Saúde

Você está em: Home, Saúde, CORREÇÃO VISUAL - Adeus, óculos de grau

Agosto de 2018

CORREÇÃO VISUAL - Adeus, óculos de grau

Técnicas de correção visual com a utilização de raio laser vem ajudando as pessoas a se livrarem, definitivamente, da miopia, astigmatismo e hipermetropia.

.
O uso de óculos de grau ou lentes de contato é um incômodo que milhões de pessoas no Brasil têm que suportar para enxergar bem. Afinal, elas sofrem de uma ou mais doenças visuais causadas por erros refrativos dos olhos, ou seja; miopia, astigmatismo e hipermetropia. Até 30 anos atrás, os acessórios oculares eram o único meio que essas pessoas dispunham para enxergar normalmente. O desenvolvimento da cirurgia a laser e o início de sua aplicação em 1988 para corrigir a miopia ajudou muita gente a se livrar dos óculos ou das lentes de contato.
Com o passar dos anos, as técnicas foram aprimoradas até que o laser passasse a ajudar também na correção de grau causado por outras duas doenças refrativas, o astigmatismo e a hipermetropia. Essas técnicas são utilizadas com o uso de um aparelho chamado Excimer Laser, que remodela a córnea, recuperando sua função de direcionar corretamente a luz para a retina e formar a imagem adequada do objeto.
 
Os oftalmologistas Osmar Brasileiro Filho e Thales Pádua Brasileiro são pai e filho que trabalham juntos na clínica deles em Passos e atendem pacientes de toda a região, indicando aqueles que possuem condições clínicas para fazerem a cirurgia de correção visual a laser. O Dr. Osmar é especialista em cirurgias refrativas, cataratas e lentes de contato e é associado a uma clínica especializada em Belo Horizonte, onde realiza a correção visual de seus pacientes.
Segundo ele, o procedimento, além de ser altamente seguro e rápido, é eficaz em recuperar a boa visão das pessoas, corrigindo, na maioria das vezes, 100% do erro refrativo.“A cirurgia refrativa é para corrigir as ametropias, que são a miopia, astigmatismo e hipermetropia. Essas doenças ocorrem quando a luz não foca na retina, mas à frente ou atrás dela, o que causa uma piora da visão”, disse, acrescentando que esse problema ocorre devido a um defeito na córnea ou no cristalino do olho (leia no quadro).
 
Os oftalmologistas Osmar Brasileiro Filho e Thales Pádua Brasileiro.
Os oftalmologistas Osmar Brasileiro Filho e Thales Pádua Brasileiro.

 

ARTE CIRÚRGICA
 
Especialista em doenças da retina, o Dr. Thales Brasileiro observa que a cirurgia refrativa é um procedimento minucioso e realizado com os cuidados necessários por especialista para garantir o seu sucesso e a satisfação do paciente.“Eu sempre digo que a cirurgia refrativa é uma arte. Fazê-la bem é de muita responsabilidade porque iremos desenhar primeiro aquele pedaço do tecido da córnea que teremos de remover no contorno exato”, afirma. “E a arte dessa cirurgia é a indicação. Saber indicar, conhecer bem o histórico desse paciente e individualizar cada caso”, acrescenta Dr. Osmar.
Os dois oftalmologistas frisam a necessidade de conhecer o histórico do paciente como fundamental para a indicação da cirurgia refrativa, porque esse procedimento só terá sucesso depois que o grau da visão se estabilizar. Por isso, foram definidos uma faixa etária e um tempo de estabilização mínimos para que o médico indique ou não a técnica de correção. A idade, segundo o Dr. Osmar, de um modo geral, é a partir dos 21 anos, e o tempo de estabilização do grau é de pelo menos um ano.
 
Esses pré-requisitos são explicados minuciosamente aos pacientes, que passarão ainda por uma série de exames e estudos que são fundamentais para o sucesso da cirurgia. Esses procedimentos analisam e avaliam as células da córnea, bem como sua espessura e curvatura, realizam mapeamento da retina, entre outras análises.
Se os resultados dos exames estiverem dentro dos parâmetros exigidos para a cirurgia refrativa e estabilizado o grau do olho, o paciente é indicado para fazer o procedimento. Segundo os doutores Osmar e Thales Brasileiro, a tecnologia avançada disponível na clínica de Belo Horizonte permite que o paciente seja operado em poucos minutos e já volte às suas atividades habituais em poucos dias.
Os estudos pré-cirúrgicos vão ajudar também o médico a decidir qual técnica do Excimer Laser será utilizada, a PRK, que é uma aplicação superficial, ou a Lasik, mais
.

 

 profunda. Ambos os modos são considerados como prática médica corrente pelo Conselho Federal de Medicina e a escolha de uma ou outra tem a ver com a idade do paciente, a espessura da córnea e o grau a tratar.
 
FACORREFRATIVA
 
Pessoas mais velhas que sofrem de alguma ametropia e ainda de cataratas poderão ter o grau retirado por meio de outra técnica cirúrgica, a facorrefrativa. De acordo com o Dr. Osmar, esse procedimento visa a colocação de uma lente dentro do olho da pessoa, possibilitando retirar todo o grau que afetava a visão.
A facorrefrativa também é indicada para a presbiopia, mais conhecida como “vista cansada”, que é a perda natural da capacidade de focalizar. Nesse caso, é colocada uma lente multifocal dentro do olho do paciente, segundo o médico.
 
.
Enio Modesto

 

© Copyright 2013 Foco Magazine

by Mediaplus