Última Edição
Jul / Ago 2019
Jul / Ago 2019

Assinatura Online

Recebe a última edição da
Foco Magazine no conforto
de seu endereço!

Saúde

A ginecologia e obstetrícia atuais

  • Novas possibilidades para as muitas mulheres possíveis!

    .

     

    Dra. Cynara Maria Pereira Especialista em Ginecologia e Obstetrícia pela Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO)  CRMMG - 26689  -  RQE 8233 / 8234  â?¢ Mestre em Tocoginecologia - UNICAMP â?¢ Doutoranda em Tocoginecologia - UNICAMP â?¢ Ginecologia Geral, Obstetrícia  â?¢ Colposcopia, Histeroscopia, Ultrassonografia ginecológica e obstétrica - US 4D â?¢ Terapia de Reposição Hormonal - Implantes Hormonais - Laser em Ginecologia   Rua Elvira Silveira Coimbra, 400 â?? Centro - Passos/MG  3522-9749  / 98409-6391        Email: pereiracynara@gmail.com
    Dra. Cynara Maria Pereira                          CRMMG - 26689 -  RQE 8233 / 8234
    Especialista em Ginecologia e Obstetrícia pela Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO)  • Mestre em Tocoginecologia - UNICAMP • Doutoranda em Tocoginecologia - UNICAMP • Ginecologia Geral, Obstetrícia • Colposcopia, Histeroscopia, Ultrassonografia ginecológica e obstétrica - US 4D • Terapia de Reposição Hormonal - Implantes Hormonais - Laser em Ginecologia
    Rua Elvira Silveira Coimbra, 400 – Centro - Passos/MG 3522-9749 / 98409-6391 Email: [email protected]

     

    A ginecologia e obstetrícia é uma especialidade básica, juntamente com a Pediatria, Clínica Médica e Cirurgia. Isto implica em uma vasta área de atuação, o que permite um cuidado continuado e uma visão global sobre a saúde das mulheres.
     
    Sua evolução foi natural, a partir dos cuidados às mulheres em trabalho de parto, posteriormente com a realização da primeira cirurgia da medicina moderna, para extração de um grande tumor ovariano e também com a necessidade do melhor entendimento sobre anatomia e funcionamento do aparelho reprodutor feminino para controle da reprodução humana.
    Assim, o “especialista” é um médico capaz de acompanhar a complexidade do evoluir feminino, passando por várias etapas marcantes como a adolescência, a gestação e o parto, a maturidade e a menopausa.
     
    .

     

    As “mulheres-pacientes” de hoje têm o completo domínio sobre seu corpo, suas vontades e seus destinos. Sabem dizer exatamente o que desejam e o que traz bem-estar. 
    Felizmente novas tecnologias foram desenvolvidas e incorporadas para auxiliar a desvendar um mundo de possibilidades! 
    O planejamento familiar conta hoje com inúmeras opções que dão liberdade, privacidade e autonomia, sendo possível a utilização de novas substâncias e outras vias  de administração para os hormônios anticoncepcionais, quais sejam os adesivos, implantes e anel vaginal, além dos DIUs, injetáveis e comprimidos. 
     
    Na gestação, acompanhamos o desenvolvimento do feto desde as primeiras semanas, com modernos aparelhos de ultrassom, que precocemente nos mostram seus batimentos cardíacos. Um pouco mais tarde somos capazes de ver detalhes do desenvolvimento dos órgãos, avaliar riscos de hipertensão na gestação, dificuldade de crescimento fetal e parto prematuro. O US 4D permite uma visão tridimensional  em tempo real daquele rosto tantas vezes imaginado. Ainda mais, hoje é possível corrigir algumas malformações fetais ainda dentro do útero!
     
    ,

     

    Nosso maior entendimento sobre os possíveis problemas de saúde da mulher durante o período do parto e puerpério e o retorno à valorização do parto natural têm reduzido os índices de mortalidade materna. O trabalho de parto e nascimento são monitorados por equipamentos que mostram o bem-estar fetal e um trabalho multidisciplinar garante à mulher maior segurança para o nascimento. A dor já não é mais um fator limitante. Sim, o parto pode ser verdadeiramente feliz!
     
    Assim como pode ser feliz também a vida após os 40. A reposição hormonal pode e deve ser realizada também com menor “culpa” ou “medo” de complicações. Os implantes hormonais ou fórmulas à base de gel utilizam substâncias bioidênticas para minimizar os sintomas da menopausa e prevenir doenças. O ginecologista utiliza os exames de sangue, imagem e o histórico da paciente para indicar uma terapia hormonal personalizada visando garantir seu bem-estar e manter sua rotina de atividades intelectuais, físicas e sexuais.
     
    O Laser está disponível para o alívio dos sintomas urogenitais que podem surgir com a menopausa como ressecamento vaginal, dores nas relações e perda de urina aos esforços. Sua utilização estimula a produção de colágeno local, atuando ainda na flacidez nesta região. É uma terapia recente na ginecologia, embora já bastante utilizada pela dermatologia, que se mostrou eficiente em vários estudos já publicados. 
     
    Na abordagem às doenças uterinas podemos utilizar hoje procedimentos que vão reduzir os riscos de uma grande cirurgia. Ressonância magnética e punções guiadas por ultrassom facilitam a abordagem a doenças das mamas. A colposcopia complementa o papanicolau e avalia melhor as alterações no colo uterino. A histeroscopia é um procedimento que permite a abordagem de vários problemas do útero, como pólipos, aderências, septos e miomas além da realização de biópsias. A videolaparoscopia pode ser utilizada para a retirada do útero e para o tratamento de endometriose, garantindo um pós-operatório menos debilitante.
    Desta forma podemos perceber que a ginecologia e obstetrícia evoluiu no sentido de fornecer às mulheres melhor qualidade de vida e principalmente um cuidado individualizado. 

    © 2019 Foco Magazine. Todos os direitos resevados.