ltima Edio
Jul / Ago 2019
Jul / Ago 2019

Assiantura Online

Recebe a última edição da
Foco Magazine no conforto
de seu endereço!

Quero Assinar ltima Edies

Comunidade

CASA AMOR - Entrega será em dezembro...

  • Mas a campanha para aumentar as doações para o Hospital do Câncer e que irá sortear uma casa para os doadores ainda precisa de recursos.

    Aproxima-se de seu final a Campanha Casa Amor, da Santa Casa de Misericórdia de Passos em prol do Hospital Regional do Câncer (HRC). Iniciada em fevereiro deste ano, a campanha vem atingindo o objetivo de conscientizar e aumentar o número de doadores para o hospital. Quem acumular R$ 300,00 durante o ano em doações irá receber um bônus para participar do sorteio de uma casa de alto padrão, que está sendo construída no Condomínio Vale Verde, em Passos. Segundo o diretor administrativo da Santa Casa, Daniel Porto Soares, a obra será entregue dentro do prazo, em dezembro, e o sorteio vai ser realizado em 19 de janeiro. A obra, uma casa em dois pavimentos de 347,19 metros quadrados, está sendo executada desde o final do mês de junho num terreno de 495 m² no Vale Verde, um dos mais valorizados residenciais da cidade. Os projetos arquitetônico, estrutural, elétrico e hidráulico e os materiais de construção foram doados por profissionais e empresas de materiais de construção civil, conforme o cronograma da obra.  “A expectativa é de que no início de dezembro a casa esteja no ponto de entrega para o ganhador”, disse Daniel Porto, observando que não será feito apenas o acabamento interno, que ficará por conta do ganhador, que poderá fazê-lo conforme seu gosto.  Ainda de acordo com o diretor, a campanha tem sido um sucesso em mobilização social, alcançando pessoas, empresas e diversas entidades e instituições, e reforçando os eventos que municípios já realizavam há anos para contribuir com o Hospital do Câncer. As empresas de construção civil são um exemplo e vêm atendendo às etapas de doações de materiais específicos para cada fase do cronograma. Várias delas doaram 100% dos tijolos, telhas, vidros temperados e esquadrias.  O cimento, porém, ainda não está garantido para terminar a obra, segundo Daniel Porto. “O cimento, a gente está tendo doações isoladas. É um material que ainda é uma necessidade que a gente está tendo”, disse. As fases seguintes seriam para material hidráulico, elétrico e madeira para o telhado.  IMPULSO NAS DOAÇÕES  Sempre dependente da solidariedade das pessoas comuns, lideranças políticas, entidades e instituições filantrópicas, o HRC está ganhando um impulso maior ainda com a Campanha da Casa Amor, segundo o diretor da Santa Casa, que lembra que além do custeio e investimentos, os recursos irão ajudar a construir a segunda unidade do hospital na futura Cidade da Saúde e do Saber, o grande projeto de expansão do complexo da Santa Casa numa área de 130 mil m² nas imediações do Clube da AABB (Associação Atlética Banco do Brasil). “A campanha da Casa Amor é mais um projeto de captação de recursos para o Hospital Regional do Câncer. É muito importante essa mobilização da população de Passos, toda a região, da Irmandade e funcionários da Santa Casa, os voluntários, focando na melhoria e ampliação do Hospital do Câncer”, disse o provedor, Vivaldo Soares Neto.  “Essa campanha (da Casa Amor) está trazendo uma discussão maior sobre a importância da comunidade em apoio contínuo, senão não teríamos nem o Hospital Regional do Câncer, porque só com os recursos do SUS seria inviável”, ressalta Daniel Porto. “O que a gente observa é que o nível de conscientização da população aumentou com relação aos serviços prestados e às necessidades do Hospital do Câncer, porque as demandas por recursos são muito grandes e os investimentos são também volumosos”, acrescenta. Como exemplo dos custos altos, Daniel Porto cita um equipamento para o exame de cintilografia que o HRC irá receber no final de novembro e que irá evitar que os pacientes precisem realizá-lo em outros centros, agilizando assim o início do tratamento. No entanto, o HRC terá que conseguir dinheiro para terminar a obra do local para a instalação dos aparelhos. “Para conseguirmos os recursos, estamos fazendo uma campanha de subvenção junto aos municípios”, disse.  O regulamento da campanha estabelece que irá participar do sorteio os doadores do HRC que acumularem R$ 300,00 em donativos no decorrer do ano. Quem não atingir essa faixa até dezembro e desejar participar do sorteio poderá completar o valor, tendo direito ao bônus. Quem doar mais de R$ 300,00 poderá completar R$ 600,00 e ter direito a dois bônus, e assim por diante. As pessoas podem doar o que puder: dinheiro, animais e objetos para leilões e até imóveis, que terão seus valores correspondentes convertidos em bônus. “Teve doador que fez doação de 50 mil reais e irá receber 50 mil bônus”, destaca Daniel Porto, ressaltando que o valor mínimo (R$ 300,00) para ter direito ao bônus poderá ser parcelado em cartão de crédito. “Tem muita gente que quer ajudar, mas ainda não o fez, talvez porque não dispõe de todo o dinheiro, mas elas podem dividir os R$ 300,00 em várias parcelas no cartão de crédito”, explica. Segundo o Dr. Vivaldo, a mobilização pelo HRC tem sido grande, mas o crescimento contínuo da demanda exige que as doações sejam constantes: “São mais de dez mil pacientes cadastrados e de nove a dez casos novos de câncer por dia, então é um custo crescente e sempre deficitário, porque quase todo o atendimento é pelo SUS.”   SOLIDARIEDADE REGIONAL  Outra fonte de recursos para o HRC são os eventos que vários municípios promovem anualmente, como: Campanha Solidária de Capitólio, em 27 de outubro; 1ª Festa do Café de Nova Resende (02 a 04/11); 7ª Festa e Leilão de Itamogi (11/11), 8ª Noite Italiana do CPN, em Passos (16/11), 4º Leilão de Gado e Prendas de Ibiraci (24/11), Leilão de gado, em Jacuí (02/12), e o encerramento do Circuito Mineiro de Queima do Alho em 09/12, que pela primeira vez será realizado em Passos.  Além destes, outras cidades promoveram um ou mais eventos desde o início do ano para arrecadar recursos para o HRC: Carmo do Rio Claro, São Pedro da União, Piumhi, Conceição da Aparecida, Passos, Cássia, São José da Barra, Petúnia (distrito de Nova Resende), Capetinga, São Sebastião do Paraíso, Bom Jesus da Penha, Monte Santo de Minas, Jacuí, Vargem Bonita e Juruaia.  As promoções fazem parte de um calendário de eventos anuais com os quais o HRC conta como fonte de recursos e que mostram a solidariedade de toda a região para a causa nobre do tratamento contra o câncer. “Nós estamos satisfeitos pela adesão que a campanha vem tendo, apesar da crise econômica do país. A campanha vem atingindo às nossas expectativas e objetivos”, disse o provedor.
    CASA AMOR - membros da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Passos.

     

    Diretor Administrativo da Santa Casa, Daniel Porto Soares.
    Diretor Administrativo da Santa Casa, Daniel Porto Soares. 

     

    Aproxima-se de seu final a Campanha Casa Amor, da Santa Casa de Misericórdia de Passos em prol do Hospital Regional do Câncer (HRC). Iniciada em fevereiro deste ano, a campanha vem atingindo o objetivo de conscientizar e aumentar o número de doadores para o hospital. Quem acumular R$ 300,00 durante o ano em doações irá receber um bônus para participar do sorteio de uma casa de alto padrão, que está sendo construída no Condomínio Vale Verde, em Passos. Segundo o diretor administrativo da Santa Casa, Daniel Porto Soares, a obra será entregue dentro do prazo, em dezembro, e o sorteio vai ser realizado em 19 de janeiro.
    A obra, uma casa em dois pavimentos de 347,19 metros quadrados, está sendo executada desde o final do mês de junho num terreno de 495 m² no Vale Verde, um dos mais valorizados residenciais da cidade. Os projetos arquitetônico, estrutural, elétrico e hidráulico e os materiais de construção foram doados por profissionais e empresas de materiais de construção civil, conforme o cronograma da obra. 
    “A expectativa é de que no início de dezembro a casa esteja no ponto de entrega para o ganhador”, disse Daniel Porto, observando que não será feito apenas o acabamento interno, que ficará por conta do ganhador, que poderá fazê-lo conforme seu gosto.
     
    Ainda de acordo com o diretor, a campanha tem sido um sucesso em mobilização social, alcançando pessoas, empresas e diversas entidades e instituições, e reforçando os eventos que municípios já realizavam há anos para contribuir com o Hospital do Câncer. As empresas de construção civil são um exemplo e vêm atendendo às etapas de doações de materiais específicos para cada fase do cronograma. Várias delas doaram 100% dos tijolos, telhas, vidros temperados e esquadrias. 
    O cimento, porém, ainda não está garantido para terminar a obra, segundo Daniel Porto. “O cimento, a gente está tendo doações isoladas. É um material que ainda é uma necessidade que a gente está tendo”, disse. As fases seguintes seriam para material hidráulico, elétrico e madeira para o telhado.
     
    Vista da frente da casa.
    Vista da frente da casa.

     

    IMPULSO NAS DOAÇÕES
     
    Sempre dependente da solidariedade das pessoas comuns, lideranças políticas, entidades e instituições filantrópicas, o HRC está ganhando um impulso maior ainda com a Campanha da Casa Amor, segundo o diretor da Santa Casa, que lembra que além do custeio e investimentos, os recursos irão ajudar a construir a segunda unidade do hospital na futura Cidade da Saúde e do Saber, o grande projeto de expansão do complexo da Santa Casa numa área de 130 mil m² nas imediações do Clube da AABB (Associação Atlética Banco do Brasil).
    “A campanha da Casa Amor é mais um projeto de captação de recursos para o Hospital Regional do Câncer. É muito importante essa mobilização da população de Passos, toda a região, da Irmandade e funcionários da Santa Casa, os voluntários, focando na melhoria e ampliação do Hospital do Câncer”, disse o provedor, Vivaldo Soares Neto. 
    “Essa campanha (da Casa Amor) está trazendo uma discussão maior sobre a importância da comunidade em apoio contínuo, senão não teríamos nem o Hospital Regional do Câncer, porque só com os recursos do SUS seria inviável”, ressalta Daniel Porto. “O que a gente observa é que o nível de conscientização da população aumentou com relação aos serviços prestados e às necessidades do Hospital do Câncer, porque as demandas por recursos são muito grandes e os investimentos são também volumosos”, acrescenta.
    Como exemplo dos custos altos, Daniel Porto cita um equipamento para o exame de cintilografia que o HRC irá receber no final de novembro e que irá evitar que os pacientes precisem realizá-lo em outros centros, agilizando assim o início do tratamento. No entanto, o HRC terá que conseguir dinheiro para terminar a obra do local para a instalação dos aparelhos. “Para conseguirmos os recursos, estamos fazendo uma campanha de subvenção junto aos municípios”, disse.
     
    Vista do fundo da casa.
    Vista do fundo da casa.

     

    O regulamento da campanha estabelece que irá participar do sorteio os doadores do HRC que acumularem R$ 300,00 em donativos no decorrer do ano. Quem não atingir essa faixa até dezembro e desejar participar do sorteio poderá completar o valor, tendo direito ao bônus. Quem doar mais de R$ 300,00 poderá completar R$ 600,00 e ter direito a dois bônus, e assim por diante. As pessoas podem doar o que puder: dinheiro, animais e objetos para leilões e até imóveis, que terão seus valores correspondentes convertidos em bônus.
    “Teve doador que fez doação de 50 mil reais e irá receber 50 mil bônus”, destaca Daniel Porto, ressaltando que o valor mínimo (R$ 300,00) para ter direito ao bônus poderá ser parcelado em cartão de crédito. “Tem muita gente que quer ajudar, mas ainda não o fez, talvez porque não dispõe de todo o dinheiro, mas elas podem dividir os R$ 300,00 em várias parcelas no cartão de crédito”, explica.
    Segundo o Dr. Vivaldo, a mobilização pelo HRC tem sido grande, mas o crescimento contínuo da demanda exige que as doações sejam constantes: “São mais de dez mil pacientes cadastrados e de nove a dez casos novos de câncer por dia, então é um custo crescente e sempre deficitário, porque quase todo o atendimento é pelo SUS.”
     
     
    Projeto da Casa Amor.
    Projeto da Casa Amor.

     

    SOLIDARIEDADE REGIONAL
     
    Outra fonte de recursos para o HRC são os eventos que vários municípios promovem anualmente, como: Campanha Solidária de Capitólio, em 27 de outubro; 1ª Festa do Café de Nova Resende (02 a 04/11); 7ª Festa e Leilão de Itamogi (11/11), 8ª Noite Italiana do CPN, em Passos (16/11), 4º Leilão de Gado e Prendas de Ibiraci (24/11), Leilão de gado, em Jacuí (02/12), e o encerramento do Circuito Mineiro de Queima do Alho em 09/12, que pela primeira vez será realizado em Passos.
     
    Além destes, outras cidades promoveram um ou mais eventos desde o início do ano para arrecadar recursos para o HRC: Carmo do Rio Claro, São Pedro da União, Piumhi, Conceição da Aparecida, Passos, Cássia, São José da Barra, Petúnia (distrito de Nova Resende), Capetinga, São Sebastião do Paraíso, Bom Jesus da Penha, Monte Santo de Minas, Jacuí, Vargem Bonita e Juruaia. 
    As promoções fazem parte de um calendário de eventos anuais com os quais o HRC conta como fonte de recursos e que mostram a solidariedade de toda a região para a causa nobre do tratamento contra o câncer.
    “Nós estamos satisfeitos pela adesão que a campanha vem tendo, apesar da crise econômica do país. A campanha vem atingindo às nossas expectativas e objetivos”, disse o provedor.
     
    Enio Modesto
     
    COMO PARTICIPAR DO  SORTEIO DA CASA AMOR - Participa do sorteio da Casa Amor quem acumular o mínimo de R$ 300,00 em doações para o Hospital Regional do Câncer (HRC) ao longo do ano.   Quem deseja participar do sorteio, a supervisora do Setor de Captação do HRC, Elidiane Rodrigues de Lima, informa que há várias maneiras de  completar ou fazer a doação. Conheça a forma ideal para você!   Pode consultar em nosso site:  www.focomagazine.com.br  no final desta matéria, ou pode ligar nos números:  3522-6169 (Captação) e  3529-1440 (Animavida).  E você receberá toda a orientação necessária. ATENÇÃO: Quem preferir, pode solicitar a busca da doação em domicílio. Os telefones são os mesmos: 3522-6169 (Captação) e 3529-1440 (Animavida).
    COMO PARTICIPAR DO SORTEIO DA CASA AMOR - Participa do sorteio da Casa Amor quem acumular o mínimo de R$ 300,00 em doações para o Hospital Regional do Câncer (HRC) ao longo do ano. Quem deseja participar do sorteio, a supervisora do Setor de Captação do HRC, Elidiane Rodrigues de Lima, informa que há várias maneiras de completar ou fazer a doação. Conheça a forma ideal para você! Ligue nos números: 3522-6169 (Captação) e 3529-1440 (Animavida). E você receberá toda a orientação necessária. ATENÇÃO: Quem preferir, pode solicitar a busca da doação em domicílio. Os telefones são os mesmos: 3522-6169 (Captação) e 3529-1440 (Animavida).

     

    © 2019 Foco Magazine. Todos os direitos resevados.