Última Edição
Nov/Dez 2019
 Nov/Dez 2019

Saúde

Saiba mais sobre a NUTROLOGIA

  • O nutrólogo é um profissional formado em medicina com especialização na área médica de nutrologia, sendo responsável pelo diagnóstico de doenças e com a propriedade de prescrever remédios para o tratamento das mesmas. A médica Dra. Carolina Barbosa Silveira, fala sobre as principais funções dessa especialidade e esclarece algumas das diferenças entre um nutrólogo e um nutricionista.

    .

     

    Dra. Carolina Barbosa Silveira - CRM - MG 63626 Médica Rua: Deputado Lourenço de Andrade, 222, sala -203 -Centro-Passos/MG Av. Pimenta de Pádua, 1539 - Centro - São Sebastião do Paraíso/MG Agendamentos pelo telefone:       99927-0033          @dracarolinasilveira
    Dra. Carolina Barbosa Silveira 
    CRM - MG 63626
    Médica
    Rua: Deputado Lourenço de Andrade, 222, sala -203 -Centro-Passos/MG Av. Pimenta de Pádua, 1539 - Centro - São Sebastião do Paraíso/MG Agendamentos pelo telefone: 99927-0033 Insta: @dracarolinasilveira

     

    “As duas especialidades se complementam, nós abordamos assuntos parecidos. O nutrólogo vai priorizar a saúde do paciente como um todo, priorizar o diagnóstico de doenças, medicamentos em uso e, quando necessário, a suplementação adequada, para que ele tenha homeostase do corpo perfeito, enquanto o nutricionista vai fazer o cardápio do paciente, quantificar os alimentos que ele deve comer, já que isso cabe à especialidade do nutricionista, e não do médico. O nutrólogo vai fazer o controle de doenças, tratamento de sobrepeso, desnutrição e outras alterações nutricionais. Nós vamos tentar, através dos alimentos e nutrientes, dar mais qualidade de vida ao paciente”, explica a Dra. Carolina.
     
    A alimentação desequilibrada está diretamente relacionada ao surgimento das doenças metabólicas que acometem o organismo em qualquer faixa etária. “Hoje em dia, quase todas as doenças, principalmente as de origem metabólica, estão relacionadas à alimentação, como hipertensão, diabetes, obesidade, sobrepeso, e o agravamento de doenças autoimunes, aumento no número de pessoas com câncer, relacionados a maus hábitos alimentares, tudo está envolvido com o que o paciente está consumindo”, salienta.
     
    De acordo com a Dra. Carolina, a preocupação com uma alimentação saudável vem desde o nascimento. “Eu atendo muitas gestantes, e as orientações do nutrólogo vão começar desde a gravidez, para o nascimento de um bebê saudável. A partir daí o pediatra vai fazer as orientações sobre o leite materno e como a introdução alimentar deve ocorrer de forma correta. Atualmente, muitas das doenças relacionadas à alimentação aparecem logo na infância, como a obesidade, crianças com diabetes, alergias de pele ou respiratórias, entre outras. As crianças desde muito cedo começam a ter contato com alimentos industrializados, que têm muitos conservantes, aromatizantes, corantes artificiais e muitas vezes açúcar em excesso, e isso é prejudicial para a saúde quando consumidos em excesso”, explica. 
     
    .

     

    Para pessoas que praticam atividade física, principalmente musculação, a Dra. Carolina afirma que a alimentação para o atleta depende do objetivo de cada um, ou seja, “se ele busca desempenho, ganho de massa muscular ou redução de massa gorda, tem que ter um aporte de carboidrato, proteína e suplementação alimentar adequada para suportar a carga de treinos”.
     
    Sobre os danos que a bebida alcoólica pode causar à saúde, a médica explica que o álcool está diretamente associado a várias doenças do fígado e pâncreas. “As principais doenças relacionadas ao fígado provocadas pelo consumo excessivo de álcool vão desde a esteatose hepática, que é o excesso de gordura no fígado, até a hepatite alcoólica, a cirrose hepática. O consumo excessivo de álcool também pode agravar outras doenças de caráter metabólico; como por exemplo, o paciente diabético que faz consumo excessivo de álcool, ou o paciente hipertenso na mesma situação. O nutrólogo vai dar um apoio ao paciente para que ele tenha qualidade de vida, não só com a medicação, mas através dos nutrientes, de uma alimentação adequada, e assim tenha o controle da doença”, pondera.
     
    Em relação aos casos de câncer provocados por uma alimentação inadequada, Dra. Carolina explica que o excesso de alimentos processados, com conservantes e outras substâncias artificiais, podem gerar reações maléficas no organismo, e que juntamente com fatores genéticos, e hábitos como tabagismo e sedentarismo, podem levar à doença. “É necessário evitar os alimentos artificiais, e o excesso de gorduras e açúcar, principalmente para o paciente oncológico, que já faz o tratamento contra o câncer, pois isso pode piorar os efeitos adversos de tratamentos como quimioterapia, causando náusea, vômito, diarreia”, alerta.
    Para os pacientes que sofrem com o sobrepeso ou a obesidade e precisam perder peso, a Dra. Carolina explica que o nutrólogo vai orientá-lo, baseado no resultado de exames laboratoriais, exame físico com bioimpedância e avaliar a pré-disposição genética do paciente em desenvolver doenças, para assim receitar os alimentos que são mais indicados e os que devem ser evitados.
     
    “É necessário fazer uma suplementação adequada, com vitaminas, minerais, de acordo com a necessidade de cada um e se for necessário, usar medicação, para o paciente alcançar seu objetivo. Numa consulta com o médico, a gente consegue descobrir o que está fazendo o paciente ganhar peso, e qual a principal dificuldade para perder peso. Nem sempre o problema é só alimentação, muitas vezes é necessário acompanhar também a parte psicológica do paciente, tratar transtornos alimentares, algumas disfunções, como anorexia, bulimia, compulsão alimentar”, ressalta.
    A médica destaca ainda a importância de uma equipe multidisciplinar, para que o paciente tenha um resultado satisfatório. “O nutrólogo vai tentar agir para controlar as doenças, controlar a compulsão alimentar. Alguns pacientes vão precisar de um psicólogo, ou outras formas de apoio psicológico. É importante também o acompanhamento de um educador físico, para que indique a atividade física específica para cada paciente, e também do nutricionista. É importante pensar na nutrologia visando uma vida e envelhecimento saudável, buscando intervir desde a infância para que as pessoas não enfrentem doenças evitáveis. A nutrologia é uma medicina que está preocupada com a prevenção e promoção da saúde.” 

    © 2019 Foco Magazine. Todos os direitos resevados.