Matrias exclusivas do site

Voc está em: Home, Matrias exclusivas do site, Semana Nacional do Trânsito: os cuidados que devem ser tomados por que...

Setembro de 2018

Semana Nacional do Trânsito: os cuidados que devem ser tomados por quem dirige

A Semana Nacional do Trânsito acontece entre os dias 18 e 25 de setembro, e este ano tem o seguinte tema: "Nós Somos o Trânsito". O Tenente Fábio Oliveira Maia, comandante do 2° pelotão da Policia Militar Rodoviária de Passos, fala sobre os objetivos da campanha.

 
.

 

A Semana Nacional do Trânsito é uma comemoração anual que acontece entre os dias 18 e 25 de setembro. A data foi estabelecida desde a criação do Código de Trânsito Brasileiro, em 1997. A Semana é caracterizada por uma série de eventos e ações educativas promovidas por todos os órgãos e entidades que integram o Sistema Nacional de Trânsito. A definição dos temas é feita anualmente pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Em Passos, o 2° Pelotão da Polícia Militar Rodoviária é um dos órgãos que irá desenvolver ações de conscientização junto aos motoristas ao longo da semana.  O pelotão abrange 16 cidades da região.

Comandante do 2° Pelotão da Polícia Militar Rodoviária de Passos, Tenente Fábio Oliveira Maia.
Comandante do 2° Pelotão da Polícia Militar Rodoviária de Passos, Tenente Fábio Oliveira Maia.

 

O Comandante do 2° Pelotão da Polícia Militar Rodoviária de Passos, Tenente Fábio Oliveira Maia, faz algumas recomendações para os condutores de veículos serem cada vez mais responsáveis e cuidadosos, tanto na manutenção quanto na condução dos seus veículos, como forma de prevenir acidentes.

“Durante a Semana Nacional do Trânsito nós vamos fazer palestras nas escolas e tentar fazer uma conscientização com os condutores de veículos nas rodovias. Dirigir com cautela, dentro da velocidade máxima permitida na via, condução cautelosa e respeitadora, evita acidentes. A maioria dos acidentes acontece por imprudência dos motoristas, principalmente por ultrapassagem em faixa contínua, quando há descumprimento da legislação”, salienta.

.

 

De acordo com o Tenente Fábio, a imprudência do motorista acaba sendo a principal causa de acidentes. “Os principais fatores que podem ocasionar acidentes são: a condição da via, do condutor ou do veículo. Em 99% dos casos, a responsabilidade acaba sendo do condutor. Para se proteger de um acidente, a pessoa tem que usar cinto de segurança, evitar o consumo de bebida alcoólica e respeitar a legislação de trânsito. A pessoa que bebe tem o seu reflexo diminuído, a atenção dela não é a mesma. Tudo isso influencia negativamente para que ocorram acidentes. O que a gente pede é que o motorista respeite a legislação”, enfatiza o policial.

Sobre o uso de álcool, o comandante explica que pelo Contran (Conselho Nacional de Trânsito) a tolerância é zero, mas há uma margem de segurança permitida pelo aparelho de etilômetro, no qual estabelece que até 0,4ml de bebida alcoólica ingerida não é crime. A partir disso, o condutor vai ser enquadrado na infração administrativa de embriaguez, e acima de 0,34ml já é considerado crime de embriaguez. “O teste do etilômetro é uma forma não só de verificar se o condutor ingeriu bebida alcoólica, como também uma chance do condutor provar que não bebeu, ou se bebeu, pode ter incorrido apenas na infração administrativa”, observa.

Quando é constatado crime de embriaguez, o motorista vai receber uma autuação no valor de R$ 2.934,70, ter a sua CNH recolhida, além de ter que pagar uma fiança estipulada pelo delegado civil se não quiser ser preso.

ç.

 

Outro fator que tem desencadeado muitos acidentes é o uso do celular. O Tenente Fábio explica que também são comuns nas rodovias muitos casos de acidentes ocasionados pelo fato das pessoas estarem distraídas no celular. “Está se tornando muito preocupante, inclusive nas rodovias. Muitas pessoas não falam que estavam mexendo no celular, mas a gente percebe que estavam, pois falam que se descuidaram um segundo e daí aconteceu a colisão. Dentro da cidade, como a velocidade é menor, a chance de acontecer um acidente é menor, já que é mais fácil de parar o carro, mas na rodovia não tem como parar na pista, e um segundo de distração pode causar um grave acidente”,  pondera.

Sobre as multas para quem dirige com fone de ouvido ou utilizando o aparelho celular, o Tenente Fábio afirma que ambos os casos são considerados de infração média, ou seja, a multa fica no valor de R$ 130,16, e o motorista perde quatro pontos na carteira de habilitação.

O comandante reforça o pedido para que os condutores de carros, motos, caminhões ou qualquer outro veículo, tomem o maior cuidado possível, principalmente se forem viajar. “É muito importante estar atento na questão da revisão dos veículos. O condutor deve procurar estabelecimentos especializados em troca de pneus, alinhamento e balanceamento dos carros, onde pode ser identificada a necessidade ou não de trocar os pneus, além de observar o motor, o óleo, o para-brisa, para quem pretende pegar rodovia. O objetivo é trazer uma reflexão para todos os condutores de veículos e mostrar a responsabilidade que cada pessoa tem para fazer um trânsito mais seguro”, finaliza.
 

Renato Rodrigues Delfraro

© Copyright 2013 Foco Magazine

by Mediaplus