desenvolvido, comercializado e apresentado, em catálogos e feiras de moda pelo país, essa tendência, cada vez mais em alta nos dias atuais.

Brincos e colares produzidos a partir de papel: uma forma de promover o eco designer. Queremos, através da inclusão social produtiva, buscar competitividade e inovação ÃÆ’ s nossas iniciativas em negócios criativos na moda brasileira.

Acessórios sustentáveis confeccionados a partir de papel, sintonizados, conscientes e engajados com a realidade, tendo como foco a construção de uma democracia econômica criativa, social e cultural. É esse o conceito que define o trabalho da estilista Renata Ramiro. Ela começou a produzir acessórios, como colar e brincos, através de materiais recicláveis, no último ano da faculdade de Moda, que ela cursou na Fesp.

“A ideia surgiu durante um trabalho de faculdade, na aula da professora Ana Beatriz, que pediu aos alunos que desenvolvessem produtos inspirados em algum tema. Eu escolhi o punk, já que na cultura punk há o princípio do ‘faça você mesmo’, sempre com foco na simplicidade, pois são eles que fazem as próprias roupas, tudo com muita dificuldade e poucos recursos. Foi daí que eu passei a produzir acessórios através de materiais recicláveis como papel, revista, jornal e embalagens laminadas do pós-consumo urbano”, explica Renata, que se formou no final do ano passado.

Com a ajuda da Fesp, ela já apresentou seus produtos numa feira de moda em Fortaleza (CE), durante sete dias. Ela também criou uma página no facebook, onde divulga suas produções.

Renata diz que já recebeu e-mails de diversas pessoas de São Paulo procurando seus acessórios, e que em Passos muitas pessoas já estão usando. “O diferencial é que tanto os brincos como colares são muito leves, e podem ser usados dos dois lados, frente e verso. Nós fizemos pesquisas em lojas de acessórios na cidade e entrevistas com mulheres que têm o hábito diário de usarem joias e bijuterias, e foram apontadas muitas queixas, tais como: o peso elevado e tamanho dos acessórios disponíveis no mercado (entre 0,01 a 0,31 g), causando com o uso frequente, alergias e lesões como: alargamento do furo, deformação da cartilagem e o estiramento da orelha”, ressalta.

Colar produzido a partir de papel de presente, que pode ser utilizado frente e verso: praticidade e originalidade.
 

Sobre a conscientização quanto à importância do eco designer, Renata diz que no Brasil essa tendência ainda não tem tanta força como em outros países, que olham para a sustentabilidade de uma outra forma.

“Não existe essa preocupação ainda no Brasil. Na Europa as pessoas devolvem as garrafas de água depois de utilizá-las e ainda recebem por isso. Aqui ainda há uma grande dificuldade para as pessoas aceitarem no mercado produtos reciclados, pois acham que não é bonito, não enxergam o seu real valor”, pondera.

A estilista diz que o objetivo do trabalho é exatamente desenvolver e fomentar o eco designer, o comportamento de consumo consciente na moda, com os ecos produtos e acessórios sustentáveis. Expandir o eco designer nas novas propostas de reutilização de material da reciclagem urbana, com forma e estilo inovador e criativo, aliado às necessidades estéticas dos usuários.

“Acredito que dentro de pouco tempo as pessoas vão ter que buscar novas alternativas e métodos sustentáveis. Tem crescido a quantidade de brechós online e as pessoas têm procurado reciclar roupas, o que já é muito importante”, finaliza Renata.

 

Interessados:
renatablopes20@hotmail.com / 35 3521-5571 / 8848-1102

Moda e Sustentabilidade

© Copyright 2013 Foco Magazine

by Mediaplus