Última Edição
Nov/Dez 2019
 Nov/Dez 2019

Informe Publicitário

Pólipos Colônicos

  • O cólon (intestino grosso), incluindo o reto, é o local mais frequente de neoplasias primárias, tanto benignas (adenomas) quanto malignas (carcinomas), mais acometido que qualquer outro órgão do corpo humano.

    Dr. Thales Carvalho de Lima
    Dr. Thales Carvalho de Lima
    Cirurgia Geral - Coloproctologia - Colonoscopia - Videocirurgia - CRM - MG 46.962

    Clínica Humana: 
    Rua José Merchiorato, 174 - Sala 307 - 3º andar | Santa Casa - Passos/MG  
    Telefones: (35) 3529-3717  | [email protected]

    O termo pólipo é derivado do grego (poly = muitos e pous + pés) e significa “com muitos pés”. Na prática clínica, esse termo é utilizado para identificar qualquer elevação anormal ou protuberância da superfície da mucosa colônica.

    Os pólipos colorretais são altamente prevalentes na população geral, principalmente a partir da quinta década de vida, sendo que a incidência aumenta com a idade. Podem estar distribuídos em todos os segmentos colônicos, mas sua localização preferencial é no cólon distal e no reto (cerca de 70% das lesões), sendo que cerca de 80% delas correspondem a pólipos adenomatosos. Estes, (os adenomatosos) apresentam a maior importância clínica decorrente da frequência com que sofrem degeneração celular, com potencial de malignização ao redor de 10% em média.
     
    • A incidência de pólipos adenomatosos é discretamente maior entre homens em comparação às mulheres; a incidência de câncer colorretal e as taxas de mortalidade variam muito entre diferentes países e suas populações tendendo a ser mais elevadas em países industrializados.
     
    Muito embora ainda pouco se conheça sobre os mecanismos de formação de câncer colorretal, tem-se considerado a etiologia multifatorial (dietéticos, genéticos e hormonais) como responsável pelo desenvolvimento da doença. Dentre esses fatores, a dieta, nos dias atuais, se torna uma das mais importantes causas independentes de formação de câncer colorretal.
     
    Polipectomia - Procedimento mais utilizado para a retirada dos pólipos.
    Polipectomia - Procedimento mais utilizado para a retirada dos pólipos.

    SINTOMAS:

     A maioria dos pólipos (2/3 deles) é assintomática, sobretudo quando únicos e/ou pequenos (<1cm), sendo diagnosticados fortuitamente, como “achados de exame”. Quando sintomáticos podem ocasionar hemorragias baixas, mudança do hábito intestinal ou oclusão do cólon.
     
    DIAGNÓSTICO:
     
     Os recursos endoscópicos estão em progressão constante, e a COLONOSCOPIA é o exame padrão ouro tanto para o diagnóstico como para a terapia contra o desenvolvimento destas lesões.

    © 2019 Foco Magazine. Todos os direitos resevados.