Última Edição
Janeiro/Março 2020
Janeiro/Março 2020

Em Foco

Oficinas de Oração e Vida

  • Uma nova evangelização

    Oficinas de Oração e Vida, cuja sigla é TOV (Talleres de Oración y Vida), é um serviço eclesial católico, criado pelo espanhol Frei Ignácio Larrañaga, em 1984.  Reconhecidas e aprovadas pela Santa Sé em 1997 e confirmadas pelo Decreto de Aprovação dado pelo Conselho Pontifício para Leigos, em 04 de outubro de 2002, é resultado dos Encontros de Experiência com Deus iniciados no Brasil, em 1974.

    .

     

    As Oficinas de Oração e Vida são uma nova forma de evangelização baseada na Bíblia e que tem Jesus Cristo como centro e meta. As oficinas procuram ser um celeiro de vocações apostólicas, para revitalização da Igreja.  O serviço é organizado e governado por leigos que se identificam com a espiritualidade TOV (Guias). Possui caráter prático e experimental: orar é uma atividade vital; é orando que se aprende a orar e as coisas da vida só se aprendem vivendo. A oração leva à libertação de tristezas e angústias, à cura de feridas, à superação de complexos e medos. Os oficinistas recuperam o sentido da vida e a alegria de viver, à medida que perguntam: O que faria Jesus no meu lugar? E procura pensar, sentir, falar, agir e amar como Jesus.

    A passense Terezinha Barbosa Porto Machado iniciou sua caminhada nas Oficinas de Oração e Vida em 1990. Foi uma das incentivadoras para que Passos tivesse esse serviço, que ensina as pessoas a orar para aprender a viver. Hoje é a Coordenadora da Área Nacional Brasil 07, que inclui além de Passos outras 33 cidades localizadas entre o Sul e Sudoeste de Minas Gerais. Juntamente com ela, participam da coordenação: Zélia Pains Mazuchi; Maria Auxiliadora de Brito Faria; Wilza Lemos Coelho; Lúcia Helena Lemos de Paula e Marisa Maria de Medeiros Macedo Soares, que exercem as funções respectivas de secretária, tesoureira, formadora, enlace jovem e encarregada de material.

    A função das Coordenadoras (Internacional, Nacional e Local) é dar suporte às atividades das Oficinas de Oração e Vida, ou seja, autorizar, organizar e controlar a marcha das Oficinas; velar pela fidelidade e pela expansão das mesmas; fomentar a relação com a hierarquia da Igreja; ser vínculo de unidade e proporcionar meios para que todos os Guias cresçam em seu serviço apostólico.

    No Brasil, as Oficinas de Oração e Vida estão divididas em 15 Áreas Nacionais e contam com o trabalho silencioso e humilde de 4.980 Guias. A Nacional 7 tem 398 Guias distribuídos nas 34 Coordenações Locais, que em 2010 aplicaram Oficinas para 3.318 adultos, 744 jovens, 105 crianças e promoveram curso para 100 casais, levando as pessoas do encanto de Deus ao encanto da vida, como relatam os diversos testemunhos.

    Passos

    Terezinha Barbosa Porto Machado - Coordenadora da Área Nacional Brasil 07 (área que inclui 34 cidades) e Mara Vaz Ribeiro Pereira - Coordenadora local.
    Terezinha Barbosa Porto Machado - Coordenadora da Área Nacional Brasil 07 (área que inclui 34 cidades) e Mara Vaz Ribeiro Pereira - Coordenadora local.

    Em Passos, a Coordenadora das Oficinas de Oração e Vida é Mara Vaz Ribeiro Pereira. Integram a sua diretoria as também Guias, entre os 22 guias que fazem parte da coordenação local: Ionice Maria da Silva, Maria Cristina Pádua Andrade Formágio, Maria da Penha Freire Silveira e Maria do Rosário Ferreira.

    Mara participa das Oficinas desde 1998 e realiza seu trabalho com os jovens. Para ela, o grande ganho dessa experiência de oração é o “saber ser amada por Deus e sentir-se amada por ele. Se experimentamos amor, espalhamos amor”, disse.

    Segundo Mara, os depoimentos que recebem são importantes para o fortalecimento do trabalho. Entre tantos, ela destaca o de um jovem que afirmou já ter feito muitas “viagens” na vida através da droga, mas que a melhor delas foi feita através da Oficina de Oração.  “A oração tem força explosiva, nos faz chegar ao irmão. E se nos colocarmos nas mãos de Deus, ele faz a transformação”, ressalta Mara.

    Além do trabalho com adultos, também são realizados encontros para jovens, crianças, casais. Para ser Guia, é necessário participar de duas Oficinas e, sentindo-se chamado para esse serviço, fazer a Escola de Formação, durante um ano e meio.

    Embora as Oficinas de Oração e Vida sejam um serviço da Igreja Católica é aberta a todos os que buscam Deus. “A única exigência é que a pessoa queira fazer a Oficina”, explica Mara.

    Oficinas

    As Oficinas de Oração e Vida são realizadas duas vezes ao ano, com início nos meses de março e de agosto, em todo o mundo.  O programa desenvolvido por Frei Ignácio é realizado através de encontros semanais, durante três meses, e de práticas diárias de oração (Sagrada Meia Hora) que, através da reflexão da Palavra de Deus, levam à transformação pessoal e a ações fraternas.
    Os Oficinistas também passam pela experiência do Deserto, tempo em que ficam completamente em silêncio para sentir, falar e orar com Jesus. Para mais informações ligue: (35) 3522-9248.

    © 2019 Foco Magazine. Todos os direitos resevados.