Moda

Você está em: Home, Moda, MODA - Look personalizado

Abril de 2017

MODA - Look personalizado

Como o design de moda ajuda as mulheres a montarem um visual sob medida, personalizado e, ao mesmo tempo, ficarem na moda; em destaque, vestidos para festas.

.
A estilista Dani Cardoso:
“Eu gosto de conversar com a cliente para captar a essência, o gosto particular dela para então criar o design que corresponda às suas expectativas quanto a se vestir bem para qualquer ocasião”.

 

 

 


Vestir-se bem é uma questão de estilo, bom gosto e, também, de estar sempre atualizado com as tendências da moda. A combinação desses fatores é essencial para garantir à mulher um look personalizado e elegante. Segundo a estilista Daniela Cardoso, a criação de roupas que atendem os pré-requisitos da moda leva em conta o desejo da cliente, para que ela se sinta bem e atualizada com aquele visual.

“Não adianta muito seguir só a tendência, usar só o que está na moda, mas vestir aquilo que combina com seu gosto particular e sua personalidade”, explica Dani Cardoso, que é formada em design de moda, em Belo Horizonte, com MBA em direção criativa de moda, também na capital do estado.

“Querendo ou não, todo mundo tem um estilo”, acrescenta. Com esse método de trabalho, a estilista busca atender a vontade da cliente, independentemente do seu tipo físico, combinando então essa personalidade e as tendências de moda em voga com as quais a cliente se identifica e que combine com ela. “Eu gosto de conversar com a cliente para captar a essência, o gosto particular dela para então criar o design que corresponda às suas expectativas quanto a se vestir bem para qualquer ocasião”, diz.

Em seu trabalho, Dani Cardoso dá várias orientações para as mulheres chamarem a atenção pela elegância e não por uma roupa que pode estar inadequada para determinada ocasião, como uma festa de casamento ou um baile. Na conversa preliminar com a cliente, Dani procura entender e compreender sua intenção com o novo vestido para, só então, iniciar seu processo criativo. “Eu vejo o que ela tem vontade de valorizar em seu corpo e o que a incomoda”, explica.
Assim, a expectativa da cliente com aquele vestido terá sido atendida quando ela o veste, se olha no espelho e aprova o resultado. “Eu acho importante a cliente colocar um vestido que eu desenhei e costurei e dizer, por exemplo, ‘eu gosto do meu colo! Ela (a estilista) realmente realçou o meu colo’”, observa Dani.

 

PERSONALIDADE



 

Corpo plissado e cintura no lugar
Corpo plissado e cintura no lugar.

A moda sofre alterações todo ano; com as cores definidas pela Pantone, empresa responsável pelo sistema de cores das indústrias gráficas, e o design de novos modelos criados pelos maiores estilistas da alta costura determinam o que irá nortear a indústria fashion em todo o mundo.

Entretanto, as mulheres não precisam ficar presas à tendência do ano, como a cor, por exemplo. Em 2016, a cor foi o rosa quartzo. Para 2017, a Pantone escolheu greenery – um tom de verde.
Segundo Dani Cardoso, essa cor é a que marca as coleções do período, mas não se trata de uma obrigação para os estilistas, já que as clientes são que decidem o tom que desejam usar. “Se o pink está na moda, mas ela odeia o pink, por que que eu vou usar essa cor?”, questiona.

Com sua qualificação para criar modelos conforme o gosto de suas clientes, mas sem abrir mão do que está na moda, a estilista Dani Cardoso destaca algumas alternativas que garantem a elegância da mulher em qualquer evento, especialmente as festas.

Para a estilista, o tipo físico da mulher não importa tanto quanto sua vontade em relação ao modelo e à cor do vestido. “Portanto as baixinhas, altas, magrinhas ou as mulheres mais curvilíneas podem ficar igualmente elegantes, desde que usem um modelo pensado e criado levando em consideração os atributos individuais e utilizem truques que valorizam as áreas  que merecem  ser valorizadas e disfarçando as áreas nas quais essa mulher não se sente à vontade para evidenciar”, conclui.
 

 
.
.• Corpo baixo
• Saia Evasê
.
• Manga de renda e corpinho no lugar
• Saia Evasê
 
Sereia
• Sereia
Sereia
• Sereia

 

.

 

 

 

 

Truques para  vestir bem mulheres com diferentes silhuetas
 

• BAIXINHA – use vestido longo, se for madrinha de casamento. Se for apenas uma convidada comum, prefira um vestido curto acima do joelho, que ajuda a não achatar a silhueta e dá a impressão de que você é mais alta. A cintura alta das saias e vestidos (linha império) também alongam a silhueta.


• GORDINHA – evite listras horizontais. Vestidos com modelagem muito ampla também não favorecem o corpo. Os vestidos tubinhos ou mais justos são mais adequados, preferencialmente com o uso de tecidos mais encorpados (ajuda a não marcar aquela gordurinha indesejada). O uso de recortes com tecidos mais escuros nas laterais é um ótimo truque para afinar a silhueta. A cintura alta também é uma grande aliada, pois ela modela o corpo e também afina a cintura.

• ALTA – a mulher muito alta, e que não  fica confortável  com o seu tamanho, também pode ficar à vontade se souber (ou for bem orientada a) escolher o vestido certo. O vestido midi (um pouco abaixo do joelho) dá a impressão de que você não é tão alta quanto parece; você também pode usar calçados com salto menor, já que há várias opções no mercado. Vestidos longos e macacões também favorecem esse biotipo.

• MAGRA – para as magrinhas, Dani Cardoso não aconselha vestidos justos, porque esses modelos irão ressaltar ainda mais o pouco volume de sua silhueta. Prefira o corte evasê (corpo mais justo e saia rodadda). Outras boas opções são os plissados, drapeados e com babados, que aumentam consideravelmente o volume do corpo.

 

CUIDADOS AO ESCOLHER

• TOMARA QUE CAIA – a escolha desse clássico modelo sensual de vestido, que deixa exposto o colo da mulher, não é bem vindo para mulheres com seios fartos, porque estes não terão a sustentação necessária; a melhor opção é um vestido mais estruturado com alça para que você fique mais elegante e bonita.

• ALCINHA FINA – também um clássico entre os vestidos, o modelo com alcinhas finas é indicado para a maioria das mulheres.

• SEREIA – Dani Cardoso conta que esse modelo de vestido caiu no gosto das mulheres no ano passado e ainda está na moda. O motivo é que o vestido sereia, dependendo do tecido, modelagem e modelo, valoriza as curvas femininas. A restrição do vestido sereia é para mulheres de quadril largo, porque esse modelo tende a aumentar essa parte do corpo.

 

PARA O DIA

• OUSADIA – se o evento para o qual você foi convidada for de dia, o cuidado na escolha do modelo do seu vestido deve ser maior ainda, pois nesse período é bom evitar muita ousadia nos decotes. Além de chamar muita atenção indevida, looks ousados não combinam com festas à luz do dia.

• TECIDOS – Uma dica de elegância para o dia, segundo Dani Cardoso, são os vestidos de seda estampada e também os modelos de renda mais simples, sem trabalhos de bordados. “Ficam super elegantes”, diz.
 

• COLORIDOS – Já os vestidos coloridos e floridos combinam muito em eventos ao ar livre, como numa chácara, por exemplo.

 

CORES DA MODA

• GREENERY – tom de verde musgo misturado com amarelo intenso, o greenery é a cor do ano de 2017. Mas as mulheres não precisam ficar presas na cor da moda, se não gostam dela. Outros tons ainda são modernos e podem ser usados sem receio na confecção da roupas.

• NUDES - Os tons nudes, segundo Dani Cardoso, continuam no gosto das mulheres e dos estilistas, assim como o azul marinho e o marsala, cor de tom rubi que predominou na moda em 2015.

 

A seguir: Violência Patrimonial Contra a Mulher

© Copyright 2013 Foco Magazine

by Mediaplus