Turismo

Voc está em: Home, Turismo, A amada e nunca esquecida Rota 66

Dezembro de 2014

A amada e nunca esquecida Rota 66

Uma paisagem árida e solitária pelo centro oeste dos Estados Unidos. Uma viagem de aventura! Assim se define a famosa Route 66 (rota 66), uma rodovia que cruza o país em quase 4 mil km, de paisagens legendárias de clássicos filmes americanos, postos de gasolinas, hotéis e cafés de beira de estrada. No último ponto da viagem, em Las Vegas, o casal Iran de Freitas Machado e Aline Patti Sanches, renovam os votos - 12 anos de casamento, na capela Graceland Wedding Chapel. Uma viagem pra lá de excitante que já deixa saudades.

Rota 66

 

Muitas pessoas se transformam em mito e mesmo depois de não estarem mais entre nós continuam sendo lembradas, veneradas e seguidas, seja por motivos religiosos, filosóficos ou humanitários. Todo mundo sabe disso. Mas e as estradas? Podem também se transformar em mitos? Se isso é possível, existe uma, a Rota 66 (EUA) que conseguiu realizar esta façanha. Foi pra lá que o casal passense, Iran e Aline partiram em meados de setembro/outubro deste ano. Ao final da viagem, um pulo em Las Vegas, para renovar os votos – 12 anos de casamento, na capela Graceland Wedding Chapel.

Início da viagem.
Início da viagem.

Percorrer a rota 66 ou a motherroad (estrada mãe) como é chamada, sempre foi o sonho de Iran de Freitas, que desde os 17 anos, imaginava um dia conhecer. “Desde moleque esta estrada já povoava meus pensamentos. Andar na rota que Peter Fonda andou no filme ‘Sem Destino’ foi emocionante. Não há palavras que definam o que senti. É simplesmente a concretização de um sonho de 40 anos!”, fala Iran. 

Aline lembra bem quando ainda namorava Iran e ele vivia falando desta estrada que um dia percorreria, não sabia quando, mas que percorreria. “Quando ainda éramos namorados, ele falava quase sempre da rota 66 para mim. De tanto falar acabei me interessando porque, de fato, é um ícone, fascina e atrai pessoas de todo o mundo, gente que vai até lá reencontrar a magia que esta antiga faixa de concreto exerce na cabeça de meio mundo. Foi espetacular!”, recorda-se.

Posto- Hackberry - Arizona.
Posto- Hackberry - Arizona.

Neste grupo, de Minas Gerais, apenas Iran e Aline fizeram o trajeto. Do Brasil, gente de São Paulo, Rio Grande do Sul, Goiânia, entre outros estados. Em Los Angeles o casal alugou uma moto, a Harley Davidson – HeritageSoftail– 1600 cc - e tiveram toda a explanação necessária sobre a rota, pela Companhia EagleriderMotorcycles, que foi quem guiou o grupo tupiniquim na estrada. 

“O guia da companhia ia na frente. A esposa dele, sua auxiliar, conduzia uma van com nossas bagagens, muita água e moto sobressalente, caso alguma estragasse no caminho. Tudo muito bem estruturado, com segurança”, recorda-se Iran, detalhando o estado de conservação da estrada. “Não vimos nenhum buraco sequer, nem se compara com nossas estradas. Nos deparamos sim, em alguns trechos, com várias pessoas fazendo a manutenção da estrada. Ela é maravilhosa!”.

Um dado que chama a atenção é quanto ao capacete. Segundo Aline, para percorrer a rota 66, todos os turistas/usuários da via, usam capacete (lá é diferente do Brasil: o capacete é em formato de uma cuia, tipo um ‘casco’), e dentro da cidade, não viram ninguém usando capacete. “As leis são bem diferentes, ninguém usa capacete na cidade, o que a gente vê são cabelos ao vento mesmo. Mas lá tudo é diferente, a começar pela pontualidade americana. É de assustar!”, fala Aline.

Posto Café - da marca famosa - Califórnia.
Posto Café - da marca famosa - Califórnia.

CULTUADA E SEGUIDA POR MILHARES

A rota 66, acredita o casal, representa uma multidão de ideias: liberdade, migração ocidental, solidão e por que não, o sofrimento do coração americano. Pode-se dizer que a rota 66 ligou a América do passado à América dos nossos dias. “Desenvolvida, industrializada e com um sistema de transportes e malhas ferroviária e rodoviária sem igual em nenhum outro país. Mas o que descobrimos de mais importante é que a rota 66 ainda vive. Seja em trechos abandonados ou nos mais movimentados, seja em cafés à beira da estrada ou em inúmeros hotéis, motéis ou diners, a verdade é que ela é ‘Dura na Queda’ e deslumbrante”, fala o casal.

Próximo ao Parque Joshua - Califórnia.
Próximo ao Parque Joshua - Califórnia.

No caminho, visualizaram cenários e belezas jamais vistos em lugar algum, como o amarelo dos Alpes ou as árvores Joshua, que vivem 1.000 anos e só são encontradas lá. A árvore, conta Aline, é interessante: nasce com dois galhos, um para cada lado, e a partir de cada um desses galhos nascem outros dois galhos, também um para cada lado, e assim sucessivamente, com os arbustos crescendo nos mais variados sentidos – para cima, para baixo e para os lados.

Para Iran, um dos momentos mais emocionantes da rota foi visitar o Monument Valley, no Arizona. “Fica situada na antiga Terra Sagrada e hoje reserva dos índios Navajos, cuja área se encontra um monumento que marca o ponto de divisas de quatro estados e é denominado ‘As Quatro Esquinas’, comum a quatro estados, que são: Utah, Colorado, Novo México e Arizona. Foi muito usada para a gravação de filmes de western, particularmente os de John Ford, tendo como artista principal o grande John Wayne. A energia e o misticismo do local é uma coisa impressionante. Inesquecível!”, discorre Iran.

KAYENTA - Território Navajo - Monument Valley - Arizona .
KAYENTA - Território Navajo - Monument Valley - Arizona .

Já Aline, achou difícil eleger um ponto específico da estrada que gostou mais, no entanto, afirma que andar no asfalto sentindo e ouvindo o acelerar de uma moto potente, é a coisa mais gostosa do mundo. “É muita adrenalina. A estrada é linda e ficar olhando aquela paisagem na sua frente não cansa jamais. E olha que percorremos aproximadamente 2.400 km. Faria tudo de novo!”. 

RENOVAÇÃO DE VOTOS

A viagem do casal não estaria completa se não passassem em Las Vegas para renovar os votos do casamento que já perduram 12 anos. Iran e Aline trocaram alianças na Capela GracelandWedding Chapel. Nesta capela apresentam-se covers de Elvis Presley em casamentos e renovações de votos. Nela, Jon Bon Jovi se casou em 2002 e renovou votos em 2012.

Renovação dos votos de 12 anos de casados em Las Vegas.
Renovação dos votos de 12 anos de casados em Las Vegas.

“Nem precisa dizer que foi comovente a cerimônia ministrada pela oficial do Estado de Nevada, Odete Pilon. Me emocionei muito porque meu pai sempre ouviu Elvis Presley, ou seja, cresci escutando suas músicas. O cover do Elvis entrou comigo na capela representando meu pai e me entregou ao Iran, ao som de Love Me Tender. Foi emocionante, enternecedor!”, fala Aline, lembrando do dia e horário em que celebraram a renovação de votos: 12 de outubro de 2014 às 8.00 pm, ou seja, às 20h.

O casal também passou por Los Angeles, Califórnia e ficaram hospedados no Hotel Best Western Hollywood Plaza Inn – próximo à Avenida Hollywood Boulevard e a Avenida Sunset Boulevard. Visitaram ainda o cemitério onde estão sepultados os atores, Dean Martin, Burt Lancaster e Marilyn Monroe e ainda o Dolby Theatre, onde ocorre as entregas do Oscar. Passaram também pelo Museu Madame Tussauds (museu de cera de celebridades) e realizaram também visitação em pontos turísticos de Los Angeles e tour pela Universal Studios Hollywood, além de outros passeios.

Iran e Aline não se cansam em dizer que até hoje, passados dois meses desta viagem, estão ainda “levitando” de tanta energia positiva que trouxeram. Conhecer e descobrir lugares como a rota 66, principalmente, foi um dos melhores momentos de suas vidas e eles afirmam que com certeza, irão voltar.

Foto 1: Harley Davidson - Heritage- 1600cc - Las Vegas - Nevada. / Foto 2: Rumo ao Parque ZION - Utah. / Foto 3: Alpes amarelos - Rumo ao Bryce Canyon - Utah. / Foto 4: Saindo de Laughlin - Nevada.
Foto 1: Harley Davidson - Heritage- 1600cc - Las Vegas - Nevada. / Foto 2: Rumo ao Parque ZION - Utah. / Foto 3: Alpes amarelos - Rumo ao Bryce Canyon - Utah. / Foto 4: Saindo de Laughlin - Nevada.

“Para os amantes da aventura, vale a pena conferir o espírito empreendedor da América, a própria alma americana. Ela escancara, para quem atravessar, o coração deste imenso país, com todas suas belezas, tradições, peculiaridades, manias, curiosidades, bizarrices e facetas. A rota 66 não tem a ingenuidade da Disney, nem as compras de Miami, nem o charme de Hollywood. Ela é a América nua e crua e o que é melhor, tem vida própria!”, encerra o casal.

Graciela Nasr

Entrando - Cantando love me tendar

© Copyright 2013 Foco Magazine

by Mediaplus