Em Foco

Voc está em: Home, Em Foco, Matheus canta e mostra seu talento para todo o Brasil

Dezembro de 2012

Matheus canta e mostra seu talento para todo o Brasil

Cantando “Meu Erro” do Paralamas do Sucesso com outras crianças.
Cantando “Meu Erro” do Paralamas do Sucesso com outras crianças.

O potencial do pequeno Matheus na música foi descoberto ainda cedo, como conta sua mãe, a dona de casa, Marcelina Romualdo Severino, uma das maiores incentivadoras do fi lho cantor. “Ainda pequeno, aos quatro anos de idade, ele pedia para subir e cantar no palco montado na praça do Rosário durante a Feira do Pastel que acontece até hoje às quintas-feiras. No início achávamos engraçadinho, mas agora ele leva a sério esta coisa de cantar. Tanto é que hoje ele tem até um professor de Canto que o auxilia a aperfeiçoar sua voz”, fala Marcelina, orgulhosa do fi lho prodígio. 

O segundo contato com o palco foi através do Festival da Canção que acontece entre as escolas municipais de Passos. Matheus pegou o 1º lugar no festival e ostenta na estante de casa o troféu bonito que conseguiu pela vitória, representando a Escola Municipal Emília Leal de Melo, onde estudava na época.

Entoando “Mineirinho” do ídolo Alexandre Pires.
Entoando “Mineirinho” do ídolo Alexandre Pires.

Vendo a aptidão nata de Matheus, o seu pai, Flávio Emídio Severino resolveu propagar o talento do filho na internet. Postou um vídeo do garoto no Youtube e o inscreveu no site do SBT, na qual Matheus foi convidado a fazer um teste para participar do programa “Cantando no SBT”, apresentado por Yudi e Priscilla. 

Cada criança, lembra a mãe de Matheus, tinha direito apenas a uma temporada no programa, mas com Matheus foi diferente. A produção se apaixonou pelo talento do garoto e ele participou de mais duas. Foram 650 crianças inscritas, selecionaram 30 e Matheus estava no meio dessas trinta. Numa das temporadas Matheus chegou a semifi nal e ganhou uma medalha de prata e mais R$ 1.500,00 em dinheiro.

A habilidade de Matheus para cantar foi chamando a atenção de outras pessoas e programas, como por exemplo, a do apresentador Raul Gil, também do SBT, através do programa “Jovens Talentos Kids”. A produção deste programa também entrou em contato com Matheus no ano passado e mais uma vez ele topou subir ao palco e fez bonito: cantou e encantou a todos com seu jeitinho moleque de ser.

Matheus com a mãe Marcelina ao saber que ficou entre os 10 finalistas.
Matheus com a mãe Marcelina ao saber que ficou entre os 10 finalistas.

No programa Jovens Talentos Kids, Matheus se destacou entre os demais, no entanto, no final, os jurados explicaram que ele precisaria aprimorar um pouco mais a questão do canto e a respiração mais adequada para a sua voz. Apesar de muito elogiado pelos jurados, isso trouxe um certo bloqueio para o cantor mirim. 

“Disseram que ele cantava muito bem, que tinha presença de palco e que era do tipo que ‘chega chegando’. Até se assustaram quando descobriram que Matheus não tinha professor de música na época. Foi uma crítica construtiva, mas ele ficou com receio em continuar cantando por não ter um professor de canto”, fala Marcelina.

Matheus também tinha sido convidado a participar no mesmo ano do programa “O Astro”, do SBT mas ele não quis entrar na competição. A mãe disse que até ficou aliviada quando ele decidiu não participar, porque no fundo ela também não queria.

Sendo entrevistado pelo Ídolos Kids.
Sendo entrevistado pelo Ídolos Kids.

Entre os “10” 

No 2º semestre deste ano, quando Matheus já tinha até esquecido que participou de programas de rede nacional, mais um convite pintou para ele: o “Ídolos Kids”, da TV Record. A produção ligou dizendo que Matheus não precisava se inscrever para fazer o teste caso ele interessasse em participar. A mãe e o próprio Matheus ficaram na dúvida, mas depois de muito pensar, Matheus aceitou a proposta com o intuito de participar, de conhecer gente e não em competir seriamente, como muitas outras crianças fazem.

“Acho que desta vez estou mais preparado, das outras vezes não sabia lidar muito bem com essa coisa de competição. Independente do resultado que vou ter, estou muito feliz em estar lá e de ter chegado aonde cheguei. Lógico que se eu ganhar vai ser ótimo, mas se não, continuarei estudando música do mesmo jeito!”, afirma Matheus acrescentando:

“A final acaba agora no mês de dezembro. Juro que não estou tenso por conta disso, não! O mais importante pra mim é ter tido contato com outros colegas que fiz e artistas renomados, como o meu maior ídolo, o Alexandre Pires. Quase morri quando me convidaram para tirar foto com o Alexandre. E eu juro que não forcei nada, não! Eles descobriram que eu gostava demais da sua música e prepararam um encontro que para mim, foi inesquecível. Fiquei muito contente com a surpresa!”, revela Matheus, que adora pagode e que só pôde conhecer o Alexandre Pires, graças a Crediacip que o ajudou com os gastos da viagem.

Com a mãe Marcelina e o irmãozinho Gabriel.
Com a mãe Marcelina e o irmãozinho Gabriel.

Assédio maior

O programa Ídolos Kids está em reta fi nal. Foram 10 mil inscrições de crianças de 7 a 12 anos de idade de várias partes do Brasil tentando agradar os jurados. Na primeira fase Matheus ficou entre os 50, depois entre os 25 e agora está entre os 10 fi nalistas. O resultado deve sair no fim deste mês.

Hoje a vida de Matheus é outra depois da fama que alcançou. Ele é chamado para cantar em vários eventos de música da sua escola Ananias Emerenciano Campos e também em eventos de outras escolas e entidades. O garoto é conhecido pelos quatro cantos da cidade e apesar da pouca idade e do currículo excelente que possui, Matheus sabe muito bem o quer.

“Eu gosto mesmo é de cantar. É lógico que na escola hoje sou mais conhecido, mais destacado, mas não ligo para isso, não! Quero mesmo é poder cantar e mostrar o meu talento para o maior número de pessoas possível. Vou tentar seguir a carreira de músico, mas não sem antes me formar, quero ser piloto de avião ou senão programador de vídeo games. Por enquanto vou cantando, é isso!”.

Graciela Nasr

 

Matheus com o cantor Buchecha e seu ídolo Alexandre Pires.
Matheus com o cantor Buchecha e seu ídolo Alexandre Pires.

 

 

TRÊS PERGUNTAS PARA MATHEUS

FOCO: Como você fazia para estudar as músicas antes, no tempo em que não tinha um professor específico de Canto?

MATHEUS: Imprimia as letras do computador e ficava treinando com o cd no rádio. Minha mãe me ajudou muito, ela me dizia quando cantava alto demais ou baixo demais. Ela é a minha maior incentivadora.

FOCO: Como você é no dia a dia e qual a matéria que mais gosta de estudar na escola?

MATHEUS: Sou bem calmo e minha mãe diz que sou emotivo. Mas deve ser verdade mesmo. Costumo chorar por pequenas coisas! Minha matéria favorita é Ciências.

FOCO: Gostaria de agradecer alguém neste momento?

MATHEUS: Aos meus pais, familiares e a equipe da minha escola que me dão a força necessária, a algumas lojas infantis de Passos que me presentearam com roupas e sapatos para eu me apresentar no atual programa e a Crediacip, por ter me proporcionado realizar um grande sonho: conhecer de perto o cantor de pagode Alexandre Pires. Eles ligaram dizendo que eu poderia me encontrar com ele, mas não arcariam com as despesas. A Crediacip sabendo disso, prontamente me ajudou na viagem. Então tenho que agradecer muito!

© Copyright 2013 Foco Magazine

by Mediaplus