Última Edição
Nov/Dez 2019
 Nov/Dez 2019

Informe Publicitário

Saiba sobre o colesterol

  • Dra. Maria Elisa C. Almeida - Cardiologia e Ecocardiografia - CRM-MG 49093
    Dra. Maria Elisa Clementino Almeida
    Cardiologia e Ecocardiografia - CRM-MG 49093
    Título de Especialista em Cardiologia pela Sociedade Brasileira de Cardiologia.
    Especialização em Ecocardiografia adulto e infantil.

    Centro Clínicas
    Rua Formosa, 62 - Sala 4   |  Passos - MG
    Fone: (35) 3521-8422

     

    O colesterol é sempre ruim?
     
    Embora muitos achem que o colesterol é maléfico, ele é essencial à vida. O colesterol é um composto químico (lipídio) que faz parte da constituição das membranas das nossas células. No nosso organismo, ele desempenha funções importantes como a produção de hormônios, ácidos biliares e vitamina D. No entanto, o excesso de colesterol no sangue é prejudicial e aumenta o risco de desenvolver doenças cardiovasculares como o infarto do miocárdio, angina e ainda provocar acidente vascular cerebral (derrame).
     
    Existem 2 tipos de colesterol. O HDL é chamado de “colesterol bom”, pois retira o excesso de colesterol para fora das artérias, impedindo o seu depósito e diminuindo a formação da placa de gordura. Já o LDL, chamado de “colesterol ruim” pode se depositar nas artérias e causar seu entupimento.
     
    O que causa aumento do colesterol ruim?
     
    Primeiro, existe o fator genético, quando a pessoa possui genes que determinam essa alteração do colesterol. Segundo é a alimentação, quem ingere alimentos gordurosos, com alto índice de colesterol como gema de ovo, bacon, torresmo, manteiga, creme de leite, frituras e carnes de animais. E a terceira causa são doenças como o hipotireoidismo, diabetes e doenças nos rins.
     
    Como identificar?
     
    Como o problema do colesterol é silencioso (dificilmente causa sintomas), a recomendação é que as pessoas façam exames anualmente a partir dos 35 anos. Só dessa forma, seu médico consegue analisar o resultado juntamente a seus dados clínicos e estabelecer se o paciente é de baixo, médio ou alto risco para doenças cardiovasculares e individualizar seu tratamento.
     
    Saiba sobre o colesterol

    Como evitar?

    Seja rigoroso no controle da alimentação. Dê preferência a alimentos de origem vegetal: frutas, verduras, legumes e grãos. Mantenha uma vida saudável com a prática de exercícios físicos regulares (duração mínima de 30 minutos por pelo menos 4 vezes por semana) e pare de fumar. O cigarro é um fator de risco para doenças cardiovasculares e aliado ao colesterol, multiplica os riscos. Esses cuidados devem ser redobrados nos diabéticos, pois apresentam risco de 3 a 4 vezes maior de doenças cardiovasculares que as pessoas não diabéticas.

    © 2019 Foco Magazine. Todos os direitos resevados.