ltima Edio
Especial 2021
Especial 2021

Foco Online

Projeto Furnas por Furnas traz atletas do surfe e kitesurf no CAPP

  • .

     

     

    Pedro Calado do surfe e os irmãos Filippe Ferreira e Milla Ferreira.
    Pedro Calado do surfe e os irmãos Filippe Ferreira e Milla Ferreira.

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

    Projeto Furnas por Furnas traz atletas do surfe e kitesurf no CAPP

    Na tarde do dia 06 de abril tivemos em Passos, no CAPP – Centro de Aprendizagem Pro Menor de Passos, a visita da Equipe Furnas através do projeto Furnas por Furnas. Três atletas do Rio de Janeiro, Pedro Calado do surfe e os irmãos Filippe Ferreira e Milla Ferreira, ambos do kitesurf estiveram com as crianças motivando-as através do esporte.

    Os jovens atletas falaram de suas trajetórias no esporte, responderam várias perguntas das crianças sobre seus desafios, inspiração, família, competição, alimentação, medos, saudade, drogas, Deus e do que sentem quando estão no mar. E no final, deixaram a mensagem da importância dos estudos e dos esportes para a construção de um futuro melhor.

    Uma tarde muito agradável com direito a fotos, autógrafos e abraços.

    Furnas apoia o esporte e vários atletas brasileiros porque acredita que ambos carregam os mesmos valores: perseverança, energia, força, perfeição, determinação, inspiração, orgulho e responsabilidade.


     

    Surfe

    É um esporte radical, onde o desafio é se manter o maior tempo possível em pé sob uma prancha, deslizando sob as ondas e realizando manobras radicais. No Hawaii o surfe tornou-se uma cultura.

    O surfe pode ser praticado por crianças a partir de 5 anos, desde que saibam nadar.

    O carioca Pedro Calado gosta de ondas grandes. É conhecido por não temer o perigo e botar para baixo em todos os tipos de mares e foi indicado ao Oscar do Surfe em ondas grandes, prêmio que será entregue em cerimônia no dia 23 de abril, na Califórnia.

    Ao falar com as crianças do CAPP, Pedro menciona a importância da família, principalmente do seu pai como seu treinador, amigo e parceiro. Contou das dificuldades do pai para conseguir ajudá-lo a seguir seu sonho de ser um surfista, mas que depois, quando vieram os patrocinadores, o pai pôde focar mais em seu trabalho. E também de suas experiências no Hawaii.

    Afirmou que para ser um atleta de sucesso, é preciso deixar de fazer muitas coisas, que é preciso ter foco, participar de todos os treinos e saber bem o que se quer.

     

     

    .
    .

     

    Kitesurf

    Uma prancha, um kite, o mar e a adrenalina na veia! Esse é o espírito do kitesurf, uma mistura de surfe, windsurfe e wakeboard. Modalidade esportiva criada há 30 anos por dois irmãos franceses e que ganha cada vez mais popularidade.

    Devido ao sucesso mundial, todos os anos os kitesurfistas saem em busca de ventos perfeitos e, felizmente, os brasileiros não precisam ir muito longe para encontrá-los. Afinal, nosso país tropical é considerado um dos melhores lugares do mundo para a prática.

    Os cariocas Filippe Ferreira, o Frajolinha, e sua irmã, Milla Ferreira, são muito conhecidos no Brasil e no mundo nos circuitos dessa modalidade esportiva.

    Filippe tem um estilo arrojado com fortes manobras e altos aéreos e Milla Ferreira, atual campeã brasileira de kitewave e principal nome feminino do kite nacional.

    A influência do pai, o kitesurfista Frajola Ferreira, foi determinante para que os meninos tivessem o interesse pelo esporte, mas é importante ressaltar o talento, dedicação e paixão pelo que fazem. Isso foi o que permitiu chegarem a um patamar tão alto.

    No CAPP, Filippe e Milla contaram às crianças da adrenalina que sentem ao pegar uma onda.

    E a partir de uma pergunta, foram surgindo muitas outras. As crianças se enfileiravam para perguntar e abraçar os atletas. Aplaudiam a cada resposta e ficavam ainda mais curiosas.

    Sobre a alimentação, os atletas contaram que fazem questão de uma alimentação saudável, comidinha feita em casa, sem excessos, sem muito óleo e que comem de tudo, até doces, mas bem pouquinho.

    .
     

     

    Falaram da sensação de prazer e liberdade que sentem ao estarem no mar e que o sucesso é resultado do trabalho realizado. Que querem superar ainda novos desafios e que esperam estar no surfe por toda a vida.

    Os cariocas falaram sobre as drogas, que podem levar a um caminho que não é legal, que não traz nada de bom. Drogas levam ao fracasso e à morte. E mostraram que muitas pessoas se salvam através do esporte.

    Os alunos ficaram curiosos para saber se os atletas tinham medo dos animais do mar, principalmente do tubarão. Houve risos e eles logo disseram que não procuram pensar em medos quando estão no mar. Nem pensam no tubarão. Adoram as ondas grandes e apenas se concentram para não cair.

    Afirmaram que oram muito a Deus e que a família é essencial nas escolhas, formação e condução das pessoas.


     

    O CAPP (Centro de Aprendizagem Pro Menor de Passos) fica localizado na Rua Monfort, 10 – Vila Rica, Passos - MG, (35) 3521 – 3979.

    © 2019 Foco Magazine. Todos os direitos resevados.