Última Edição
Jul / Ago 2019
Jul / Ago 2019

Assinatura Online

Recebe a última edição da
Foco Magazine no conforto
de seu endereço!

Saúde

PRAGAS

  • Thiago Agnelo de Souza Salum
  • O controle de Zoonose de Passos possui uma EQUIPE DE MOBILIZAÇÃO SOCIAL que trabalha nas empresas e nas escolas composta por: Thaís Andrade, Gabriel Patrick, Bruno Teixeira. AS EQUIPES DE COMBATE são lideradas pelo coordenador do núcleo de zoonoses Oswaldo Rattis.

    As transmissões das doenças ocorrem em situações de enchentes e inundações, quando a urina dos ratos, presente em esgotos e bueiros, se misturam à enxurrada e à lama contaminando as pessoas em contato com esta água. As leptospiras presentes na água penetram no corpo humano pela pele, principalmente se houver alguma lesão como arranhões ou ferimentos. 
     
    O contato com água ou lama de esgoto, lagoas ou rios contaminados e terrenos baldios com a presença de ratos, também podem facilitar a transmissão da leptospirose. Veterinários e tratadores de animais podem adquirir a doença pelo contato com a urina de animais doentes ou convalescentes.
     
    Para o controle da leptospirose, são necessárias medidas ligadas ao meio ambiente, tais como obras de saneamento básico (abastecimento de água, lixo e esgoto), melhorias nas habitações humanas e o combate aos ratos.
    Outra doença transmitida pelos ratos é a Hantavirose, com duas variações: a Síndrome Cardiopulmonar por Hantavírus (SCPH), que se trata da Síndrome de Insuficiência Pulmonar do adulto causada por vírus Hanta que ocorre nas Américas e a Febre Hemorrágica com Síndrome Renal (FHSR), doença típica da Ásia e Europa. As Hantaviroses são causadas por vírus RNA pertencentes à família Bunyaviridae, gênero Hantavirus. Esses vírus têm como hospedeiros roedores silvestres que eliminam o vírus pela urina, saliva e fezes. 
     
    Outras formas mais raras de transmissão são a ingestão de água e alimentos contaminados. As prevenções da Hantavirose consistem em medidas para impedir o contato do homem com os roedores e seus excrementos. As principais medidas que devemos tomar são de destinar adequadamente os entulhos, bloquear o acesso dos ratos, deixar os locais que armazenam alimentos bem fechados e manter bem fechadas as lixeiras.
    Estes animais são transmissores de doenças, sendo as principais delas: a Criptococose, que é uma micose profunda, cujo agente etiológico é o Criptococus neoformans, tem afinidade pelo sistema nervoso central. Os pacientes apresentam febre, tosse, dor torácica, podendo ocorrer também cefaleia, sonolência, rigidez da nuca, acuidade visual diminuída, agitação, confusão mental. São transmitidas através da inalação de poeira contendo fezes de pombos contaminadas pelos agentes etiológicos. Outra doença transmitida pelo pombo é a Histoplasmose - micose profunda, cujo agente etiológico, Histoplasma capsulatum, tem afinidade pelo sistema respiratório. Os sintomas que podem ocorrer variam desde uma infecção assintomática até febre, dor torácica, tosse, mal estar geral, debilidade, anemia, entre outras. São doenças oportunistas, o indivíduo pode ou não desenvolver a doença dependendo de seu estado de saúde. Ornitose é uma doença infecciosa aguda, cujo agente etiológico, Chlamydia psittasi, tem afinidade pelo sistema respiratório superior e inferior. Os sintomas manifestados são febre, cefaleia, mialgia, calafrios, tosse. A Salmonelose é uma doença infecciosa aguda, cujo agente etiológico, Salmonela typhimurium, tem afinidade pelo sistema digestivo. Alguns dos sintomas são febre, diarreia, vômitos, dor abdominal. É transmitida através da ingestão de alimentos contaminados com fezes de pombos contendo o agente etiológico. E as Dermatites que são provocadas pela presença de ectoparasitas (ácaros) na pele, provenientes das aves ou de seus ninhos. 
    Os pombos têm preferência por grãos e sementes, entretanto, como não são exigentes comem também restos de refeição, pão e até lixo. Com o nosso clima e em boas condições de alimentação colocam até dois ovos por ninhada e podem ter até seis ninhadas ao ano. O tempo de incubação dos ovos é de 17 a 19 dias. Nos centros urbanos, o tempo de vida desses animais é de três a cinco anos, em condições de vida silvestre, podem viver aproximadamente 15 anos. Eles constroem seus ninhos em torres de igreja, forros de casas, beirais. O principal predador dos pombos são os gaviões, porém, como não estão em grande número nas cidades, o resultado dessa interação é insatisfatório como controle.
     
    O Controle de Pombos deve ser encarado como um investimento, reduzindo a suscetibilidade de contaminação ambiental e a transmissão de doenças. O controle também diminui as despesas de manutenção predial anual, através dos inúmeros reparos que são necessários quando há uma infestação, como limpeza, raspagens, remoção de telhas para limpeza das lajes. Mantém o patrimônio bem conservado e livre das aves, além de valorizar o imóvel. Portanto, controlar estas aves traz benefícios a médio e longo prazo em termos de investimentos e segurança.
    O escorpião amarelo é encontrado em vários estados do país, principalmente no Sudeste e Centro Oeste do Brasil. Tityus Serrulatus é a espécie de escorpião que mais causa acidentes graves em especial quando se trata de crianças e idosos. É necessário criarmos hábitos preventivos com esse tipo de escorpião, pois a picada pode levar a morte.
    Em média essa espécie de escorpião tem sete cm de comprimento, possui pernas e cauda em um tom amarelado, o seu tronco amarelo escuro. O nome da espécie é em razão do serrilhado no terceiro e quarto anéis da sua cauda. 
    Após o nascimento dos filhotes, eles sobem no dorso da mãe, e permanecem sob sua proteção até a realização da primeira ecdiase (troca do exoesqueleto). Depois deste processo, os filhotes se tornam independentes e abandonam o dorso da sua mãe. Esse período dura 14 dias, mas pode variar bastante.
    A reprodução do escorpião amarelo acontece por meio de partenogênese, tendo em vista que existem apenas fêmeas. Sendo assim, todos os escorpiões dessa espécie podem se reproduzir sem a necessidade de acasalamento. Isso somado à possibilidade de se adaptar a diferentes ambientes facilita a propagação desses aracnídeos.
    O escorpião tem veneno neurotóxico, com ação sobre o sistema nervoso. A picada do escorpião é muito dolorosa e se espalha pelo corpo, onde a vítima pode chegar ao estado de hiperestesia, que é o estado onde o corpo fica muito sensível ao toque.
     
    O ataque ao homem acontece quando o escorpião se sente ameaçado. Em caso de acidentes, a orientação é que não sugue o veneno com a boca, não faça torniquete e não mexa no local da picada para não agravar. O correto é buscar atendimento médico imediatamente. Profissionais de saúde ambiental orientam que em caso de encontrar um escorpião, não tente capturá-lo sem alguma proteção, entre em contato com o Centro de Controle de Zoonoses. 
    O caramujo africano se reproduz rapidamente. Ele pode medir, em média até 12 cm de comprimento e pesar até 200 gramas. Sua concha tem cor marrom com listas brancas é alongada e possui abertura cortante. Colocam dezenas de ovos arredondados, branco-amarelados do tamanho de semente de mamão que ficam semi-enterrados no solo. Aparece geralmente em grandes quantidades.
     
    A espécie é capaz de transmitir um verme nematóide ao homem. O  Angiostrongylus, causador da angiostrongilíase meningoencefálica, que paralisa o sistema nervoso central com extrema gravidade. Embora poucas vezes fatal, os sintomas que podem se prolongar por vários meses são: cefaleia severa, rigidez de nuca, formigamentos diversos, paralisias temporárias e febre baixa. O verme pode alojar-se no olho, causando desde distúrbios visuais permanentes até a cegueira. Pode, também, causar a angiostrongilíase abdominal, doença caracterizada pelo comprometimento dos órgãos abdominais, especialmente da região do intestino grosso. 
    A transmissão ocorre através do consumo de alimentos contaminados pelo muco que ele deixa à medida que se move, ou pela ingestão direta do molusco.
     
    Algumas medidas são orientadas para o controle dos caramujos, a primeira é a catação ou captura manual dos caramujos com o auxílio de luvas descartáveis, sacos plásticos ou pazinhas. Recolher da mesma forma os ovos que ficam na superfície do solo ou um pouco abaixo. 
     

    A segunda medida se inicia após a catação, coloque os caramujos capturados em um recipiente com seis colheres de sal para cada litro de água para matá-los. Deixe submerso por algum tempo em seguida quebre suas conchas e descarte no lixo. A mistura também pode ser preparada com cloro ou água sanitária, coloque os caramujos em solução formada com 1 parte de cloro para 3 de água e deixe-os submersos por cerca de 24 horas.  Em seguida quebre suas conchas e descarte no lixo.

    .......
    ESCORPIÃO AMARELO

    Os escorpiões possuem hábitos noturnos e vivem em locais próximos de onde se alimentam. Seu alimento preferido são as baratas, daí a importância do combate desses insetos e da higiene do ambiente. O uso de inseticida é de baixo alcance e pequena eficácia em razão do escorpião sobreviver a longos períodos sem comida e água, escondidos em lugares escuros e úmidos, como frestas, fendas, atrás de móveis, redes de esgoto, fossas, entulhos, madeiras, tijolos, telhas, pedras e outros. A espécie mais encontrada em nossa cidade é a Tityus Serrulatus, conhecida também como escorpião amarelo. 
     

     

     

    .
    POMBO


    O pombo urbano comum, encontrado praticamente em todo o território nacional, tem o nome científico Columba livia doméstica, é uma ave exótica, que se originou da pomba das rochas, de origem europeia, e foi introduzida no Brasil no século XVI por colonizadores Portugueses. São aves mansas, encontradas em grandes números nos centros urbanos, onde se adaptaram muito bem devido a vários fatores, dentre eles a facilidade de encontrar alimento e abrigo. Os pombos urbanos são animais considerados vetores que causam danos materiais e prejuízos a saúde através da excreção de suas fezes no ambiente. Seus ninhos abrigam parasitas, como piolhos, que também infestam o ambiente e atingem as pessoas que ali frequentam. 

     

    .


    RATOS

    São conhecidas atualmente 236 espécies de ratos. Somente no Brasil são mais de 230 espécies diferentes desses animais. Os ratos vivem aproximadamente dois anos, em colônias bem organizadas, a reprodução desses animais são de forma sexuada, após um período de gestação de 22 dias, as fêmeas geram entre seis a doze filhotes. Três espécies são consideradas pragas urbanas: Rattus Rato, Mus-Muluculus e Norvegicus.
     

     

    .....
    CARAMUJO GIGANTE AFRICANO 


    O caramujo gigante africano é um molusco que não fazia parte do nosso ambiente. Veio da África e foi introduzido como uma versão mais lucrativa do “escargot”.
    Tornaram uma praga em quase todo Brasil, invadem quintais, jardins, destroem plantações e são uma ameaça à saúde e ao meio ambiente.

    Pontos da Campanha de Vacinação Antirrábica 2019

    Urbana

    HORÁRIO: 8H ÁS 16H

    1. Dia 07/09/2019 Sábado

    · SEMEI Ivanise Prado ( Jd. Helaine)
    · PSF Compartilhado Jd. Canadá (Rua João Teixeira Mendes)
    · Ambulatório CSU (Rua Goiás com Rua Barão de Passos)
    · Cohab III (QUADRA)
    · Estação de Tratamento do SAAE ( Av. Juca Stockler)
    · Capela da Penha
    · Entroncamento das Ruas Caetés, Osvaldo B. Bonfim e Capricórnio (Jd. Serra Verde)
    · Ambulatório Novo Horizonte

    2. Dia 14/09/2019 Sábado

    · Praça da Igreja Santa Rita
    · Praça Aclimação (Rua Águas Marinhas com a Rua Opala)
    · Praça do Rosário
    · Praça Santuário da Penha
    · Praça Nossa Senhora das Graças
    · CEMEI Tutuca (Penha II)
    · Ambulatório Nossa Senhora Aparecida
    · Praça Santa Helena (São Francisco)

    3. Dia 21/09/2019 Sábado

    · Praça Quinzinho Funchal (Res. Nova Califórnia)
    · Praça Vila Rica (Av. das Nações)
    · Ambulatório São Domingos
    · Rotatória do Eldorado (Bar da Pimenta)
    · Escola Estadual Jair Santos (Pq. Casarão)
    · Escola Nazle Jabur (Jd. Santa Luzia)
    · Ambulatório Coimbras (Rua Leopoldina)
    · Praça Cohab V

    4. Dia 28/09/2019 Sábado

    · PSF Polivalente (Rua Honduras)
    · Praça Três Corações com Formiga (Jd. Muarama)
    · Igreja Nossa Senhora Aparecida (Canjeranus)
    · Igreja Nossa Senhora de Fátima
    · Praça da Saudade
    · Praça do Cristo (Jd. Planalto)
    · Igreja São Luís Monfort (Cohab II)
    · Praça São Francisco

    5. Dia 05/10/2019 Sábado

    · Igreja Santos Reis (Rua Guanabara com Rua Rio Doce)
    · Praça Novo Mundo (Rua Japão com Rua Áustria)
    · Praça do Campo do Esportivo (Starling Soares)
    · Praça Poços de Caldas (COHAB I)
    · Praça São Benedito
    · Praça do Cruzeiro (Próximo ao Butekão da Penha)
    · Praça Rui Barbosa (próximo a Av. Arouca)
    · Nova Passos (Praça localizada na Rua Elói Pereira Lemos)

    Escalonamento da Campanha de Vacinação Antirrábica 2019 
    Rural

    VACINAÇÃO RURAL EQUIPE 01

    Dias: 2, 3, 4/09 Bananal
    Dias: 5, 6/09 Pau D’alho
    Dias: 9, 10, 11, 12/09 Julieira
    Dias: 13, 16, 17, 18/09 Rio Grande/Morro Do Café
    Dias: 19, 20, 23, 24/09 Campos
    Dias: 25, 26/09 Boa Vista Dos Lopes
    Dias: 27, 30/09 E 03/10 Areias
    Dias: 07/10 Cabo Verde
    Dias: 08, 09/10 Rodovia Mg 050
    Dias: 10/10 Bom Jardim

    VACINAÇÃO RURAL EQUIPE 02
     
    Dias: 2, 3, 4, 5, 6/09 Mumbuca
    Dias: 9, 10/09 Mumbuquiha
    Dias: 11, 12/09 Engenho Velho
    Dias: 13, 16/09 Fazenda Nova
    Dias: 17, 18/09 Gravatá
    Dias: 19, 20, 23/09 Aguas
    Dias: 24, 25, 26/09 Tanquinho
    Dias: 27, 30/09 E 03/10 Linha Da Fortaleza
    Dias: 7, 8/10 Vira
    Dias : 09, 10/10 Corredor São Domingos

    Obs: Lembrando que, se tratando deste trabalho ser realizado na zona rural,podem ocorrer atrasos em algumas datas e localidades,tanto pelas dificuldades a encontrar quanto no imprevisto com os carros.
    NCZ/Passos

     

     

    © 2019 Foco Magazine. Todos os direitos resevados.