Educação

Você está em: Home, Educação, Boy Magia

Março de 2016

Boy Magia

Prof. Ricardo Helou Doca
Prof. Ricardo Helou Doca

Sei que muitas vezes você deixou de curtir o sol, não viu a lua cheia, tampouco, saiu para caminhar ou se acabar numa balada. Sei que você se privou do namoro firme, da ficação, do boy magia ou da gata dos sonhos. Sei que você se afastou da academia, de suas músicas e leituras prediletas, do cineminha no fim de semana...

 
Você preferiu estudar e estudou muito.
 
Você optou pelo bom destino e se entregou de corpo e alma – full time. As salas do colégio ou do cursinho viraram morada e a decoração esteve na lousa a cada dia; o tempo todo escancarada nos murais corredores afora: fórmulas, regras, cálculos, fatos, fetos, filos e IDH(s); Machado, Drumond e thanks all. Simulados, testes e aulões... Física, Química, Matemática, Biologia, Geografia, História, Português e Inglês, tudo sabido a fundo, com riqueza de detalhes.
Sim, mas valeu a pena! Agora, você passou. Saltou a grande muralha rumo à universidade e o vestibular tornou-se coisa do passado.
 
Parabéns! Parabéns! Parabéns!
 
Você e sua família passaram porque essa questão, com certeza, envolveu a todos: o pai, a mãe, irmãos, avós e, se brincar, até o cachorro. Foi um trabalho sincronizado; de equipe; uma vitória de todos. Mérito de muita gente.
 
Agora, é olhar adiante. Visar outro norte que talvez implique saída de casa; despedida da zona de conforto em busca de outras oportunidades. Mas, valerá demais, já que isso somará ao amadurecimento e à realização autônoma que todo ser humano requer.
Sim, você passou no vestibular. Faturou no ENEM...
 
Essa é uma conquista que marcará sua biografia; fará parte da sua história. Adeus àquela rotina monástica de acordar cedo – cedo – e dormir tarde – tarde –, às vezes por cima da bancada de estudos, sobre apostilas e livros. Tchau àquelas situações de despertar na calada da noite com a solução lampejante de uma questão difícil de Física, não resolvida à luz do dia. (Quem de fato estudou muito, certamente passou por isso. É normal; nada nerd rsrs)
 
Adeus também às piadinhas dos professores... E foram tantas que você sentirá saudade, inclusive das mais infames. Isso, afinal, amenizou sua caminhada.
 
Mas, acabou! Cruel como a própria existência, amanhã será o primeiro dia do resto da sua vida que, com certeza, descortinará uma nova trilha que, se enseja, trará sucesso e realizações.
 
... E você que não conseguiu passar?
 
Você percorreu todas as listas, foi de cima embaixo e não viu seu nome. Sei que sensação é essa, pois conheci isso de perto nos meus tempos de vestibulando. Vem certo pigarro amargo na boca – gosto de cabo de guarda-chuva –; desalento total. Parece que o mundo desaba. No meu caso, para não enfrentar aquela pergunta insossa – Você passou?, eu nem saía de casa.
 
Frustração...
 
Mas, fiquei muito mais forte para, aí sim, fazer uma nova preparação, com total desprendimento em busca do meu troféu, o que me levou ao sucesso e à possibilidade de, um ano depois, escolher a faculdade idealizada dentre as muitas aprovações.
Não há nenhum demérito em não passar. Há o tempo de plantar e há o tempo de colher. Mas, plante! Não queira colher sem fazer a semeadura. E isso implica determinação, empenho e dedicação; plena entrega ao projeto.
 
E busque aquilo que você mais gosta. Procure na sua vida profissional extrair o melhor de você e isso ficará mais fácil se for feito o que realmente se curte fazer.
Apesar de o Brasil estar passando por uma das mais graves crises de sua história, haverá um momento de saída dessa situação. E isso criará oportunidades que absorverão os mais bem preparados e capacitados.
 
Com crise ou sem crise, é sempre edificante estudar. Apenas por amor à arte... Pelo simples apego ao crescimento pessoal, vale sempre a pena estudar.
 
Por isso, louvo os que passaram este ano no difícil e concorrido vestibular. Sigam em frente e estudem com vistas a se tornarem grandes; exímios profissionais.
Incentivo também aqueles que ainda não conseguiram a aprovação. Entreguem-se com tudo a uma campanha aguerrida, que traga a sensação do dever cumprido. O resto é consequência.
 
O Brasil precisa de talentos em todos os segmentos e isso exige estudo; capacitação. Vamos todos em frente em busca do lugar mais alto.
 
Prof. Ricardo Helou Doca
 

© Copyright 2013 Foco Magazine

by Mediaplus