Última Edição
Janeiro/Março 2020
Janeiro/Março 2020

Comunidade

Qual é a realidade da Educação, hoje, em Passos?

  • Com otimismo e responsabilidade, ao reconhecer a Educação como uma eterna busca pela excelência, a Diretora da Superintendência Regional de Ensino de Passos, Lázara Idalina de Pádua, e a Secretária Municipal de Educação, Rosa Maria Cardoso Beraldo, apontam nesta reportagem, importantes avanços no setor. Por exemplo, a medida que define o salário do professor. Esta, entre outras conquistas foram relacionadas pelas educadoras, que defendem uma escola sintonizada com a construção do conhecimento sem barreiras. Capacitações e monitoramento nas ações realizadas anteriormente também foram citadas pelas profissionais como uma das prioridades dos Governos Municipal e Estadual para execução em 2011, assim como o apoio total aos projetos pedagógicos que acontecem em várias escolas municipais e estaduais e que estão beneficiando uma significativa parcela da comunidade.

    A Superintendente Regional de Ensino de Passos, Lázara Idalina de Pádua com o Governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia.
    A Superintendente Regional de Ensino de Passos, Lázara Idalina de Pádua com o Governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia.

    Sabendo da importância que a escola tem na vida do aluno, os governos Municipal e Estadual pretendem investir pesado neste ano de 2011. Segundo a Diretora da Superintendência Regional de Ensino, Lázara Idalina de Pádua, o lema para 2011 é dar prosseguimento às capacitações, já iniciadas em anos anteriores. “Vamos continuar monitorando efetivamente todas as ações realizadas nas escolas, em busca do alcance e da melhoria das metas estipuladas”, afirma.

    Ela esclarece que com as mudanças dos responsáveis por alguns cargos na Secretaria de Estado de Educação, a Superintendência aguarda as novas orientações para 2011. Tudo indica que seguirão as mesmas linhas de ação já implementadas, considerando que o Governador Antônio Anastasia integrava o Governo e assumiu o cargo no 2º semestre. “Como educadora, nossa missão é sempre deixar um legado melhor do que nos foi entregue. Isto é uma alegria e uma certeza de que estamos enviando ao futuro correspondências com espera de respostas. Além de gratificante, isto nos dá certeza de que contribuímos para fazer a diferença”, declara Lázara.

    As educadoras da Rede Municipal, Rosa Maria Cardoso Beraldo (Secretária Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer) e Zinete Guimarães Rattis (Diretora do Departamento de Educação).
    As educadoras da Rede Municipal, Rosa Maria Cardoso Beraldo (Secretária Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer) e Zinete Guimarães Rattis (Diretora do Departamento de Educação).

    A Diretora da Superintendência diz que muita coisa ainda precisa ser melhorada quando o assunto é Educação, mas que o caminho trilhado até aqui está correto. “A cada dia, estamos lutando pela melhoria da qualidade do ensino em nossas escolas. O resultado obtido na avaliação do Proalfa (Programa de Alfabetização) em 2010 veio concretizar esses esforços, quando conseguimos elevar o índice de proficiência dos alunos em relação a 2009.” Em 2011 é nosso objetivo consolidar e expandir os avanços das ações realizadas em 2010, tendo sempre como foco a qualidade do ensino e a oferta aos alunos de novas perspectivas de vida, diante das contradições e incertezas do mundo, especialmente, para aqueles que mergulham na desesperança e escolhem caminhos paralelos, muitas vezes  encurtando suas vidas. Para tanto, o alinhamento da equipe regional com as escolas será imprescindível”, admite a educadora.

    Quanto ao salário dos professores da rede estadual, Lázara esclarece que a grande novidade de 2010 foi a criação da remuneração por subsídio das carreiras do Grupo de Atividades de Educação Básica, que posicionou servidores efetivos, efetivados e aposentados nas mesmas tabelas da carreira. “Todos terão, no mínimo, 5% de aumento, comparado ao pagamento de dezembro de 2010. O objetivo do novo padrão remuneratório é diminuir a distorção de salários entre os profissionais e, assim, garantir  sua maior satisfação no trabalho”, afirma.

     

    Avanços na rede Municipal

    Na rede municipal de ensino, pode-se perceber que grandes avanços foram alcançados. De acordo com a Secretária da Educação, Rosa Maria Cardoso Beraldo e a diretora do Departamento de Educação, Zinete Guimarães Rattis, a educação municipal está crescendo muito, tanto em número de alunos como em projetos que beneficiam diretamente os estudantes.

    Alunos da Rede Municipal com as apostilas do Sistema Aprende Brasil, da Editora Positivo.
    Alunos da Rede Municipal com as apostilas do Sistema Aprende Brasil, da Editora Positivo.

    “Estamos ampliando nosso atendimento ao estudante e qualificando o trabalho oferecido. Prova disso são os resultados das escolas nas avaliações externas do Governo Estadual e Federal. Nossas escolas já cumpriram a meta que o município deveria atingir até 2015. Segundo o Plano Decenal de Educação, a cidade tinha que colocar em funcionamento até 2015, cinco centros de Educação Infantil. Só para se ter uma ideia, neste ano de 2011, com aprovação do projeto Proinfância do Governo Federal, o sexto centro será construído”, frisa a secretária municipal.

    Outra grande novidade para o início das aulas, em fevereiro, é a extensão das apostilas do Sistema Aprende Brasil, da Editora Positivo, até o nono ano. Segundo Rosa, a implementação dessa proposta trará uma unificação positiva para os estudantes.

    Os projetos desenvolvidos ao longo de 2010 como: Soletrando; Festival da Poesia e da Canção; Olimpíadas de Atletismo, Futsal e Xadrez estarão novamente em pauta. Parcerias também foram seladas, por exemplo, o “Instituto Oilda”, do Grupo Cabo Verde, na escola Silas Figueiredo, que será beneficiada com a implementação de novas ações. A AABB Comunidade, parceria com o Banco do Brasil, que atende 120 alunos da escola Hilarino Moraes no contra-turno, também terá continuidade neste ano.

    A Escola Jalile Barbosa é a primeira que oferecerá atividades em período integral para todos os alunos do primeiro ao quinto ano. Em algumas escolas funcionam atividades extra- turno como aulas de reforço; informática, capoeira, dança, pintura, etc.

    O aumento salarial dos professores acontece anualmente na mesma data base dos servidores do município. “O professor, não é exagero dizer, é o maior responsável pelo sucesso da escola e dos alunos”, falou Rosa.

    Tanto a Superintendente Regional de Ensino, Lázara Idalina de Pádua, como a Secretária Municipal da Educação, Rosa Maria Cardoso Beraldo, são taxativas ao afirmarem que a escola está mais aberta aos seus próprios acertos e erros. “Há mais debates públicos sobre a educação em todas as esferas. O ideal talvez seja isso, que a classe questione, lute e comece com garra e entusiasmo o ano letivo, traçando metas para melhorar e aperfeiçoar cada vez mais o ensino nas redes municipal e estadual”, concluíram.

    A FOCO Magazine entrevistou Maria Antônia Mourão Barbosa Fonseca, professora aposentada que atua no SIND-UTE – uma inumerável equipe que reivindica educação pública de real qualidade e defende seus trabalhadores. Maria Antônia atua como diretora regional da subsede de Passos, que agrega nove cidades. Confira abaixo:

    Diretora Regional do SIND-UTE, Maria Antônia Mourão Barbosa Fonseca: “Ao contrário do que muitos pensam, lecionar não é sacerdócio, é uma profissão que leva à formação de outras e, portanto, seu profissional deveria ser remunerado com justiça; não é o que acontece. Hoje há falta de professores.”
    Diretora Regional do SIND-UTE, Maria Antônia Mourão Barbosa Fonseca: “Ao contrário do que muitos pensam, lecionar não é sacerdócio, é uma profissão que leva à formação de outras e, portanto, seu profissional deveria ser remunerado com justiça; não é o que acontece. Hoje há falta de professores.”

    FOCO: Como anda a Educação em Passos? O que precisa ser melhorado?

    M.A.: Acredito que a Educação da rede municipal esteja caminhando de forma mais efetiva que a estadual, até pelo fato de ser uma rede menor, que lida com crianças nas séries iniciais. O que precisa ser melhorado, não apenas em Passos mas em todo o País, é a alfabetização concreta nas diversas formas de leituras e a formação de leitores que realmente assimilem o que foi lido; do contrário, continuaremos formando os chamados analfabetos funcionais.

    FOCO: Quais os progressos e retrocessos na Educação em Passos?

    M.A.: Vejo mais progressos na rede municipal, como a construção de escolas em bairros periféricos, a inserção de crianças menores de seis anos na Educação, a busca e adoção de material de ensino de boa qualidade, os concursos e cursos para os profissionais; os projetos voltados para a arte, que envolvem todas as escolas municipais em disputas saudáveis. Como retrocesso, vejo injusto o Plano de Cargos e Salários dos Trabalhadores em Educação, tanto Municipal quanto Estadual, o fechamento do GOT; a insistência antidemocrática dos políticos em não haver concurso público para gestores. Politicagem e Educação não deveriam se misturar.

    FOCO: Qual o maior desafio em ser professor hoje em dia? Do que ele mais sofre?

    M.A.: O maior desafio é, literalmente, ser professor. Ao contrário do que muitos pensam, lecionar não é sacerdócio, é uma profissão que leva à formação de outras e, portanto, seu profissional deveria ser remunerado com justiça; não é o que acontece. Hoje há falta de professores. Salários vergonhosos, desinteresse, indisciplina e violências diversas nas salas de aula contra o professor, falta de apoio do poder público e doenças oriundas da profissão são os sofrimentos mais constantes e desestimuladores.

    FOCO: Qual o valor da Educação na vida do aluno/ser humano?

    M.A.: Após a saúde, a Educação é o maior bem do indivíduo. Ela humaniza, norteia a vida, traz autoestima e maior compreensão de nosso papel na sociedade. Quanto maior o grau de educação, menor será a possibilidade da criminalidade e da miséria, como exemplos. Sabemos de várias nações que reergueram e se tornaram ricas, apenas construindo um sistema de educação sólido.

    FOCO: Um conselho para quem quer ingressar nas escolas e para todos de um modo geral que têm filhos e que se preparam para mais um ano letivo.

    M.A.: Se o ingresso for como professor, sugiro que se prepare pedagogicamente da melhor forma possível e que seja consciente de seu valor, direitos e deveres. Aos pais, recomendo que acompanhem com seriedade a vida escolar de seus filhos; cobrando progressos, responsabilidades e exigindo que respeitem sua escola e seus professores.

    A Superintendente Regional de Ensino de Passos, Lázara Idalina de Pádua com o Governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia.
    As educadoras da Rede Municipal, Rosa Maria Cardoso Beraldo e e Zinete Guimarães Rattis.
    Alunos da Rede Municipal com as apostilas do Sistema Aprende Brasil, da Editora Positivo.
    Diretora Regional do SIND-UTE, Maria Antônia Mourão Barbosa Fonseca.

    © 2019 Foco Magazine. Todos os direitos resevados.