Última Edição
Especial 2021
Especial 2021

Espaço Gourmet

Fazendo em casa...

  • Para quem gosta de reunir os amigos em casa, é sempre interessante oferecer opções variadas de pratos e bebidas, que agradem os diversos gostos. O casal Eberth Antônio Piantino e Tina Horta Piantino tem investido na preparação de cerveja artesanal em casa depois de realizarem dois cursos e diversos estudos sobre o tema.

    O casal Eberth Antônio Piantino e Tina Horta: “É um bom motivo para reunir os amigos.”
    O casal Eberth Antônio Piantino e Tina Horta: “É um bom motivo para reunir os amigos.”

    Eberth, que é engenheiro eletricista aposentado, disse que sempre se interessou pelo processo de preparação da cerveja, só que começou a levar o assunto mais a sério depois que participou de uma degustação na Dissul, coordenada por dois irmãos que vieram de Poços de Caldas, e que também são produtores artesanais da bebida. “Eu já tinha interesse, depois que conversei com eles, percebi que era viável e resolvi estudar mais o assunto”, afirma o aposentado, que diz que devido ao tempo disponível, fica mais fácil para se dedicar à preparação.

    Juntamente com a esposa Tina, Eberth fez dois cursos de produção de cerveja: um em Nova Lima, na Taberna do Vale Cervejaria Escola, em janeiro de 2013, e outro em Campinas, na empresa ArteBrew em dezembro do mesmo ano. A partir daí, o casal adquiriu um Kit com os equipamentos básicos necessários para a produção de cerveja artesanal. “Os equipamentos foram montados em local adequado, para que não houvesse interferência na cozinha da casa.

    Eberth e Tina continuam pesquisando material técnico em sites especializados sobre o assunto na internet. Tina diz que ajuda o marido em tudo que é preciso, e que participou dos cursos com ele. “A primeira vez que nós servimos foi no aniversário do Eberth, em janeiro deste ano, e todos gostaram. Pretendemos fazer isto de novo e em outros momentos também. É um bom motivo para reunir os amigos”, ressalta.

    O casal afirma que não dá para comparar cerveja artesanal com a industrial. Com a artesanal, é possível explorar os vários tipos de cervejas existentes. “É somente um hobby mesmo, preparado para a produção de lotes de 20 litros por dia. Uma cerveja artesanal demora de 20 a 30 dias para ficar pronta, enquanto uma cerveja industrial gasta 5 dias”, compara Eberth, ao citar as diferenças na preparação de uma cerveja artesanal para uma industrial. Eberth salienta que um dos detalhes importantes durante o processo de preparação “é controlar a temperatura do processo, usar água mineral ou duplamente filtrada, além de ter muita atenção e paciência.

    Sobre a possibilidade de revender o produto, Eberth diz que “é complexo, com investimento mínimo elevado, já que é preciso ter autorização do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, é necessário comprar mais equipamentos, ter instalações adequadas, um químico formado e etc”, explica o aposentado, que se mostra bem informado sobre todos os detalhes relacionados ao assunto.

    “Para quem quiser produzir artesanalmente, existe muita literatura técnica disponível na internet. Existem também diversos cursos para iniciantes. Produzir cerveja não é difícil, o que é difícil é fazer uma boa cerveja”, finaliza.

    Receita com os ingredientes e equipamentos necessários para se produzir 10 litros de cerveja do tipo “Pale Ale” em aproximadamente 20 dias.
     

    Fabricação da Cerveja.

    Preparação

    Ingredientes

    - 20 litros de água
    - 2kg de malte Pale Ale e 0,5 Kg de malte Munich
    - 30g de lúpulo Centennial
    - Levedura Fermentis 5:04

    Equipamentos:

    Moedor de cereais
    Bazooka (filtro de mosto)
    2 panelas de 10 litros com torneira
    2 baldes fermentadores com tampa e graduação (+ 1 válvula airlock)
    Colher e escumadeira
    Jarra com graduação (1litro)
    Termômetro alimentício de até 120ºC e densímetro de massa
    Iodo
    Ácido peracético e borrifador
    Tampinhas e garrafas
    Cravador
    Balança

    1 - Moagem: moer os dois tipos de malte de maneira que o interior do grão seja exposto, sem que a casca seja totalmente destruída.

    2 - Brassagem: Aqueça 7,5 litros de água a 70ºC. Despeje os maltes moídos e misture bem. A temperatura deverá baixar naturalmente para 66º. Desligue o fogo e deixe o mosto em repouso por uma hora.

    3 - Recirculação: após o término do repouso, colete uma amostra e, sobre uma superfície branca, pingue uma gota de iodo. Se ficar preto, ainda há amido. Espere 15 minutos e verifique de novo. Se ficar marrom, esta etapa está completa. Volte a aquecer até o líquido chegar a 75ºC. Depois, apague o fogo.

    4 - Lavagem: comece a transferir o mosto para a panela. Sempre que ele estiver 2cm acima da camada de grãos, acrescente a água previamente aquecida. Escorra o líquido até encher a panela.

    5 - Fervura: Leve o mosto ao fogo. Assim que ferver, adicione 15g de lúpulo. Após 55 minutos de fervura adicione o restante de lúpulo e espere mais 5 minutos. Depois desligue o fogo.

    6 - WHIRPOOL: deixe o líquido repousar por 2 minutos. Mexa fazendo o whirpool (redemoinho) para que os sedimentos se concentrem no fundo da panela. Pare de mexer e espere a decantação.

    7 - RESFRIAMENTO: Tampe o balde e coloque-o em um isopor com gelo até o mosto atingir 30ºC. Não esqueça de sanitizar previamente o isopor.

    8 - INOCULAÇÃO DO FERMENTO: colha uma amostra para medir a densidade original (DO). Hidrate a levedura em 150ml de água e acrescente essa mistura ao mosto. Sanitize a tampa e lacre o fermentador.

    9 - FERMENTAÇÃO: deixe uma semana em temperatura ambiente para fermentar. Para saber se está funcionando verifique se há bolhas no airlock. É sinal que a levedura está transformando o açúcar em álcool e CO².

    10 - MATURAÇÃO: Depois de 7 dias coloque o fermentador na geladeira sem o airlock  e vede o furo da tampa. Deixe maturar por uma semana. A levedura e outros resíduos decantarão.

    11 - PRIMING: transfira a cerveja para o segundo balde descartando os resíduos decantados. Calcule o volume da cerveja. Para cada litro, dilua 4g de açúcar refinado em 150ml de água. Ferva a mistura até formar uma calda (priming). Adicione-a à cerveja.

    12 - ENVASE: Encha as garrafas (lavadas e sanitizadas) deixando 2 dedos de espaço (4 a 5cm). Utilize tampinhas sanitizadas para fechá-las.

    13 - REFERMENTAÇÃO: depois de envasada, a cerveja deve ficar 10 dias em temperatura ambiente para a refermentação na garrafa. É o tempo para carbonatar (criar gás).

    14 - Após 10 dias a cerveja já pode ser gelada e servida. Meça a densidade final (DF) para calcular a porcentagem de álcool utilizando a fórmula adequada.

    Fabricação da Cerveja.

    © 2019 Foco Magazine. Todos os direitos resevados.