Em Foco

Você está em: Home, Em Foco, O complexo empresarial da Sociedade São Vicente de Paulo

Maio de 2012

O complexo empresarial da Sociedade São Vicente de Paulo

A instituição teve que expandir suas atividades para dar conta de manter o Lar dos Idosos; além do serviço funerário, a SSVP explora até o ramo de hotelaria.

José Benedito Ferreira (vice-presidente) e Wagno Rodrigues Santana (presidente).
José Benedito Ferreira (vice-presidente) e Wagno Rodrigues Santana (presidente).

No próximo dia 11 de novembro, a Sociedade São Vicente de Paulo (SSVP) completa 80 anos de atividades em Passos. A instituição foi fundada em 1932 através da Conferência do Senhor Bom Jesus dos Passos, na Paróquia da Matriz, com apoio do Monsenhor Messias Bragança, o pároco da época. Desde então, a SSVP se desenvolveu, transformando-se num complexo empresarial voltado à caridade. Daquela única conferência de 80 anos atrás surgiram outras 16 ao longo das décadas. E a diretoria da instituição quer ampliar esse número para dar conta de assistir a população mais carente da cidade. 

O presidente do Lar São Vicente – chamado internamente de Obra Unida –, o empresário Wagno Rodrigues Santana, explica a necessidade de aumentar o número de conferências ante a demanda de pessoas que precisam do trabalho fi lantrópico dos vicentinos – como são chamados os membros desses órgãos da SSVP. “Passos, com mais de 100 mil habitantes tem apenas 17 conferências e Piumhi, com cerca de 50 mil, tem 21”, disse, acrescentando que os voluntários são fundamentais para manter a tradição da Sociedade São Vicente de Paulo, que é a prática da caridade para os mais pobres. “É importante (o voluntariado) porque a obra é grande”, observou.

Até poucos anos atrás, a Sociedade São Vicente de Paulo era conhecida em Passos apenas como uma instituição filantrópica que cuidava de idosos carentes ou desamparados e atuava também no ramo funerário. Depois de assumir a administração do Cemitério Municipal e construir sua própria necrópole – o Cemitério Parque Senhor dos Passos –, a instituição fez um negócio imobiliário e adquiriu o Hotel Rio Grande, ainda em obras na época, que foi inaugurado em 27 de outubro do ano passado com o nome de Hotel San Diego, na Rodovia MG-050.

Todo esse complexo empresarial tem uma única finalidade: obter recursos para a manutenção da grande obra da SSVP, o Lar dos Idosos. “Os recursos financeiros gerados pelas empresas é que vão dar o suporte para as despesas do Lar São Vicente – hoje com 120 moradores, que contam com uma equipe de 80 funcionários, tais como: médicos, enfermeira, psicóloga, assistentes sociais, nutricionista, fisioterapeuta, técnicas de enfermagem, cozinheiras e equipe de apoio, serviços estes que proporcionam a cada morador um dia-a-dia com dignidade e uma vida com possibilidades de sonhos”, explica o vice-presidente, José Benedito Ferreira.

Lar São Vicente de Paulo.
Lar São Vicente de Paulo.

Lar dos Idosos 

O Lar dos Idosos é também a instituição de pessoa jurídica responsável pela administração de todo o patrimônio da Sociedade São Vicente de Paulo. Além do asilo, o patrimônio inclui todas as outras empresas já mencionadas e mais o Plano Bompasso.

Diante do desafio de gerar mais recursos para manter o “Lar”, a SSVP acredita no empreendimento hoteleiro, através do Hotel San Diego que, em breve, poderá contribuir para a equalização das despesas da instituição. “Se a pessoa fi zer um funeral na Funerária São Vicente de Paulo ou utilizar nosso hotel, ela estará fazendo uma caridade para o Lar, já que essas despesas mensais com nossos moradores giram em torno de R$ 150.000,00 e o que arrecadamos com as aposentadorias dos internos somam o máximo de R$ 60.000,00, apresentando um défi cit de R$ 90.000,00, que precisa ser suportado pelos resultados das atividades de apoio”, explica o presidente Wagno Santana.

Cemitério Parque Senhor dos Passos.
Cemitério Parque Senhor dos Passos.

Trabalho nos bairros 

Já as conferências vicentinas são mantidas por meio de doações das comunidades em que estão situadas. Elas são em número de 17 e, em média, assistem dez famílias cada uma. Periodicamente, dependendo da necessidade de cada casa, a família recebe cestas básicas, medicamentos, material de construção, tem contas de água e luz pagas e também recebe atendimento espiritual dos confrades ou das consórsias (como são chamadas as mulheres das conferências).

Outra forma de ajuda das conferências é na área de cidadania, já que muitas famílias carentes não têm noção de como usufruir de direitos básicos, como fazer um simples documento, uma matrícula escolar para o fi lho, entre outros. “Muitas vezes, a cesta básica é somente uma maneira de o vicentino entrar na casa da pessoa carente, que não sabe os direitos de fato que elas têm. Esse, hoje, é o papel nobre, vamos dizer, do vicentino”, disse José Benedito.

Os 80 anos de fundação da SSVP em Passos começaram a ser comemorados em março, quando houve uma missa especial na igreja em que foi criada a primeira conferência vicentina da cidade, a matriz da paróquia do Senhor Bom Jesus dos Passos.

Até 11 de novembro, a data do aniversário, cada conferência terá uma missa no bairro de sua atuação. A última missa também será na Igreja da Matriz. Também haverá comemoração especial no mês do idoso, em setembro, em cujo dia 27 é homenageado o patrono da SSVP, São Vicente de Paulo.

O complexo empresarial da SSVP em Passos

Funerária São Vicente de Paulo – Fundada em 1952, a empresa tem como fi nalidade servir de suporte fi nanceiro para o Lar dos Idosos.

Planos BOMPASSO – Criados há 20 anos para fornecer assistência nas áreas de saúde e funerária, através de diversos convênios com profi ssionais e empresas.

Cemitério Municipal – Administração assumida pela SSVP junto ao Município de Passos em 2001, com 4,2 mil túmulos e mais de 10 mil carneiras.

Cemitério Parque Senhor dos Passos – Fundado em 2001 como alternativa à capacidade praticamente esgotada do Cemitério Municipal e, principalmente, para ajudar nas despesas do Lar.

Hotel San Diego – Inaugurado em outubro de 2011, também com o objetivo de gerar recursos para a manutenção do Lar dos Idosos.

Empregos

 

Ao todo, a SSVP emprega 150 pessoas.
Hotel San Diego.

© Copyright 2013 Foco Magazine

by Mediaplus