Última Edição
Nov/Dez 2019
 Nov/Dez 2019

Gestão de Negócios

Metas ou crise? De que lado você está?

  • Estamos em Crise!!! Esta afirmativa está presente em todos os canais de comunicação apedrejando nossas mentes, incansavelmente tentando nos abater e fazer com que paremos no tempo. Mas o que fazer? Como nos posicionar neste cenário? Lendo um livro dias atrás fui agraciado por uma história que passei a utilizar no meu dia a dia e compartilho agora com vocês:

    Metas ou crise? De que lado você está?
    Metas ou crise? De que lado você está?

    “Os japoneses sempre gostaram de comer peixe fresco. Contudo, os mares perto do Japão deixaram de produzir peixes em grande escala há bastante tempo. Desta forma, para conseguir abastecer a população do país, os japoneses começaram a fabricar navios pesqueiros maiores para que pudessem ir a grandes distâncias. Quanto mais distante os navios iam, mais demoravam a retornar com os peixes, e se demorassem mais do que alguns dias, o peixe já não era fresco, o que repugnava os consumidores, uma vez que estes gostam apenas de peixes frescos. Para resolver o problema, as empresas pesqueiras instalaram frigoríficos em seus navios, que congelavam os peixes assim que eram pescados, permitindo que as embarcações fossem mais distante em alto mar, entretanto os japoneses conseguiam distinguir o sabor entre o peixe fresco e o congelado, e não gostavam do peixe que havia passado pelo frigorífico. Desta forma, as empresas pesqueiras buscaram outra alternativa, e instalaram nos navios, grandes aquários em que iam colocando os peixes vivos à medida que pescavam, lotando os tanques até não caber mais, assim fazendo com que os peixes retornassem vivos, em aquários superlotados, onde não conseguiam nadar por falta de espaço, chegando portanto, cansados e abatidos, embora vivos. Infelizmente os japoneses não gostavam do sabor destes peixes, pois em função de não se mexerem, e não se exercitarem, os peixes perdiam o gosto do frescor. Então como resolver o problema?” Não diferente é a nossa vida profissional, que sem percebermos somos colocados em aquários onde não precisamos nadar, onde não precisamos nos preocupar com as situações do dia a dia, onde não precisamos nos esforçar para conseguir algo, nos tornando profissionais sem brilho, deprimidos, e com medo de arriscar estrategicamente. Segundo alguns autores o homem progride somente em um ambiente desafiador. 

     
    Bem, e quanto aos peixes? Os japoneses não pararam de pensar e buscar uma solução para o problema, e chegaram a uma conclusão muito semelhante ao que acontece no mundo corporativo: colocaram dentro do aquário junto com os peixes um pequeno tubarão. Este predador come alguns peixes, mas a maioria chega ao destino viva, muito viva, esperta, nadando rápido, e desta forma muito fresca. Os peixes são desafiados, ficam com medo e o instinto os faz ficarem espertos. Ter um tubarão no aquário de nossas vidas é muito interessante e saudável, faz com que fiquemos antenados em todas as situações, faz com que busquemos alternativas inteligentes e criativas, faz que nos tornemos muito melhor preparados para lidar com as incertezas e desafios do dia a dia. 
     
    Posso arriscar dizer algo: Os profissionais inteligentes utilizam a crise para crescer, entretanto, aqueles que se destacam constantemente no mercado, não necessitam da crise, pois invariavelmente buscam desafios para o crescimento pessoal e do seu negócio. Assim gostaria de deixar uma pergunta: Existe um tubarão dentro do aquário da sua vida? Você constantemente estabelece metas desafiadoras para serem batidas? Ou será que você se deixa levar pelo sentimento de crise como tantos outros? Como estão suas metas e objetivos? Pense nisto!!!
     
    por Wesley Andrade

    © 2019 Foco Magazine. Todos os direitos resevados.