Última Edição
Nov/Dez 2019
 Nov/Dez 2019

Comunidade

Educandário passará por revitalização em 2013

  • Pe. Luiz Caetano, (padre Luizinho), responsável pelas obras sociais.
    Pe. Luiz Caetano, (padre Luizinho), responsável pelas obras sociais.

    O padre Luiz Caetano, (padre Luizinho), responsável pelas obras sociais e financeiras do Educandário, explica que a instituição religiosa, nestes quase 63 anos de existência, nunca passou por uma revitalização, apenas por pequenas reformas.

    “Essa será a primeira grande revitalização da nossa instituição. Na verdade, além de ser uma exigência do Ministério Público é uma exigência também do Corpo de Bombeiros, uma vez que não estamos adequados às leis de segurança vigentes. Mas sobretudo, nós que moramos aqui e mesmo os nossos usuários sentem que a necessidade da reforma é urgente. Grande parte deste prédio histórico é feita de madeira. Tanto o forro como os três pisos precisam de uma reestruturação urgente”, diz padre Luizinho.

    A revitalização começará pelo telhado do prédio, onde grande parte da madeira está comprometida, e em seguida, o projeto é adequar conforme as exigências do corpo de bombeiros, considerando a parte elétrica e hidráulica, e por fi m, uma pintura geral (tanto interna quanto externa).

    .

    O Educandário atende um público muito grande, prioritariamente as crianças, mas também os fiéis que participam das celebrações diárias e do atendimento espiritual, os seminaristas, os religiosos, funcionários, e mesmo aqueles que frequentam o salão de festas, quando esta ou mesmo outra instituição promove eventos. “Então o prédio realmente precisa desta melhoria para termos qualidade e segurança em nossas prestações de serviços”, explica padre Luizinho.

    Como as obras terão alto custo, o Educandário está promovendo uma espécie de ‘Ação entre os Amigos’ com o sorteio de vários prêmios a ser realizado no dia 15 de dezembro deste ano, sendo: um carro 0 km (Fiat Uno), uma moto, uma geladeira, uma televisão e um notebook. “É claro que vamos precisar fazer outros eventos no próximo ano. Este evento no dia 15, é para o pontapé inicial da reforma”, conta Pe. Luizinho.

    .

    “Toda esta mobilização conta com o apoio da Rede Rogacionista, dos fiéis, das empresas parceiras e toda a comunidade em geral. No final, vamos prestar contas de tudo o que gastamos” diz o padre. 

    O Educandário se mantém com todos os seus organismos graças à boa vontade da comunidade em ajudar não somente com quantias em dinheiro, mas de diversas formas como: trabalho voluntário, doações de alimentos, vestuário e materiais diversos. Além do serviço dos religiosos, o Educandário também se mantêm de alguns bens próprios, como o ginásio e o sítio.

    .

    Comunidade tem respondido positivamente

    Padre Luizinho frisa que diferentemente dessas ações que a comunidade tem prestado ao Educandário, a entidade realiza ao longo do ano diversas festas e eventos que são somente para a manutenção diária da instituição. Os eventos são para os recursos humanos do Educandário.

    A comunidade tem respondido positivamente não somente às necessidades do Educandário, mas de todas as instituições de Passos, segundo o padre. As pessoas sabem que o trabalho desenvolvido no Educandário é muito grande, tanto religioso quanto social, por isso ajudam, são sensíveis às dificuldades que a instituição passa.

    Mara, coordenadora dos projetos do Educandário.
    Mara, coordenadora dos projetos do Educandário.

    “Temos muito que agradecer aos nossos colaboradores, aos nossos parceiros benfeitores, aos voluntários, ao comércio e a todos os fiéis da cidade. O Educandário tem muitos amigos e nós temos só que agradecer!” diz padre Luizinho finalizando: “A revitalização do Educandário no ano que vem será uma referência, um cartão postal. Sabemos que é um local de espiritualidade forte e tornaremos o espaço ainda mais aprazível para todos! Aproveito a oportunidade para desejar um Feliz Natal e um ótimo Ano Novo e que Nosso Senhor Jesus Cristo continue abençoando a todos.”

    Projeto Sócio-educativo

    Uma das missões do Educandário, segundo a coordenadora dos projetos sociais do Educandário, Mara Baldini Andrade, é acolher e orientar os mais pobres e excluídos da sociedade, desenvolvendo ações socioeducativas, culturais e religiosas para as crianças, jovens e adultos.

    .

    “Promovemos uma educação complementar e referencial ao realizado pela família e escola, mas sem perder de vista as ações socioeducativas no âmbito de assistência social, das políticas públicas e também da família”, explica Mara. 

    Assim, o atendimento socioeducativo oferecido pelo Educandário, procura atender prioritariamente, a demanda de famílias que buscam instituições em que possam deixar as crianças no período contrário ao da escola. Trata-se de famílias de baixa renda que trabalham no mercado formal e informal.

    As crianças atendidas pelo Educandário têm faixa etária de 7 a 11 anos de idade. Na entidade elas participam de diversos projetos benéficos para a sua formação, entre eles: Natação, com aulas semanais, o programa Minas Olímpica; cujo objetivo é garantir aos educandos atividades de diferentes práticas corporais (esportes, jogos, brincadeiras, dança, ginástica).

    .

    Também recebem aulas de Teatro, onde trabalham a parte da oratória, do desenvolvimento pessoal e social, com apresentações periódicas de peças bíblicas, sobre temas sociais e o Projeto Valores e Virtudes, onde o foco é desenvolver a cidadania, o espírito solidário e a transformação social através da educação. 

    “Atendemos muitas pessoas, desde crianças e jovens, à adultos e idosos. Só de crianças atendidas no Educandário temos 63. No programa Minas Olímpica é bem maior: 150. Atendemos também adultos do Centro Social Padre Léo. São aproximadamente 80 pessoas que recebem uma refeição diária. E temos ainda os jovens do cursinho Pré-Vestibular Dércio Andrade. Atendemos em média 70 jovens. O Educandário é uma casa onde se acolhe o mais necessitado e dá a ele a oportunidades de crescer e se desenvolver”, fala Mara Baldini, coordenadora dos projetos sociais da instituição.

    Graciela Nasr

    .

    © 2019 Foco Magazine. Todos os direitos resevados.