Sade

Voc está em: Home, Sade, Reabilitação e qualidade de vida através do pilates

Abril de 2018

Reabilitação e qualidade de vida através do pilates

A maioria dos pacientes de clínicas de fisioterapia utiliza o método Pilates para recuperação de lesões, alívio de dores, melhora da saúde como um todo.

.

 

 

 

A fisioterapeuta Ana Elise Giannini Silva é pós-graduada em RPG (Reeducação Postural Global)  e Pilates.
A fisioterapeuta Ana Elise Giannini Silva é pós-graduada em RPG (Reeducação Postural Global) e Pilates.

A fisioterapeuta Ana Elise Giannini Silva trabalha com o método Pilates em Passos e em São José da Barra (no bairro de Furnas) e, segundo ela, é grande o número de pacientes com indicações médicas para esse tipo de tratamento, que busca a correção postural, a flexibilidade e a força do abdômen, bem como a recuperação de lesões, prevenção e consequentemente, uma melhor qualidade de vida.

Utilizado, inicialmente, por bailarinos, para potencializar o treinamento, o Pilates só se popularizou na década de 1990, embora tenha começado a ser desenvolvido na época da Primeira Guerra Mundial pelo alemão Joseph Pilates.
Aos poucos, o método passou a ser empregado por outros profissionais, chegando às clínicas de fisioterapia para a reabilitação e melhoria da qualidade de vida dos pacientes.
Em entrevista à Foco, Ana Elise explica como funciona o Pilates e como esse método beneficia os praticantes. 
 
A aposentada Maísa Brasileiro, de Furnas, e a fisioterapeuta Ana Elise durante exercício; a paciente só conseguiu aliviar a dor da coluna com o Pilates.   Maísa realiza o tratamento há um ano e relata que: “Após várias idas a médicos especialistas em coluna, tive a indicação de Pilates para fortalecimento muscular, porém, acompanhado por um fisioterapeuta. Graças a Deus encontrei a fisioterapeuta Ana Elise que faz um trabalho com excelência não só com conhecimentos acadêmicos, mas também muito carismática e motivadora, incentivando a perseverança. Faço minhas atividades normais e praticamente não sinto nada na coluna, meu condicionamento físico melhorou muito, tenho mais disposição e sinto falta quando preciso faltar. Super indico para todos.”
A aposentada Maísa Brasileiro, de Furnas, e a fisioterapeuta Ana Elise durante exercício; a paciente só conseguiu aliviar a dor da coluna com o Pilates. Maísa realiza o tratamento há um ano e relata que: “Após várias idas a médicos especialistas em coluna, tive a indicação de Pilates para fortalecimento muscular, porém, acompanhado por um fisioterapeuta. Graças a Deus encontrei a fisioterapeuta Ana Elise que faz um trabalho com excelência não só com conhecimentos acadêmicos, mas também muito carismática e motivadora, incentivando a perseverança. Faço minhas atividades normais e praticamente não sinto nada na coluna, meu condicionamento físico melhorou muito, tenho mais disposição e sinto falta quando preciso faltar. Super indico para todos.”

 

Foco - Por que você recomenda a reabilitação por Pilates?
Ana Elise - A reabilitação com o uso do método Pilates traz aumento da flexibilidade, força muscular, melhora da postura, além de não apresentar nenhuma carga ou pressão nas articulações. O Pilates trabalha a respiração e a concentração nos exercícios. E a intensidade dos exercícios vai aumentando com molas, que facilitam o movimento e ao mesmo tempo realiza resistência, trazendo força ao músculo fraco.
 
Foco - Como o Pilates age no corpo do paciente?
Ana Elise - Pilates age no corpo do paciente através de sua conscientização corporal fortificando e tonificando a musculatura através de movimentos leves e fluentes que exercitam todo o corpo, além de contribuir com o alinhamento postural, aumento de resistência física e mental, melhora da coordenação motora, alívio de dores crônicas, tensões e estresses, aumento da flexibilidade e mobilidade. 
 
 
 
Foco - Qualquer doença ortopédica pode ser tratada ou curada com o Pilates? 
Ana Elise - A maioria dos pacientes com doença ortopédica (cerca de 90%) é tratada após suas sessões de RPG (devido à escoliose, cifoses, lordoses e hérnia de disco), dando continuidade ao tratamento com sessões de Pilates para ganhar força abdominal, paravertebral, dos quadris, pernas e braços. Assim, melhoram o alongamento e a qualidade de vida, com alívio das dores e maior disposição do paciente para o trabalho ou outra atividade qualquer.
 
 
Foco - Em todos os casos é necessária a indicação médica?
Ana Elise – Sempre peço acompanhamento médico, pois através de dados clínicos e de imagens posso montar um programa com exercícios específicos e um acompanhamento individualizado aos que possuem algum problema, em especial.
 
.

 

Foco - O Pilates oferece algum tipo de risco para o paciente?
Ana Elise - Não, mas é imprescindível que a aula seja acompanhada de um fisioterapeuta especializado e que tenha em mente os limites e as necessidades de cada um.
 
Foco - O pilates pode ser empregado em pacientes após cirurgia ortopédica?
Ana Elise - O Pilates não tem contra-indicação. Através dele conseguimos reabilitar um PO (pós-operatório) de joelho, uma gestante, um paciente com hérnia de disco e até mesmo um jovem senhor de 90 anos.
 
 
Foco - O Pilates pode ser preventivo também?
Ana Elise – Minha dica é que todos aproveitem os benefícios do método Pilates, prevenindo lesões e também como forma de tratamento para lesões que já existam. Sendo assim, mantendo a qualidade de vida e longevidade através dessa prática. 
 
Enio Modesto

© Copyright 2013 Foco Magazine

by Mediaplus