Sade

Voc está em: Home, Sade, Combate às VARIZES: O que você precisa saber para manter suas pe...

Abril de 2018

Combate às VARIZES: O que você precisa saber para manter suas pernas saudáveis e bonitas

.

 

O médico angiologista e cirurgião vascular Dr. Fábio Schelgshorn Campos:  “O problema afeta cerca de 40% da população, principalmente mulheres, e pode ter consequências graves quando negligenciado.”
O médico angiologista e cirurgião vascular Dr. Fábio Schelgshorn Campos: “O problema afeta cerca de 40% da população, principalmente mulheres, e pode ter consequências graves quando negligenciado.”

 

As varizes e os chamados vasinhos são um pesadelo na vida de muitas mulheres, e acabam sendo inevitáveis em um determinado momento da vida. O médico angiologista e cirurgião vascular Dr. Fábio Schelgshorn Campos fala sobre os cuidados necessários para a prevenção das chamadas doenças venosas e as principais formas de tratamento.
 
Elas podem parecer teias de aranha roxas ou caminhos tortuosos que surgem sob a pele ou até em alto relevo. Podem ser apenas um problema estético ou um sinal de que a circulação do sangue nas pernas não vai bem. Se você pensou nas varizes, acertou. O problema afeta cerca de 40% da população, principalmente mulheres, e pode ter consequências graves quando negligenciado. Poucas áreas da medicina avançaram tanto em tão pouco tempo, mas é bom não relaxar demais: quanto mais precoce, mais simples é o tratamento.
As telangectasias, chamadas popularmente de “vasinhos”, são vasos com menos de 1 milímetro de diâmetro. Veias reticulares (geralmente “verdinhas”) têm entre 1 e 3 milímetros de diâmetro. Já as varizes são veias dilatadas, comumente tortuosas, com diâmetro igual ou maior que 3 milímetros.
De acordo com o angiologista e cirurgião vascular Dr. Fábio Schelgshorn Campos, hábitos de vida saudável, como dieta equilibrada, controle do peso corporal e realização de atividades físicas regulares são benéficos à circulação. “Evitar longos períodos na posição em pé ou sentada também diminui a sobrecarga nos sistemas venoso e linfático. A avaliação e o acompanhamento médico são essenciais para o controle da doença”, explica.
 
 O médico afirma que o principal cuidado com a alimentação é no sentido de evitar a obesidade. “Em relação aos alimentos, deve-se enfatizar que não há nenhum alimento em específico que seja responsável pela insuficiência venosa. O que se sabe é que o controle do peso corporal é fundamental, pois a obesidade está associada à piora da insuficiência venosa e linfática e é um dos fatores de risco para a trombose venosa.”
 
.

 

Sobre o surgimento das varizes, Dr. Fábio afirma que elas podem surgir desde o nascimento, em pacientes com doenças congênitas. Nos outros casos, considerados como varizes primárias, comumente surgem a partir da puberdade. “Os sintomas podem ser agravados após o início da menstruação (menarca), gravidez e em pessoas que trabalham por longos períodos em pé ou sentadas”, observa.
 
Dr. Fábio Campos ressalta que o tratamento para vasos e varizes pode ser clínico ou cirúrgico, e pode ser focado tanto na doença quanto apenas na questão estética.
 “As opções de tratamento clínico/estético são: medicamentos flebotônicos (melhoram a circulação venosa e linfática), meias elásticas e escleroterapia (“aplicação em vasinhos”). As opções cirúrgicas são: cirurgia convencional, tratamento com espuma, cirurgia com laser ou radiofrequência. O cirurgião vascular deve avaliar cada caso individualmente e indicar qual o melhor método de tratamento”, finaliza.
 
.

 

 
 


 

Renato Rodrigues Delfraro

© Copyright 2013 Foco Magazine

by Mediaplus