Última Edição
Jul / Ago 2019
Jul / Ago 2019

Assiantura Online

Recebe a última edição da
Foco Magazine no conforto
de seu endereço!

Quero Assinar Última Edições

Informe Publicitário

Odontologia para Pacientes Especiais

  • A palavra “especial” recebe um sentido mágico quando é usada para o bem, o bem pode ser traduzido de muitas maneiras, mas, sem dúvida, quando é aplicado aos mais necessitados, toma a forma divina do amor.  (José Luiz Cintra Junqueira)
    A palavra “especial” recebe um sentido mágico quando é usada para o bem, o bem pode ser traduzido de muitas maneiras, mas, sem dúvida, quando é aplicado aos mais necessitados, toma a forma divina do amor. (José Luiz Cintra Junqueira)

     

    Dra. Letícia Mara de Freitas CRO MG 49449 Rua dos Brandões, 368 – Centro - Passos/MG Fone: (35) 3521-2480 Email: leticiiamara58@gmail.com | Instagram: dra.leticiaf
    Dra. Letícia Mara de Freitas
    CRO MG 49449 Rua dos Brandões, 368 – Centro - Passos/MG Fone: (35) 3521-2480
    Email: leticiiamara58@gmail.com                    Instagram: dra.leticiaf
    A Organização Mundial da Saúde (2011) estima que um bilhão de pessoas em todo o mundo apresenta alguma deficiência e que mais de 50% não recebe nenhuma assistência odontológica. Com esse crescente número, faz-se necessário profissionais capacitados a atender aqueles que muitas vezes sofrem em silêncio, impossibilitados de entender até o sentido da dor.  
     
    Pacientes com necessidades especiais (PNE) é aquele indivíduo que apresenta qualquer tipo de condição que o faça necessitar de atenção particular por um período de sua vida ou indefinidamente, como alguns exemplos de PNE, podemos citar portadores de síndromes, paralisia cerebral, autismo, distúrbios de comunicação, doença de Alzheimer, HIV, distúrbios cardiovasculares, pacientes oncológicos e transplantados de órgãos e tecidos, entre outros.
    A abordagem do paciente com necessidades especiais deve estar embasada em uma detalhada anamnese, com todos os dados do paciente e da deficiência, o que auxiliará no diagnóstico, planejamento e prognóstico do tratamento.
    O manejo do paciente depende de uma série de fatores, como o tipo de deficiência, a idade e a necessidade odontológica. O paciente deverá ser colocado o mais confortável e seguro possível.
    Somente o dentista poderá orientar sobre o controle do biofilme (placa dental) e adaptações para a higienização como adequações no cabo da escova e uso de órteses (engrossadores de cabos) que facilitam a apreensão.
     
    Há também a possibilidade do uso da acupuntura no tratamento odontológico de pacientes com necessidades especiais que ajuda no controle de movimentos involuntários e os mantêm mais calmos durante a consulta. De acordo com pesquisas realizadas pela Profa. Cristina Borsatto, docente da Universidade de São Paulo, as famílias relataram que os pacientes que passaram pela acupuntura ficaram mais calmos em casa, dormiram melhor e apresentaram evoluções em outros sintomas.
     
    Além da acupuntura como terapia complementar, há a opção do uso da homeopatia através dos florais. A Acupuntura e a Homeopatia seguem o mesmo princípio filosófico: o da totalidade, analisando e tratando o paciente como um todo, e não por partes que se apresentam doentes.
     
    O atendimento a PNE é altamente exigente, requer muita paciência, habilidade e carinho. Tratar pacientes especiais exige mais que teoria, exige humanização, exige um carinho imensurável, exige saber conversar apenas com o olhar e saber uma finitude de quereres. 
    Trabalhar com PNE é colher sorrisos de gratidão, palavras de carinho e reconhecimento de pais e cuidadores.

    © 2019 Foco Magazine. Todos os direitos resevados.