Última Edição
Janeiro/Março 2020
Janeiro/Março 2020

Eleições 2014

Respostas do candidato a Deputado Federal Jefinho

  • Jefinho

    Foco – Na opinião de muitos especialistas ligados ao meio político, o Congresso Nacional vem deixando de lado a função de legislar, e esse espaço tem sido ocupado nos últimos anos pelo Supremo Tribunal Federal (STF). O senhor concorda com essa tese? E na sua opinião, por que os deputados vêm abrindo mão dessa função?

    Jefinho – Na minha opinião pela omissão à própria função legislativa, ou até mesmo pela falta de preparo de alguns candidatos quanto ao conhecimento das cominações legais que regem o País.  Ex: Se não sou jurista e nem tento me preparar para discutir a função legal e as causas públicas, não estarei desempenhando o mister do poder legislativo. Lado outro, não se pode olvidar da importância do Supremo Tribunal Federal para estabelecer o equilíbrio de atos e leis inconstitucionais.

    Foco – Dentre as várias atribuições de um Deputado Federal está a criação de emendas para o Orçamento da União. Como Passos é um Polo Regional, pela sua visão, quais as principais áreas que poderiam ser beneficiadas com essas emendas?

    Jefinho – Com certeza as emendas com função  de se asfaltar áreas de ligação com nossa cidade e que ainda se encontram sem a atenção do Estado. Situação que aumentaria a visita em nossa cidade por consumidores em geral. Segurança Pública, que também é obrigação da união. Sendo Policial Militar reformado, tenho convicção que o aumento desenfreado da criminalidade acaba por afastar os consumidores de outros municípios. Emendas que favoreçam a geração de empregos e instalação de novas indústrias.

    Foco – Passos está se transformando em um Polo Regional de Educação, principalmente com a estadualização da FESP e pela existência do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas. O senhor acredita na possibilidade do campus local do IFSULDEMINAS vir a oferecer cursos de graduação, e até a se transformar em Universidade Federal?

    Jefinho – Tenho plena convicção disso até por ter sido um dos relatores do projeto de instalação quando era vereador. Temos uma ótima faculdade de engenharia em Formiga que iniciou-se  em uma instituição nas mesmas proporções do IFSULDEMINAS. Tanto os cursos de graduação, quanto os superiores darão grande possibilidade de trabalho especializado em nossa cidade e região.

    Foco – A Santa Casa de Misericórdia e o Hospital Regional do Câncer vêm atendendo um número cada vez maior de pacientes ao longo dos anos, o que leva à necessidade da ampliação na estrutura física e a busca por recursos para manter essa demanda. O que pode ser feito na esfera federal para dar mais suporte ao trabalho dos hospitais e instituições de saúde da região?

    Jefinho – Nossa constituição da República é clara quanto aos direitos individuais, e um deles é a atenção à saúde. Sendo requerido e fiscalizado o cumprimento de emendas e dotações destinadas ao Hospital do Câncer pelos Parlamentares da região, somente virá a amparar e fortalecer ainda mais esta instituição de saúde das mais respeitadas de nosso Estado.

    Foco – O Lago de Furnas, principal referência do turismo regional, tem passado por dificuldades em períodos de estiagem para manter a capacidade mínima de seu reservatório, o que tem preocupado tanto prefeitos como a população das cidades ao entorno do lago. O senhor pretende olhar para essa questão em seu mandato?

    Jefinho Furnas sem seu lago, é o mesmo que os pulmões sem o oxigênio, todo político que tem preocupação com sua região, tem que preocupar-se e agir pelo amparo da mesma. Com certeza a região de Furnas terá ações concretas deste entrevistado se vier a ser eleito. 

    Foco – Uma obra que ficou inacabada por muitos anos é a BR-146, no trecho entre Passos e Bom Jesus da Penha. O que o senhor acredita que falta para a conclusão dessa estrada e qual a importância dela no contexto regional?

    Jefinho Acredito até mesmo em má fé de parlamentares de outra região, que buscam enfraquecer o avanço das cidades que cercam Passos. Ora, tantas obras concluídas aos nossos olhos, e uma da importância da BR-146 mais uma vez vira lenda, isso é um desrespeito com os moradores da área, que sofrem com os efeitos da poeira e barro em tempos de chuva, como também com os cidadãos que necessitam se deslocar pela mesma.  A omissão perante a BR-146, é dos maiores pecados de nossos representantes federais, seja em caráter  legislativo ou  executivo.

    © 2019 Foco Magazine. Todos os direitos resevados.