Em Foco

Voc está em: Home, Em Foco, Encontro pela fé em São João Batista do Glória

Novembro de 2014

Encontro pela fé em São João Batista do Glória

A segunda edição do Encontro pela FÉ, realizado na Ilha do Zé Nelson, em São João Batista do Glória, foi marcado novamente pela emoção dos fiéis, que foram até a Ilha para agradecer e levar pedidos à Nossa Senhora Aparecida. Os devotos aproveitaram para rezar pelas águas do Rio Grande, que vem atravessando uma das maiores secas dos últimos tempos.

Fiéis carregando o manto até a imagem de Nossa Senhora.
Fiéis carregando o manto até a imagem de Nossa Senhora.

Depois da boa repercussão que o evento teve em sua primeira edição, esse ano o número de pessoas que foram até a “Ilha do Zé Nelson” dobrou. Idealizado pelo produtor rural José Nelson dos Santos, como forma de pagar uma promessa pela recuperação de seu filho, Frank Júnior, de um grave acidente de moto ocorrido há 3 anos, o Encontro pela FÉ tem como objetivo celebrar o dia de Nossa Senhora Aparecida, de quem todos na família são devotos. 

“Essa é a segunda edição e terão muitas outras, se Deus quiser. A gente quer divulgar mais para que a cada ano tenha mais gente. Nós queremos construir a cúpula para que a Santa não fique exposta ao tempo. Quero agradecer a presença de todos que estiveram aqui e que sempre nos ajudam a fazer esse evento”, afirmou o produtor rural José Nelson dos Santos, que ocupa e desfruta da Ilha que leva o seu nome, e que construiu no local uma imagem de Nossa Senhora Aparecida de 7 metros.

Manto de Nossa Senhora passando pelo público durante o terço dos homens. Momento de grande emoção.
Manto de Nossa Senhora passando pelo público durante o terço dos homens. Momento de grande emoção.

 

Mesmo com a presença de um maior número de devotos, na edição desse ano não pôde ser realizada a procissão náutica, como ocorreu em 2013, quando cerca de 30 fiéis percorreram o Rio Grande em barcos, com imagens de Nossa Senhora Aparecida. Isso aconteceu pelo fato do Rio Grande estar com pouca água devido à falta de chuvas, que tem provocado uma das maiores secas dos últimos tempos. A grande preocupação pela falta de água e o tempo seco foi um dos principais pedidos feitos pelos fiéis que compareceram à Ilha durante a celebração, que rezaram por mais chuva.

“Com essa fé que as pessoas têm queremos ampliar o evento a cada ano, sempre trazendo novidades. Nesse dia de Nossa Senhora Aparecida, o principal pedido que nós fizemos esse ano é que ela interceda a Deus para que ele nos mande chuva, que é do que o povo da região mais precisa hoje. O Rio Grande está quase secando e nós estamos precisando muito de chuva. Ano passado nós fizemos uma procissão linda e esse ano, infelizmente, não foi possível. Pedimos que Deus nos mande a tão esperada e necessária chuva”, ressaltou Jota Ferreira, um dos principais colaboradores do evento, que disse ainda que a expectativa é arrecadar recursos para construir uma cobertura para a imagem de Nossa Senhora Aparecida, e posteriormente criar no local um centro cultural para a realização de eventos.

Neide, o fi lho Frank e Jota Ferreira, durante o terço dos homens: Devoção e homenagens à Nossa Senhora Aparecida.
Neide, o filho Frank e Jota Ferreira, durante o terço dos homens: Devoção e homenagens à Nossa Senhora Aparecida.

“Devido à seca não houve condições de navegação pelo rio. O que faltava era divulgação, tanto que esse ano teve o dobro de gente do ano passado e a Foco nos ajudou muito na divulgação. Fazer a procissão não foi possível, mas isso não impediu a realização da festa. A gente quer pedir para Deus mandar chuva, para que o nosso rio não seque”, destacou o advogado criminalista Luis Eugênio, natural de Mogi Guaçu (SP), que é proprietário de um rancho no Porto Velho e um dos principais divulgadores das belezas da região em sua cidade natal. 

A Ilha do Zé Nelson fica localizada a 13 km de Passos, na estrada Passos-Glória, (entrada à direita, cerca de 500 metros após transposta a ponte de Integração, sentido Glória) e para quem pretende visitar a imagem, a visitação é aberta ao público durante todos os dias da semana.

Renato Rodrigues Delfraro

A Seca do Rio Grande: falta de água impossibilitou a realização da procissão náutica e foi um dos pedidos feitos durante o evento religioso.
A Seca do Rio Grande: falta de água impossibilitou a realização da procissão náutica e foi um dos pedidos feitos durante o evento religioso.
Luis Eugênio, Jota Ferreira e Elizabeth, colaboradores do evento.

© Copyright 2013 Foco Magazine

by Mediaplus