Saúde

Você está em: Home, Saúde, AMBES - Ambulatório-Escola

Março de 2017

AMBES - Ambulatório-Escola

Ambulatório Escola da Uemg e os serviços oferecidos à comunidade

.

O Ambulatório Escola (AMBES) da UEMG-Unidade Passos foi criado em 1992, fruto de uma parceria entre a Prefeitura Municipal de Passos e a Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP), hoje Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG) - Unidade de Passos. O AMBES/UEMG atua como serviço de referência regional e atende 18 municípios, realizando um trabalho de prevenção e tratamento de infecções sexualmente transmissíveis e Hepatites virais. Todos os serviços são gratuitos.

De acordo com a Coordenadora do Ambes, Cleide Augusta de Queiroz, os serviços oferecidos pelo projeto são: Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), Serviço de Atendimento Especializado (SAE) e Unidade Dispensadora de Medicamento (UDM).

“O CTA atende demanda espontânea de toda a população, preservando o sigilo e anonimato do paciente. O serviço realiza testes rápidos de HIV, sífilis (treponêmico), hepatite B e C em todas as pessoas que foram expostas a uma situação de risco, envolvendo exposição a material biológico através de acidente ocupacional, não ocupacional, relação sexual sem o uso de preservativo ou violência sexual fazendo seu acompanhamento clínico laboratorial. Também são realizados coleta venosa para outros exames complementares, distribuição gratuita de preservativos, campanhas diversas, CTA itinerantes, educação em saúde nas escolas, empresas, presídios, entre outros”, explica Cleide.

O Ambulatório Escola realiza orientações coletivas a todos que desejam fazer os testes, e aborda questões relativas aos princípios do serviço, o que é a Aids e outras Infecções SexualmenteTransmissíveis (ISTs), explicando sobre as formas como são transmitidas e os métodos  de prevenção.

“Logo em seguida, são feitas orientações individuais e o pré-teste, no intuito de melhor conhecer o cliente, vendo sua história de vida e analisando os riscos expostos. Após a coleta do material e obtenção do resultado em 15 minutos é realizada uma abordagem para a entrega do resultado chamado de “orientações pós-teste”, onde é feita a entrega do mesmo e orientações sobre os riscos expostos, propondo mudança de comportamento e entrega de preservativos, além de oferecer atenção a saúde psicológica e emocional do indivíduo”, pondera Cleide.

Cleide Queiroz coordenadora do Ambulatório Escola da Uemg.
Cleide Queiroz coordenadora do Ambulatório Escola da Uemg.

O SAE oferece aos clientes portadores de HIV/Aids, consultas médicas especializadas e multidisciplinares. Cabe ao SAE ainda, o seguimento e acompanhamento clínico laboratorial destas pessoas, bem como de seus filhos e parceiros sexuais.

Na UDM é realizada a distribuição de medicamentos antirretrovirais (conhecidos como coquetéis), medicações contra doenças oportunistas e para o tratamento das ISTs, Profilaxias Pós-Exposição (PEP), além da distribuição de fórmula de leite infantil, pílula do dia seguinte, inibidor de lactação, entre outras.

Cleide Queiroz ressalta que todos os serviços oferecidos pelo Ambes seguem os princípios éticos do sigilo e anonimato: “Mesmo após a estadualização, nós mantivemos a equipe sem alterações nos serviços oferecidos à comunidade. Atualmente, nós contamos com uma equipe multiprofissional composta por dois médicos infectologistas, uma enfermeira coordenadora, farmacêutico, assistente social, enfermeiro assistencial,  duas técnicas de enfermagem, seis acadêmicos bolsistas da UEMG e acadêmicos voluntários dos cursos de Enfermagem, Biomedicina, Serviço Social e Nutrição da UEMG. Em breve, contaremos também com os alunos do curso de Medicina.”

Sobre os índices relativos às infecções sexualmente transmissíveis, Cleide afirma que a sífilis voltou com poder total, fazendo inúmeros casos a cada dia. “Sabemos que o não uso do preservativo entre os parceiros fixos e parceiros eventuais propicia um efeito dominó, onde ao fechar o diagnóstico de uma pessoa, várias outras, muitas das vezes, estão contaminadas pelo fato de deixar de usar preservativos por “achar” que conhece a pessoa e não é preciso usar a proteção. A sífilis existe num período que chamamos de “latência”, que é onde a pessoa tem a sífilis, transmite a sífilis e não tem sinais de sintomas. A pessoa se considera saudável e com isso várias outras pessoas podem estar se contaminando por não usar o preservativo”, salienta Cleide.

Ela afirma ainda que a sífilis quando não diagnosticada e não tratada corretamente, deixa sequelas, e pode até mesmo ocasionar a morte do indivíduo. “Quando diagnosticada em uma pessoa, todos seus parceiros sexuais devem ser tratados, pois a pessoa poderá se contaminar novamente. O indivíduo que não tiver cuidados em relação à proteção sexual pode contrair a Aids e outras IST (Infecção Sexualmente Transmissível), como a Sífilis”, destaca Cleide.

A diretora acadêmica da Uemg - Unidade Passos, professora Tânia Maria Delfraro Carmo, parabeniza toda a equipe de profissionais atuantes no Ambulatório Escola da Uemg. “Como demonstração de reconhecimento, a instituição agradece pelo excelente trabalho realizado. Este trabalho excepcional e organizado transforma a realidade do ensino, pesquisa e extensão em nossa Universidade e a vida das pessoas.”

Equipe de profissionais do Ambes, durante a campanha de Carnaval.
Equipe de profissionais do Ambes, durante a campanha de Carnaval.

 

Para as pessoas que precisam dos serviços do Ambes

O Ambulatório Escola é um serviço público gratuito para toda e qualquer pessoa que precise tirar dúvidas, receber orientações, realizar exames, fazer profilaxias, adquirir preservativos, retirar medicamentos, entre outros, além de consultas especializadas para pessoas com diagnóstico de qualquer IST/Aids e Hepatites Virais.

O Ambulatório Escola - AMBES/UEMG  fica localizado na Rua Sabará , 164 no Centro. O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 11h30, e das 13h às 17h.

Os exames são realizados às segundas e quartas-feiras, das 13h00 às 15h30, e às terças-feiras, das 7h30 às 9h30. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (35) 3529-8030.

 

Renato Rodrigues Delfraro

© Copyright 2013 Foco Magazine

by Mediaplus