Última Edição
Janeiro/Março 2020
Janeiro/Março 2020

Em Foco

A nova paróquia de Passos

  • A mais nova paróquia de Passos, São Judas Tadeu, é também a mais nova paróquia da Diocese de Guaxupé. Foi desmembrada da Paróquia Nossa Senhora das Graças e atende aos moradores do bairro Aclimação.

    Fachada da Capela São Judas Tadeu.
    Fachada da Capela São Judas Tadeu.

    A nova Paróquia é fruto das missões Redentoristas que estiveram em Passos no ano de 1996. Naquele período foi constatada a necessidade de se construir mais uma capela na cidade e a falta de uma igreja no bairro Aclimação. A partir dessa necessidade e com o apoio do padre José Lemos e do Conselho da Paróquia Nossa Senhora das Graças, os trabalhos foram iniciados. O santo das causas impossíveis foi o escolhido para ser patrono da Capela.

    Participantes das comunidades Bom Jesus dos Passos e Nossa Senhora das Graças arregaçaram as mangas para realizar a missão de construir a capela. Lideraram os trabalhos naquele momento Hércio Vitor Soares, Antônio Araújo, José Daniel de Melo, Maria Aparecida da Silva Melo, Nilda Araújo, Joaquim Rodrigues Cunha, Maria Sebastiana Carvalho, Gilson Henrique Martins, Rui Rodrigues Maia, Fátima, Agreni, Jacob Rabelo Vieira.

    O caixa foi aberto com o resultado da primeira feijoada beneficente: R$ 830,00, declara o tesoureiro José Daniel. E de promoção em promoção, a capela foi sendo erguida. A primeira missa em local ainda inacabado aconteceu no dia 28 de outubro de 1997.

    Bispo Diocesano Dom José Lanza e Padre Juvenal, em dezembro de 2010, durante a 1º Missa na então Paróquia São Judas Tadeu.
    Bispo Diocesano Dom José Lanza e Padre Juvenal, em dezembro de 2010, durante a 1º Missa na então Paróquia São Judas Tadeu.

    José Daniel e Maria Aparecida relatam que a obra só foi possível devido à ajuda de toda a população passense. “O terreno foi doado pela prefeitura, mas toda a construção foi erguida com apoio da comunidade através de festas, doações, contribuições. O empenho dos moradores do bairro também fez toda diferença”, declararam.

    Ao longo do trabalho de construção da capela e, atualmente, do centro pastoral e secretaria, todas as pastorais foram sendo formadas. Com a estrutura física pronta os moradores queriam uma paróquia, o que foi oficializado pelo bispo Dom José Lanza em dezembro de 2010.

    A Diocese de Guaxupé, através do Bispo Diocesano, Dom José Lanza Neto, designou o Pe. Juvenal Cândido Martins pároco da São Judas Tadeu. Ele ainda acumula as funções de Vigário Paroquial na Paróquia do Rosário em Fortaleza de Minas, Diretor Espiritual do Colégio Santa Paula Frassineti em São Sebastião do Paraíso, além de prestar um trabalho de Humanização na Prefeitura Municipal de Cássia. Pe. Juvenal é natural de Nova Rezende e foi ordenado sacerdote no dia 30 de Março de 1990 na Catedral de Guaxupé. Também já prestou trabalhos Pastorais nas Paróquias de: São Judas Tadeu e Abadia em São Sebastião do Paraíso, Nossa Senhora da Conceição em Monte Belo e Mãe Rainha em Guaranésia. 

    As celebrações no São Judas Tadeu, em Passos, ocorrem aos Domingos às 8h, sábados às 18h, todos os dias 18 e 28 do mês e, também, todas as primeiras sextas às 18h. Confira abaixo entrevista com Pe. Juvenal.

    Encontro da Comunidade com o Padre Juvenal. Da esquerda para a direita: Cida Melo, José Daniel de Melo, Padre Juvenal, Joaquim, Marta Dias e Maria Sebastiana Machado. Membros do Conselho Administrativo, Pastorais e a 1º moradora do bairro Aclimação.
    Encontro da Comunidade com o Padre Juvenal. Da esquerda para a direita: Cida Melo, José Daniel de Melo, Padre Juvenal, Joaquim, Marta Dias e Maria Sebastiana Machado. Membros do Conselho Administrativo, Pastorais e a 1º moradora do bairro Aclimação.

    FOCO – Quais são os projetos do senhor para a mais nova paróquia de Passos?
    PJ – Nossos projetos têm como primazia levar as pessoas ao conhecimento de Cristo por uma pastoral e ação transformadora, tendo como prioridade o amor a Deus e ao próximo.
    Algumas ações sociais estão sendo organizadas como exposição de Artes Plásticas com o artista plástico Davi, em comemoração ao aniversário da cidade, e o sonho de poder realizar um cursinho pré vestibular para os estudantes carentes do bairro, onde a Paróquia foi implantada.

    FOCO – A área de extensão da Paróquia é grande, como tem sido o seu trabalho uma vez que tem que se dividir entre Passos e Fortaleza de Minas?
    PJ – A extensão geográfica e demográfica é grande. É preciso trabalhar com dedicação e fé.  Eu gosto de estar no meio do povo.

    FOCO – Há a possibilidade de o senhor atuar somente em Passos ou se dividirá entre Passos e Fortaleza de Minas?
    PJ – Existe esta possibilidade desde que a Paróquia tenha uma casa paroquial e um carro. É preciso ter paciência, para chegarmos lá.

    FOCO – Qual a maior missão da Igreja hoje?
    PJ – Evangelizar de forma encarnada, ou seja, com consciência, vida plena, feliz, com responsabilidade.  As pessoas vão à missa e querem ouvir algo que as deixem esperançosas. É preciso colocar a palavra de Deus em prática com obediência e respeito para crescermos juntos. A partir da palavra de Deus, promover a fraternidade.

    FOCO – Como estão os preparativos para a celebração da primeira Semana Santa na Paróquia?
    PJ – Faremos todas as celebrações penitenciais, mas celebrações com entusiasmo, pois estamos caminhando para a Páscoa do Senhor. Deus coloca-se no centro da história humana e nos ensina a amar o próximo e promover a paz no mundo.

    FOCO – Qual a sua mensagem final?
    PJ – Desejo a todos uma Feliz Páscoa lembrando o tema da Campanha da Fraternidade que nos chama a cuidar do planeta. A esperança para renovar a face da terra com a nossa ação e com o Espírito de Deus.

    © 2019 Foco Magazine. Todos os direitos resevados.