Arquitetura e Construção

Você está em: Home, Arquitetura e Construção, Dicas essenciais para boa convivência em condomínios

Agosto de 2018

Dicas essenciais para boa convivência em condomínios

Normas de conduta ajudam a evitar possíveis conflitos e problemas com vizinhos e funcionários

.
Conviver em harmonia é uma expressão tão fácil de ser dita e tão difícil de ser praticada. Dezenas de famílias de origens diferentes, de educações e hábitos distintos que habitam e convivem em um mesmo terreno. Assim são os condomínios, conjuntos de casas ou apartamentos que abrigam os mais variados tipos de pessoas.
 
Para que esse sistema funcione com harmonia são necessárias regras da boa convivência.
O respeito entre condôminos e funcionários fazem a diferença na rotina, além de propiciar um ambiente mais saudável e leve.
 
Seguindo algumas regras simples de boa convivência, que podem ser estabelecidas em uma reunião, é possível alcançar uma boa convivência no condomínio.
 
BOA EDUCAÇÃO NUNCA SAI DE MODA
 
Não custa nada quando encontrarmos nossos vizinhos nas áreas comuns, na garagem ou no elevador, desejar um bom dia, abrir uma porta, ou agradecer algum favor.
Afinal, o condomínio é um lugar onde vivemos, é uma extensão de nosso lar. Então cultive sempre o hábito de uma boa convivência, estendendo aos seus vizinhos exemplos de como conviver amigavelmente.
 
SEGURANÇA 
 
- Todos são responsáveis pela segurança do empreendimento, do condômino ao funcionário.
- Evite facilitar a entrada de pessoas desconhecidas no condomínio sem a devida autorização. De maneira nenhuma abra o portão de entrada para pedestres ou veículos desconhecidos. 
 
REGRAS E ASSEMBLEIAS 
 
- Em caso de dúvidas, consulte sempre o síndico ou gerente do edifício. 
- Lembre-se de que as regras de condomínio acordadas devem ser seguidas por todos, mesmo quem não estava presente.
- Conheça a pauta antecipadamente e participe sempre que possível. 
 
OBRAS E REFORMAS
 
- Consulte sempre o síndico ou gerente de empreendimento antes de realizar uma reforma para verificar se o reparo não entrará em conflito com as estruturas do empreendimento. 
- Informe o que será realizado, assim como a duração, horários de ruídos e movimentação de prestadores de serviços. 
- Comunique aos seus vizinhos e peça desculpas antes do início das obras pelos transtornos.
 
LIXO 
 
- Seu lixo deve sempre estar devidamente ensacado, sem exalar odor forte.
- Não jogue papéis, bitucas de cigarros ou quaisquer outros tipos de lixo pela janela da unidade. 
 
FUNCIONÁRIOS 
 
- Trate todo e qualquer funcionário com respeito, educação e cordialidade. Eles são pessoas valiosas para o dia a dia do condomínio. 
- Lembre-se que o funcionário é contratado para o condomínio, então evite pedir que ele execute serviços particulares.
- Em caso de reclamação, dirija sua queixa ao síndico ou gerente de empreendimento. 
 
VIZINHOS
 
- Antes de reclamar de um vizinho, avalie se você não comete os mesmos equívocos. 
- Se houver alguma situação envolvendo conflito de interesses, lembre-se que o diálogo sempre será a melhor alternativa.
- Procure dialogar sempre de forma pacífica, com ponderação e bom senso. 
- Problemas e mal entendidos de condôminos devem ser resolvidos, preferencialmente, pessoalmente com uma conversa para compreender os dois lados da questão. 
- Um assunto somente deve ser levado ao síndico ou gerente do prédio em última instância.
 
.

 

CRIANÇAS
 
- Ensine as regras do condomínio para os filhos e as crianças de sua unidade. É importante que aprendam a conviver em sociedade desde cedo, respeitando as normas e todas as pessoas igualmente. 
- Quem impõe limite às crianças são seus responsáveis. E isso serve para os dois lados da moeda. Tanto os pais devem vigiar para que seus filhos não estejam sendo inconvenientes com outras pessoas do condomínio, como uma terceira pessoa não deve chamar a atenção diretamente dos pequenos. Caso esteja em uma situação que precise de uma atitude, dirija-se aos pais em primeiro lugar.
- Menores de oito anos não devem circular desacompanhados, principalmente em áreas como a piscina. 
- Nos parquinhos de uso comum, crianças pequenas devem sempre estar acompanhadas de um adulto.
- Procure limitar o horário de brincadeiras dentro do apartamento até às 22h para evitar conflitos com vizinhos por barulho. 
- Opte por carpetes emborrachados e tapetes nas áreas onde as crianças permanecem por muito tempo para evitar propagação de ruídos.
- Oriente os pequenos a não abrirem a porta do elevador. Se forem um pouco maiores, explique que eles devem sempre observar se o elevador está no local para evitar acidentes.
 
ANIMAIS
.

 

 
- Animais devem ser transportados somente no elevador de serviço. 
- Procure ficar atento ao barulho do animal para não perturbar os vizinhos, especialmente em horários de descanso. 
- Caso o animal suje as dependências comuns do condomínio, o dono ou responsável deve limpar prontamente.
- Cachorros, principalmente os maiores ou mais bravos devem andar sempre com coleira e focinheira.
- Procure alimentar o seu animal com rações apropriadas. Alguns alimentos podem criar odor muito forte no animal e acredite, pode contaminar todo o seu corredor.
- Caso o problema esteja no animal do seu vizinho, o cachorro late o dia inteiro ou faz muito barulho, converse com as pessoas próximas para saber se também estão sendo afetadas. É cordial também falar com o dono antes de acionar uma atitude do condomínio. Muitas pessoas passam o dia inteiro no trabalho e sequer sabem dos incômodos que seu pet causa durante o dia.
 
ELEVADORES
 
- Seja cordial e cumprimente as pessoas ao entrar e sair do elevador. 
- Espere que as pessoas saiam do elevador para que você possa entrar. 
- Segurar a porta é um pequeno gesto de gentileza, que deve ser praticado sempre. 
- Não monopolize e segure o elevador parado em um andar, especialmente em horários de pico. 
- Animais, mudanças, caixas e compras de supermercado devem ser transportados sempre no elevador de serviço.
 
GARAGEM E ESTACIONAMENTO
 
- Se o seu condomínio utiliza o sistema de vagas fixas, respeite-o, guardando o carro sempre na vaga destinada a você.
- Estacione seu veículo da maneira correta na vaga. Respeite os limites das faixas com espaço para os demais carros e evite conflitos. 
- Respeite a velocidade estipulada na garagem. 
- Não utilize sua vaga como depósito. Caso precise de um local para armazenar pertences, fale com seu zelador, gerente ou síndico do empreendimento. 
- Em caso de raspadas e batidas de carros em outros veículos deixe um bilhete se identificando com pedido de desculpas para que o responsável escolha a melhor maneira de reparar os danos ou entre em contato com o proprietário do bem. 
- Sempre devolva o carrinho de compras ao local correto.
- Verifique junto ao síndico as regras para visitante. Alguns condomínios possuem áreas específicas para receber convidados. O mesmo serve para o aluguel de vagas não utilizadas. Muitas vezes isso só é permitido para outros moradores do edifício e não para pessoas externas por questão de segurança.
 
.

 

BARULHOS
 
- Respeite a lei do silêncio. O horário estabelecido para tal vai das 22h até às 8h do dia seguinte. Não faça barulho após o horário estabelecido e respeite as normas do condomínio. 
- Mesmo no horário permitido, utilize o bom senso. Fique atento para não incomodar os vizinhos à sua volta com ruídos excessivos ou volume de som acima do normal.
 
CHURRASQUEIRA E SALÃO DE FESTAS
 
- Em uma reunião ou festa convide seus familiares e amigos e deixe uma lista com seus nomes na portaria, mantendo sempre supervisão para que as crianças não incomodem os demais vizinhos.
- Em festas, sempre é bom música. Mas lembre-se de manter um volume adequado e que após às 22 horas deve prevalecer o silêncio.
- Após o término da festa, mantenha o local mais limpo possível, deixando o lixo acondicionado em sacos plásticos e procure saber as condições para pagamento de uma taxa para uma faxineira limpar o local.
- Geralmente, os espaços de lazer comportam um certo número de pessoas. Procure se informar com o síndico a capacidade de cada ambiente.
 

 

.

 

SAUNA E PISCINA

- Procure evitar levar som em áreas comuns, como a piscina ou a sauna. Nem todos são obrigados a compartilhar o seu som.
- Não permita que as crianças corram em volta da piscina ou mesmo pulem na água espirrando nos outros.
- Na área da piscina, não entre sem tomar uma ducha. Lembre-se também de retirar o protetor solar quando for entrar na água, pois o mesmo a deixa suja e gordurosa, gerando até maior gasto com manutenção.
- Lanches ou salgadinhos não devem ser ingeridos na piscina, mantendo sempre a limpeza para uma melhor convivência e evitando a contaminação da água.
- Consulte o regulamento para uso da piscina. Em muitos condomínios é exigido o exame médico, assim como se é permitido frequentar convidados.
- Animais de estimação também não devem circular nessas áreas.
- Se estiver voltando da área da piscina ou de uma praia, não se esqueça de utilizar a entrada e elevador de serviço. Não andar com trajes de banho pelo edifício cai muito bem também.
 
ACADEMIA
 
- Se o seu condomínio possui academia, as regras do bom senso são as mesmas de um lugar externo. Depois de utilizar os materiais, limpe-os e devolva ao local de origem, assim eles estarão disponíveis sempre que precisar. Entenda que o que é de uso comum pertence a todos, logo não é elegante monopolizar um aparelho, reveze com o seu vizinho.

© Copyright 2013 Foco Magazine

by Mediaplus