ltima Edio
Janeiro/Março 2020
Janeiro/Março 2020

Comunidade

Uma Educação Diferente

  • A partir deste ano as escolas de Passos poderão contar com um apoio a mais para enfrentar a realidade vivida pelos alunos. O projeto Escola da Vida trabalha com o objetivo de levar ética e princípios para dentro e fora das salas de aula.

    Parte da equipe de líderes e voluntários que fizeram parte da primeira Escola da Vida em Passos.
    Parte da equipe de líderes e voluntários que fizeram parte da primeira Escola da Vida em Passos.

    Um novo projeto está sendo implantado nas escolas desde agosto deste ano em Passos. Trata-se da Escola da Vida, que foi criada por membros de um grupo cristão chamado Mocidade Para Cristo na cidade. 

    Mocidade para Cristo (MPC) é uma organização cristã, que em 2012 completou 60 anos de trabalho no Brasil. Seu foco é a evangelização de jovens e adolescentes, na faixa etária compreendida entre os 13 e 25 anos, e está presente em mais de 30 cidades brasileiras. Em Passos, são quatro os membros da MPC: Camila Machado, Fernanda Lyra, Frederico Chaves e Leandro Martins, e o projeto conta com o apoio de outros voluntários.

    A Escola da Vida é um dos meios de atuação da MPC, agindo diretamente nas escolas. Durante uma semana, os membros da MPC visitam uma escola em Passos, apresentando aos alunos uma programação bem diferente daquela que eles estão acostumados a ver em sala de aula. Em vez de aprender português, ciências e matemática, os alunos têm palestras sobre temas diversos, sob a ética e a moral cristã. Para a lição de casa, eles devem fazer uma redação com o título “Carta para Deus”. Mas ao invés de serem avaliados por professores, eles recebem uma resposta feita por algum dos voluntários do projeto, e premiação para os que forem mais sinceros em suas cartas. E os alunos não são os únicos que a Escola da Vida foca; na semana anterior é feito um café com os professores, com uma mensagem especial para eles.

    Escola da Vida em frente ÃÆ’  Escola Municipal Professora Emília Leal Melo, no último dia do projeto.
    Escola da Vida em frente à Escola Municipal Professora Emília Leal Melo, no último dia do projeto.

    Durante a semana, as palestras acontecem durante um período de aula (50 minutos), de segunda a quinta-feira. Na sexta-feira, acontece uma atividade cultural com teatro, música, vídeos, premiações e devolução das redações, além da palestra final, que dura aproximadamente uma hora e meia. Os temas das palestras são: família, sexualidade, violência e drogas, e no último dia os alunos ouvem diretamente sobre Jesus. As palestras são adaptadas a cada faixa etária que a escola apresenta, trabalhando sempre os mesmos princípios. 

    A primeira Escola da Vida em Passos aconteceu entre os dias 26 e 30 de agosto, na Escola Estadual Professora Emília Leal de Melo. De acordo com Fernanda, uma das coordenadoras do projeto, foi um desafio constante lidar com uma realidade que muitas vezes só se ouve falar, mas não se vê de perto. Não foi fácil para o grupo ouvir histórias de crianças sem as mães, adolescentes que buscam respostas e dizem ser muito difícil de entender. “Isso nos faz repensar como temos vivido a cada dia. Porém, a cada desafio fomos surpreendidos com o agir de Deus, vimos o carinho e cuidado de Deus para conosco, desfrutamos da alegria de ver corações quebrantados, professoras voltando a ter esperança, a diretora mudando a forma que fala com os alunos e inserindo atividades e brincadeiras que levamos para o dia a dia escolar. E desfrutar desses resultados não tem preço”, afirma.

    Concentração da equipe, se preparando para dar início a mais um dia de Escola da Vida.
    Concentração da equipe, se preparando para dar início a mais um dia de Escola da Vida.

    O bom resultado na primeira escola motivou o grupo a continuar. Para 2013, está agendado o trabalho com a Escola São José, em outubro. Lá a Escola da Vida vai trabalhar com o 9º ano e as séries do ensino médio. Em novembro, o projeto acontecerá na Escola Estadual Julia Kubstchek, mas ainda não foram definidas quais as turmas que serão atendidas. “Em 2014 idealizamos atender todas as escolas públicas de Passos, na idade escolar de ensino fundamental II e Ensino Médio, visando trabalhar com todos os alunos. Para isso precisamos de voluntários, palestrantes, igrejas que tenham o interesse de abraçar a escola e de recursos financeiros para custear o lanche dos professores e os materiais gastos durante a semana de atividades”, diz Fernanda. 

    A ideia de implantar a MPC em Passos surgiu após o treinamento que os líderes do projeto fizeram na MPC em Belo Horizonte. Tendo em vista a realidade da juventude de Passos, várias escolas começaram a pedir de forma indireta apoio na igreja. Assim surgiu a motivação de implantar o projeto na cidade. Fernanda contou que sua motivação pessoal na Escola da Vida “é estar cumprindo o “Ide” que Jesus nos ordenou. Passos vive hoje um cenário crítico com a violência, drogas e sexualidade, e isso tudo está acontecendo porque o amor tem esfriado. Acredito que viver os princípios de Cristo aprender a amá-lo e amar o próximo, dar a oportunidade para que cada criança, adolescente ou jovem possa conhecer a pessoa de Jesus Cristo e, assim, possam querer escolher a Ele enche meu coração de esperança, renova minha vida e minha aliança com Cristo”.

     Juliana Corrêa

    Se alguma escola tiver interesse em abrir suas portas para o Escola da Vida, ou se alguém quiser ajudar, basta entrar em contato pelo e-mail [email protected] ou pelos telefones (35) 8868-9858 ou (35) 9194-9898.

    © 2019 Foco Magazine. Todos os direitos resevados.